Whatsapp icon Whatsapp

A primeira lei para processos adiabáticos

Diagrama da pressão versus volume
Diagrama da pressão versus volume

Nos estudos sobre termologia, vemos que em um processo adiabático não ocorre transferência de calor entre o meio e o sistema. Este tipo de situação é muito comum em sistemas isolados, como uma garrafa térmica ou um gás que se expande livremente, ou processos muito rápidos durante os quais não há tempo para o sistema trocar calor com o meio. A figura acima mostra o diagrama P x V para um processo adiabático.

Como não há a troca de calor, Q = 0, a Primeira Lei fica:

Q=τ+∆U
como Q=0,temos ∆U=-τ

A soma do trabalho efetuado pelo sistema com a sua energia interna é zero. Neste caso, se o volume do sistema aumentar, ou seja, se o trabalho for positivo, a sua energia deve diminuir, portanto, sua temperatura diminui. Um gás em expansão livre irá baixar sua temperatura e sua pressão.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para um gás ideal monoatômico em um processo adiabático, a variação da energia interna será:

E o trabalho será:

τ=-∆U

Se o gás se expandir adiabaticamente, como ocorre com o gás que sai pela válvula de um spray, por exemplo, o trabalho τ é positivo (volume aumenta), portanto ΔT deve ser negativo, ou seja, a temperatura diminui. Por isso, a temperatura de um jato de spray é menor do que a temperatura do ambiente

Publicado por Domiciano Correa Marques da Silva

Artigos Relacionados

Curva de aquecimento
Elaborando a curva de aquecimento: gráfico de temperatura em função da quantidade de calor absorvida.
Dilatação térmica dos líquidos
Aprenda o que é dilatação térmica dos líquidos e como ela ocorre. Saiba quais são as fórmulas usadas para calculá-la e confira os exercícios resolvidos sobre o tema.
Equivalência entre Joule e Caloria
Veja aqui qual foi o experimento usado por Joule que provou existir equivalência entre joule e caloria.
video icon
"Matemática do Zero | Relações métricas no triângulo retângulo" escrito sobre fundo azul
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Relações métricas no triângulo retângulo
Nessa aula veremos que a partir de um triângulo retângulo podemos determinar a altura relativa à hipotenusa e as projeções dos catetos. Para calcular essas medidas, deduziremos fórmulas através de semelhança de triângulos. Essas fórmulas possuem como nome RELAÇÕES MÉTRICAS NO TRIÂNGULO RETÂNGULO.