Whatsapp icon Whatsapp

Ondas polarizadas

Onda sendo polarizada por duas fendas.
Onda sendo polarizada por duas fendas.
Vejamos a ilustração acima, nela temos uma situação onde uma onda de velocidade v é produzida em uma corda. Percebemos que essa onda é interceptada por duas fendas, uma vertical e outra horizontal. A onda passa pela primeira fenda, vertical, pelo fato de ter a mesma direção do plano de vibração da corda. Na segunda fenda, podemos verificar que a onda não passa pelo fato de ter a direção perpendicular à direção da fenda.

Caso façamos a mesma análise com a luz, perceberemos que esse fato também ocorrerá. Sabemos que a luz é emitida é formada por campos elétricos e magnéticos, desta forma, uma fonte de luz emite luz em todas as direções. Com isso os campos elétricos e magnéticos também são produzidos em todas as direções sendo sempre perpendiculares à direção de propagação.




Ao observarmos a ilustração acima, vemos que a lâmpada está emitindo luz em várias direções, desta forma podemos dizer que as ondas de luz vibram em várias direções. Para que possamos produzir uma onda polarizada, devemos colocar um cristal polarizador no caminho dessas ondas. Só conseguiram atravessar o cristal polarizador as ondas que possuem o plano de vibração coincidente com a direção das fendas do cristal.

Sendo assim podemos dizer que a luz está polarizada quando ela atravessa o polarizador propagando-se em uma única direção.

Caso coloquemos outro cristal, após o primeiro cristal polarizador, cujas fendas polarizadoras estão perpendiculares em relação à direção de propagação da luz polarizada anteriormente, veremos que essas ondas não atravessarão o cristal. Desta forma dizemos que a polarização é uma propriedade das ondas transversais.


Por Domiciano Corrêa Marques da Silva
Graduado em Física
Publicado por Domiciano Correa Marques da Silva

Artigos Relacionados

Movimento Harmônico Simples (M. H. S)
Energia mecânica do MHS
Em um sistema massa-mola que realiza um MHS, a energia mecânica do sistema é a soma das energias cinética e potencial.
Exemplos de fenômenos ondulatórios: reflexão, absorção, refração, dispersão e difração.
Fenômenos ondulatórios
Descubra quais são os fenômenos ondulatórios mais comuns. Veja como a onda se comporta em cada um desses fenômenos.
Configuração de uma onda periódica propagando-se num meio com velocidade v
Função de onda
Veja aqui o que é onda e aprenda a determinar a função de onda de uma onda periódica que se propaga em um meio com uma velocidade v.
Os óculos 3D polarizam a luz, tornando a imagem de um filme 3D nítida
Física do cinema 3D
Descubra por que os filmes do cinema 3D parecem ser tão reais e por que devemos utilizar os óculos 3D.
Intensidade do som
Você sabe o que é intensidade sonora? Aprenda a calculá-la, saiba quais são os limites da audição humana e confira exercícios resolvidos.
Notas musicais e partituras
Notas e escalas musicais
Os instrumentos musicais são construídos de modo a reproduzirem as notas de acordo com a escala escolhida. Veja mais sobre notas e escalas musicais.
Difração sobre a superfície de um líquido
O Fenômeno da Difração
Clique aqui e entenda como ocorre o fenômeno físico da difração!
A figura acima mostra a intensidade de uma onda sonora em relação ao tempo.
O que é som?
Você sabe o que é o som? Veja a definição, como ele se propaga e quais são as suas características mais importantes.
Onda mecânica é uma perturbação que se propaga em um meio material e é capaz de transportar energia.
Ondas mecânicas
Descubra o que são as ondas mecânicas, bem como veja como elas se propagam e os tipos de ondas que existem.
Todos os tipos de ondas podem sofrer reflexão, refração e difração
Reflexão, refração e difração das ondas
Você sabia que qualquer tipo de onda pode sofrer reflexão, difração e refração? Clique aqui e conheça mais sobre esses três fenômenos ondulatórios.
Onda periódica em uma corda
Velocidade e comprimento de onda
Veja aqui quais são as características de uma onda periódica e aprenda a determinar a velocidade e o comprimento de uma onda.
video icon
Química
Entalpia (ou calor) de neutralização
Entalpia (ou calor) de neutralização é a variação de entalpia (quantidade de calor liberada) verificada na neutralização de 1 mol de H+ do ácido por 1 mol de OH- da base, supondo-se todas as substâncias em diluição total ou infinita, a 25 °C e 1 atm.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!