Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Óptica
  4. Newton e as Cores

Newton e as Cores

Newton foi cientista, físico e matemático inglês muito reconhecido pelos seus inúmeros trabalhos no campo da mecânica. Contudo, não se ateve somente a esse ramo da física. No ano de 1672, ele publicou um trabalho onde apresentava idéias sobre as cores dos corpos. Passados aproximadamente três séculos e meio, ainda hoje as idéias propostas por este cientista são aceitas.

Por meio de um simples experimento Isaac Newton percebeu a dispersão da luz branca, ou seja, conseguiu visualizar que se a mesma incidisse sobre um prisma de vidro, totalmente polido, dava origem a inúmeras outras cores. Foi a partir daí que esse cientista começou seus estudos sobre as cores dos corpos. Muitos anos antes de Newton, já se tinha a idéia de que a luz branca dava origem a um feixe colorido quando atravessava um prisma de vidro. No entanto, nessa época tinha-se a idéia de que o aparecimento das cores a partir da luz branca acontecia em razão das impurezas que a mesma recebia quando incidia sobre o prisma de vidro.

Isaac Newton curioso em descobrir por que tal acontecimento ocorria, pegou um prisma totalmente polido e o colocou frente a um orifício que ele mesmo fizera na janela do seu quarto. Com esse feito, ele percebeu que a luz branca, proveniente do Sol, se dispersava em feixes coloridos e a esse conjunto de cores chamou spectrum. Newton não era a favor da idéia de que esse colorido surgia devido a impurezas existentes no prisma. Assim sendo, realizou novo experimento onde deixava apenas uma cor passar através de um segundo prisma. Com isso, verificou que o mesmo não adicionava nada ao feixe de luz que incidia sobre ele. Dessa forma, o físico lançou a hipótese de que a luz não era pura, mas sim formada pela mistura ou superposição de todas as cores do espectro, e concluiu ainda que a luz se decompõe por causa da refração que sofre ao passar de um meio para outro com índices de refração diferentes.

Além de fazer o estudo sobre a dispersão da luz, Newton teorizou sobre as cores dos corpos. Segundo ele “as cores de todos os corpos são devidas simplesmente ao fato de que eles refletem a luz de uma certa cor em maior quantidade do que as outras”. Essa teoria teve grande oposição no meio científico, fato esse que levou Isaac Newton a publicar seus trabalhos sobre a óptica somente muitos anos mais tarde.
Newton e a experiência da dispersão da luz.
Newton e a experiência da dispersão da luz.
Publicado por: Marco Aurélio da Silva Santos
Assista às nossas videoaulas
Assuntos relacionados
A Polarização da Luz
A polarização da luz só pode ocorrer em luzes formadas por ondas eletromagnéticas. Entenda!
O telescópio Pan-starrs fica no topo do vulcão Haleakala, no Havaí
O telescópio
O telescópio é um instrumento que permite estender a capacidade dos olhos humanos em observar objetos longínquos.
Ao se chocar com cristais de gelo, a luz solar é refratada e forma um anel luminoso ao redor do Sol
Halo solar e lunar
Você sabe o que são e por que se formam os halos solares e lunares? Clique aqui e descubra!
Existem algumas obervações importantes a respeito das três leis de Newton
Cinco coisas que você precisa saber sobre as leis de Newton
Clique aqui e veja quais são as cinco coisas a respeito das leis de Newton que você precisa saber e aumente seus conhecimentos em Física!
O controle de qualidade de produtos pode ser feito pela interação da luz com as substâncias que os compõem
A luz e o controle de qualidade
Clique aqui e entenda como a luz pode ser utilizada no controle de qualidade de produtos como chocolates, sucos e refrigerantes.
Isaac Newton foi um dos maiores cientistas de todos os tempos. É considerado por alguns como o pai da Ciência Moderna
Isaac Newton: o pai da Ciência Moderna
Conheça um pouco da história de Isaac Newton, uma das grandes mentes da Revolução Científica e um dos maiores cientistas de todos os tempos.
Associação de Espelhos Planos
Como calcular o número de imagens formadas em uma associação de espelhos planos.
Experiência de Cavendish
Rotação de um espelho plano
Determinando o ângulo de rotação de um espelho plano.