Cisticercose

Cisticercose é uma doença ocasionada pelas larvas da Taenia Solium, popularmente conhecida como solitária. É adquirida através da ingestão de alimentos e água contaminados com os ovos do verme. O único hospedeiro definitivo da Taenia é o ser humano. No intestino os ovos do verme são transformados em larvas, podendo se descolar para várias partes do corpo como músculos, cérebro, pulmões, olhos e coração. Pode ocasionar convulsões, distúrbios mentais, cegueira.

A Taenia solium possui o corpo alongado, delgado e chato, podendo ser dividido em: cabeça ou escólex, colo e estróbilos ou proglótides.

A taenia se instala no intestino delgado após três meses de infecção, onde começa a soltar anéis com ovos. Cada anel tem de 40 a 80 mil ovos. Os anéis são eliminados com as fezes ou rompidos no intestino, onde podem permanecer vivos por até 300 dias, dependendo do organismo.

Os hospedeiros intermediários são suínos, coelhos, lebres, gatos, cães, carneiros e bovinos.

Os sintomas iniciais são dores de cabeça, convulsões, vômitos. O período de incubação da doença pode variar de 15 dias a muitos anos após a infecção.

O diagnóstico é obtido através da observação dos ovos em amostras fecais, realizada em microscópio óptico, análise de amostra de líquido cefalorraquiano, por tomografia computadorizada e ressonância magnética.

Os medicamentos utilizados são os corticóides e o praziquantel.

Os cuidados higiênicos são importantes para evitar a transmissão da doença, como usar água filtrada ou fervida, lavar bem as verduras, lavar as mãos antes das refeições.
Taenia Solium, verme que provoca a cisticercose
Taenia Solium, verme que provoca a cisticercose
Publicado por: Patrícia Lopes Dantas
Assuntos relacionados
Observe o ovo de <i>Diphyllobothrium</i>, o causador da “tênia do peixe”
Tênia do peixe (difilobotríase)
Amplie seus conhecimentos sobre verminoses conhecendo um pouco mais a respeito da doença conhecida como tênia do peixe ou difilobotríase. Neste texto falaremos a respeito do platelminto causador da doença, o ciclo de vida do animal, as manifestações clínicas da doença, o tratamento e formas de prevenção.
Ciclo da Ancilostomose
Ancilostomose
A ancilostomose, conhecida como amarelão, é provocada por vermes e pode causar dores musculares, hipertensão, tonturas e outros sintomas. Confira!
A hipertrofia ocorre em uma pequena parcela dos afetados pela filariose
Filariose
Doença causada pelo verme Wuchereria bancrofti, transmitida pela fêmea de determinadas espécies de mosquitos, podendo ter como conseqüência a elefantíase.