Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Ondulatória
  4. Propagação ondulatória

Propagação ondulatória

Vamos imaginar uma corda esticada e bem comprida. Se dermos uma sacudida em uma de suas extremidades, veremos que a onda formada chega até a outra extremidade sem que nenhum ponto da corda tenha sofrido deslocamento lateral. Se colocarmos uma fita em um ponto qualquer entre as duas pontas da corda, veremos que, com a passagem da oscilação, a fita vai fazer um movimento de sobe e desce, descrevendo então um MHS, sem ser transportada pela perturbação.

Essa perturbação que se propaga ao longo de uma corda recebe o nome de onda. Uma característica fundamental da propagação ondulatória é:

As ondas transportam energia sem transporte de matéria.

Classificamos as propagações ondulatórias nos baseando nos seguintes critérios: direção da vibração, natureza da vibração e graus de liberdade para a propagação das ondas.

Direção da vibração

- propagação transversal: quando a direção da vibração é perpendicular à direção de propagação da onda.

- propagação longitudinal: é aquela em que a direção da vibração é a mesma em que se efetua a propagação da onda.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

- propagação mista: é aquela propagação onde ocorrem ambas as situações anteriores, de forma simultânea.

Natureza da vibração

Nas propagações mecânicas, ou seja, nas ondas mecânicas, ocorre transporte de vibrações mecânicas, isto é, são as partículas que vibram. A propagação mecânica está presente nas cordas, nas molas, na superfície e no interior dos líquidos, etc. Portanto, as ondas mecânicas necessitam de um meio para se propagar.

As ondas eletromagnéticas correspondem a variações nos campos elétrico e magnético, originadas por cargas elétricas oscilantes. É o caso das ondas de rádio, das micro-ondas, dos raios X, etc. As ondas eletromagnéticas, diferentemente das ondas mecânicas, não necessitam de um meio de propagação.

Graus de liberdade de propagação

Nas propagações unidimensionais, as ondas se deslocam sobre uma linha. Nas propagações bidimensionais, as ondas são produzidas sobre uma superfície. E na propagação tridimensional, as ondas se propagam em todas as direções, por todo o espaço.

Ao cair na superfície da água, uma pedra desloca certo volume dessa substância, que se projeta tanto lateral como verticalmente.
Ao cair na superfície da água, uma pedra desloca certo volume dessa substância, que se projeta tanto lateral como verticalmente.
Publicado por: Domiciano Correa Marques da Silva
Assuntos relacionados
A lei de Taylor pode ser aplicada às cordas tensionadas de um violão
Fórmula de Taylor
Você conhece a fórmula de Taylor? Clique aqui e entenda a lei que determina a velocidade das ondas em cordas tensionadas.
Interferência sobre a superfície da água
Interferência de ondas
Clique aqui para conhecer a interferência das ondas, fenômeno que ocorre quando duas ondas encontram-se com a mesma fase ou em fases opostas.
O som não se propaga no espaço porque as ondas sonoras são do tipo mecânicas e precisam de um meio de propagação
Por que o som não se propaga no espaço?
Você sabe por que o som não se propaga no espaço? Clique aqui e entenda por que as ondas sonoras não se difundem no vácuo.
O Princípio proposto por Christian Huygens ajuda a explicar o fenômeno da difração
Princípio de Huygens
Você sabe o que é o princípio de Huygens? Clique aqui e descubra como esse fundamento ajuda a explicar o fenômeno da difração.
Imagem da artéria carótida feita por um exame que envolve o efeito Doppler
Efeito Doppler e os diagnósticos por imagem
Você sabia que o efeito Doppler pode ser aplicado no diagnóstico feito por imagens? Clique aqui e entenda o Ecodoppler!
Quando uma ambulância passa na rua, o som é percebido mais agudo na aproximação do que durante o afastamento
Efeito Doppler
Clique aqui e conheça o efeito Doppler, fenômeno que ocorre com qualquer tipo de onda e é utilizado em diagnósticos por imagens.
Exemplos de reflexão de ondas
Reflexão de uma onda
Clique aqui e entenda o que é a reflexão de uma onda e veja alguns exemplos!