Metamorfose

Alguns animais, após o nascimento, têm desenvolvimento direto, ou seja: são semelhantes aos adultos, diferenciando apenas quanto ao tamanho e maturidade sexual.

Entretanto, existem espécies cujos filhotes não se apresentam com morfologia semelhante à de adultos e, muitas vezes, possuem hábito de vida diferenciado. Assim, no decorrer do seu desenvolvimento, sofrem processos de mudanças corporais até adquirirem tal forma. Este processo chama-se metamorfose.

Muitos anfíbios passam por metamorfose: na maioria das espécies de anuros, por exemplo, da eclosão dos ovos, nascem girinos. Estes, inicialmente, não são capazes de nadar, possuem brânquias e são desprovidos de abertura bucal. Ao longo do tempo, vão se modificando: surgem os opérculos, bocas e espiráculos, sendo que pulmões e pernas aparecem em um estágio mais avançado.

Com estas duas últimas estruturas, estão aptos a viver fora d’água, não sendo difícil encontrarmos indivíduos com forma adulta, mas com cauda ainda presente: são os imagos. A cauda é reabsorvida, pouco a pouco, fornecendo ao animal sua forma definitiva.

Em insetos, a metamorfose pode não ocorrer, ou esta pode estar presente, sendo completa ou incompleta: indivíduos ametábolos, holometábolos e hemimetábolos, respectivamente.

Na metamorfose completa, o indivíduo modifica consideravelmente a sua forma. Após a eclosão dos ovos, surgem seres vermiformes, denominados larvas. As larvas, geralmente bem ativas, passam por alguns processos de muda até atingirem o estágio de pupa, no qual adquirem exoesqueleto mais rígido. Por meio de novas alterações na estrutura corporal, a pupa se transforma num indivíduo adulto. Borboletas e o temido mosquito da dengue são exemplos de indivíduos holometábolos. Nestas primeiras, lagarta e crisálida são os respectivos nomes dados à larva e à pupa.

Quanto à metamorfose incompleta (ou gradual, ou simples), os hemimetábolos apresentam-se mais semelhantes aos adultos. Do ovo, surge a ninfa, morfologicamente parecida aos mais velhos cada vez mais, a cada nova muda. Exemplo: gafanhotos e baratas. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Larva, pupa e inseto adulto.
Larva, pupa e inseto adulto.
Publicado por: Mariana Araguaia de Castro Sá Lima
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Lista de Exercícios

Questão 1

Organismos que apresentam mudanças consideráveis em seu corpo (metamorfose) apresentam o chamado desenvolvimento:

a) completo.

b) direto.

c) indireto.

d) incompleto.

e) interno.

Questão 2

O mosquito-da-dengue (Aedes aegypti) é um inseto que sofre metamorfose. Inicialmente ele eclode de um ovo como uma larva aquática. Essa larva passa por quatro estágios evolutivos até que se torna um pupa, estágio em que não ocorre alimentação. Após o estado pupal, observa-se o surgimento do adulto.

Baseando-se na pequena descrição do ciclo do A. aegypti, marque a alternativa que indica corretamente o tipo de metamorfose por ele realizada.

a) indireta.

b) direta.

c) completa.

d) incompleta.

e) pupal.

Mais Questões
Assuntos relacionados
As aves possuem várias adaptações adquiridas ao longo de sua evolução
Adaptações das aves para o voo
Saiba mais sobre as adaptações adquiridas pelas aves para o voo.
Esquema da circulação dupla e completa nas aves
Sistema circulatório das aves
As aves são animais que apresentam circulação dupla e completa, veja aqui como ocorre o sistema circulatório das aves.
Durante o desenvolvimento do anuro, parte do ciclo de vida ocorre na água
Metamorfose em anfíbios
Compreenda como ocorre a metamorfose em anfíbios e aprenda as diferenças entre a fase larval e a fase adulta desse grupo.
As borboletas possuem um desenvolvimento indireto
Desenvolvimento direto e indireto
Aprenda a diferença entre desenvolvimento direto e indireto e conheça alguns exemplos relacionados a cada um desses tipos.
Medusa.
Reino Animalia
Como é formado o Reino Animalia e como surgiu os animais.
Representantes dos anelídeos portadores de cerdas.
Anelídeos
Filo Annelida, Reino Animal, Animais invertebrados, Triblásticos, Celomados, Corpo cilíndrico, Simetria bilateral, Metamerização, Anéis corporais, Sistema Circulatório fechado, Metanefrídeos, Respiração cutânea, Cordões nervosos ventrais, Fecundação cruzada, Classe Oligochaeta, Cerdas, Clitelo, Classe Polychaeta, Parapódios, Classe Hirudínea, Hermafroditas.
Lampreia: um vertebrado que não possui vértebra
Agnatos
Sobre estes vertebrados que não possuem vértebras (nem mandíbula) e são dotados de endoesqueleto cartilaginoso, que preenche seus corpos cilíndricos. Habitam ambientes aquáticos.
Todos os soros antipeçonhentos são produzidos pelo mesmo processo
Soro antipeçonhento
Saiba como ocorre a produção de soro antipeçonhento, tratamento utilizado em vítimas de acidentes com animais peçonhentos.