Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Ondulatória
  4. Ultrassons e suas aplicações

Ultrassons e suas aplicações

A ideia de se criar um aparelho capaz de identificar sons e transformá-los em imagens surgiu com os antigos gregos, que por observarem animais com características ultrassônicas, ou seja, animais capazes de emitir esse tipo de som (como os morcegos, por exemplo), iniciaram o estudo sobre o tema.

Partindo então desse princípio de observação, foi desenvolvido durante a Segunda Guerra Mundial um aparelho capaz de identificar objetos flutuando sob a água, a profundidade do mar, entre outros. Esse aparelho é conhecido como sonar.

O ultrassom, mesmo usado numa frequência muito alta, não atrapalha o homem, porque não se propaga bem no ar e tem logo sua frequência absorvida pelas moléculas dos gases que o formam.

No entanto, quando usado em baixa intensidade, pode transmitir informações e também melhorar a estrutura biológica do indivíduo.

Um exemplo do uso do ultrassom em baixa intensidade é na medicina, fisioterapia e estética.

Já usado em alta frequência, é empregado em corpos sólidos e líquidos.

Efeitos biológicos e mecânicos dos ultrassons:

• Mais intenso na superfície do tecido, o que aumenta a temperatura do local onde é aplicado;
• Deslocamento de partículas intercelulares;
• Relaxamento dos músculos;
• Melhora a circulação e a vascularização;
• Entre outros benefícios e também efeitos colaterais.

Ultrassonografia

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Imagens ultrassônicas de fetos – à esquerda, imagem ultrassônica em 3D; à direita, imagem em única dimensão.

É a transformação do som em imagem. Essa transformação acontece porque existe um cristal que forma as ondas ultrassônicas, chamado transdutor. Esse, por sua vez, é o responsável pela transformação da energia mecânica das ondas em energia elétrica e vice-versa. Esse fenômeno, descoberto por Pierre e Jacques Curie, em 1880, é conhecido como piezoeletricidade.

A energia elétrica é encontrada a partir da vibração de um cristal presente no aparelho de ultrassom. Essa vibração acontece em razão do movimento realizado no aparelho e identificado pelo cristal. O transdutor, então, indica a frequência de vibração que é possível identificar porque ele possui uma frequência de ressonância natural que vai converter a vibração mecânica da onda em eletricidade, que depois de interpretada eletronicamente é visível no monitor.

Por Talita A. Anjos
Graduada em Física

Aparelhos de ultrassom em uso
Aparelhos de ultrassom em uso
Publicado por: Talita Alves dos Anjos
Assuntos relacionados
Todos os tipos de ondas podem sofrer reflexão, refração e difração
Reflexão, refração e difração das ondas
Você sabia que qualquer tipo de onda pode sofrer reflexão, difração e refração? Clique aqui e conheça mais sobre esses três fenômenos ondulatórios.
A figura acima mostra a intensidade de uma onda sonora em relação ao tempo.
O que é som?
Você sabe o que é o som? Veja a definição, como ele se propaga e quais são as suas características mais importantes.
Decibilímetro, medidor da intensidade sonora.
Qualidades do Som
Clique aqui para entender o que é altura, timbre e intensidade, as três qualidades fisiológicas que caraterizam as ondas sonoras.
Reverberação – Emissão de ondas sonoras com múltiplas reflexões
Tempo de reverberação
Clique aqui e aprenda o que é tempo de reverberação e saiba como calculá-lo!
Na ultrassonografia, a reflexão de ultrassons é captada para a formação de imagens de fetos e órgãos do corpo
Som, Infrassom e Ultrassom
Você sabia que existem sons tão altos que o ouvido humano não pode captar? Clique aqui e saiba a diferença entre som, infrassom e ultrassom.
Onda em uma corda
Ondas mecânicas
Onda mecânica é uma perturbação que se propaga em um meio material capaz de transportar energia.