Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Biologia Evolutiva
  4. A biodiversidade evolutiva do ambiente marinho e terrestre

A biodiversidade evolutiva do ambiente marinho e terrestre

O ambiente marinho, também denominado de talassociclo, representa o conjunto de ecossistemas de água salgada, abrangendo aproximadamente 70% da superfície do planeta, sendo considerado o maior ambiente da biosfera.

Contudo, mesmo diante de tamanha magnitude, possui uma baixa biodiversidade em relação ao número de espécies em comparação à totalidade do ambiente terrestre. Porém, com significativa quantidade e distribuição de organismos, por exemplo, a população de algas.

Uma das explicações para essa diferenciação, diante o surgimento da vida na água, provavelmente estaria associado à considerável estabilidade térmica do meio aquático durante os processos evolutivos, apresentando temperaturas mais contínuas em vista das freqüentes oscilações em certas faixas continentais.

Tal influência climática, desde o pretérito até a presente data, circunstancia de forma direta e acumulativa transformações na morfologia e fisiologia dos organismos, refletindo a estrutura populacional, ou seja, a manifestação ambiental provocando a incidência de novas condições sobre o arranjo molecular (genético) de um ser vivo, tendo que se adaptar ou desenvolver características diversificadas (mutações), favorecendo com o tempo o aparecimento de novas espécies.

Desta forma, há bilhões de anos, os oceanos certamente abrigavam uma concentração de organismos, que a partir das gradativas alterações físico-químicas do meio (harmonização) mantiveram um padrão biológico contínuo. Enquanto no meio terrestre, os organismos que foram “saindo” da água passaram e ainda passam por uma pressão de adaptação proporcional aos efeitos abióticos, resultando atualmente em uma maior biodiversidade.

Isso significa dizer que, durante a evolução, a dinamização das condições ambientais teria ocasionado momentos distintos de adaptação e seleção de espécies, primeiramente se desenvolvendo na água e posteriormente na terra, com a introdução do fator biótico.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
A gradativa configuração biótica dos ambientes.
A gradativa configuração biótica dos ambientes.
Publicado por: Krukemberghe Divino Kirk da Fonseca Ribeiro
Assuntos relacionados
Os tentilhões sofreram isolamento geográfico
Isolamento geográfico
Compreenda como o isolamento geográfico pode resultar na formação de novas espécies.
A destruição de habitat é uma das causas da perda da biodiversidade
Causas da perda de biodiversidade
Conheça as principais causas da perda de biodiversidade e a importância da conservação de espécies.
O que é biodiversidade?
Você sabe o que é biodiversidade? Clique aqui, conheça melhor esse conceito e entenda a importância de preservar-se as espécies de um ecossistema.
O cuidado parental da espécie.
Semelhanças entre o chimpanzé e o homem
Recentes descobertas evidenciam as semelhanças entre o chimpanzé e o homem. Confira!
A escala geológica e as teorias segundo a especiação das espécies.
Gradualismo e Equilíbrio Pontuado
Linhas de pensamento a respeito da origem de novas espécies.
O macaco é ancestral do homem?
Evolução humana
A espécie humana não é descendente dos macacos. Saiba o porquê