Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Genética
  4. Síndrome de Turner

Síndrome de Turner

A síndrome de Turner é uma monossomia caracterizada pela presença de apenas um cromossomo sexual X, sendo o portador, portanto, do sexo feminino.

Descrita em 1938 por Henry Turner, a Síndrome de Turner é uma anomalia genética que está associada à monossomia. Isso significa que ela é resultado de uma variação no número de cromossomos, apresentando apenas um cromossomo sexual X. Em razão da presença do cromossomo X, a pessoa afetada é do sexo feminino e apresenta cariótipo 45, X.

Estima-se que essa doença afete um a cada 2500 nativivos, sendo que, na maioria das vezes, as gestações de meninas com essa síndrome resultam em aborto. Estima-se que apenas 1% das gestações de fetos com síndrome de Turner chegue até o fim.

Ao nascer, as meninas assemelham-se muito às crianças normais, diferenciando-se apenas por um peso abaixo da média e, às vezes, a presença de linfedema – inchaço por uma deficiência no transporte da linfa – nos pés e mãos. Com o desenvolvimento da criança, são notadas características como baixa estatura, pescoço alado e menor que o normal, tórax largo, infantilismo sexual, baixa implantação de cabelos na região da nuca, entre outros sinais. O aspecto intelectual dos pacientes ainda é um ponto questionável.

Na adolescência, há ausência do desenvolvimento de características sexuais secundárias e amenorreia primária ou secundária. A amenorreia primária pode ser definida como uma ausência da primeira menstruação (menarca), já a amenorreia secundária diz respeito à falta de menstruação por pelo menos três ciclos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A grande maioria das mulheres com Síndrome de Turner é infértil, apresentando ovários atrofiados e sem folículos. Além disso, são observados baixos níveis de estrógeno e grande quantidade de FSH e LH.

Além dos sintomas relacionados com hormônios e baixa estatura, podem ser observados outros sintomas, tais como problemas cardíacos, renais e auditivos. É comum a presença de hipertensão, osteoporose, obesidade, doenças autoimunes e perda de cabelo (alopecia).

O diagnóstico é feito através da análise do cariótipo após serem constatados os sintomas característicos da doença por diagnóstico clínico. Vale destacar que hoje já é possível observar sintomas dessa síndrome através de exames pré-natais, entretanto, na grande maioria das vezes, o diagnóstico é tardio.

O tratamento baseia-se principalmente na reposição hormonal, que possibilita o desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários e normaliza o ciclo menstrual. Além disso, a terapia hormonal favorece o ganho e manutenção da massa óssea.

Diante de tantos problemas, tais como baixa estatura e atraso no desenvolvimento puberal, é comum que pessoas com síndrome de Turner apresentem problemas de autoestima e de relacionamento. Sendo assim, além de tratar os sinais e sintomas clássicos da doença, é fundamental o acompanhamento com psicólogos para tratar eventuais problemas de comportamento.

Observe o cariótipo de uma pessoa com Síndrome de Turner. Nesse caso, há apenas um cromossomo sexual X
Observe o cariótipo de uma pessoa com Síndrome de Turner. Nesse caso, há apenas um cromossomo sexual X
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Assuntos relacionados
Observe que, na síndrome de Klinefelter, o cariótipo é normalmente 47, XXY
Síndrome de Klinefelter
Amplie seus conhecimentos a respeito da Síndrome de Klinefelter, uma anormalidade cromossômica numérica.
A aneuploidia é um tipo de alteração numérica em que ocorre o aumento ou diminuição de um tipo de cromossomo
Aneuploidias
Entenda as aneuploidias, alterações cromossômicas numéricas que levam ao aumento ou diminuição de um tipo específico de cromossomo.
A Síndrome de Down é causada pela presença de três cromossomos 21
Síndrome de Down
Saiba mais sobre a Síndrome de Down, um distúrbio genético em que o indivíduo apresenta um cromossomo 21 a mais que o normal.
As doenças provocam sintomas específicos e possuem causas definidas
O que são doenças, síndromes e transtornos?
Você sabe a diferença entre doenças, síndromes e transtornos? Clique aqui e aprenda o significado desses termos amplamente utilizados na medicina.
Os genes são porções de DNA contidas nos cromossomos
Genes e cromossomos
Aprenda mais sobre genes e cromossomos, dois conceitos que são relacionados entre si e essenciais para a compreensão dessa parte da Biologia.
Mão de uma criança com Síndrome de Down.
Alterações Cromossômicas
Síndromes ocasionadas por mutações cromossômicas.
Conjunto cromossômico da espécie humana.
Cariótipo
Cariótipo, Centrômero, Metacêntrico, Submetacêntrico, Acrocêntrico, Telocêntrico, Satélite, Metáfase, Condensação, Célula diplóide, Par alossômico, Par autossômico, Idiograma de cariótipo.