Conurbação

O processo de conurbação é um dos principais fatores determinantes para a formação das Regiões Metropolitanas.

Entende-se por conurbação quando duas ou mais cidades se “encontram” e formam um mesmo espaço geográfico. Isso ocorre quando o crescimento dessas cidades é elevado e as suas respectivas malhas urbanas integram-se, tornando-se um único meio urbano.

Ao compreender o que é e como se estrutura a conurbação, podemos notar a diferença entre cidade e espaço urbano. No caso de municípios conurbados, observamos um exemplo em que várias cidades diferentes formam um mesmo espaço urbano integrado econômica, social e estruturalmente, com um intenso fluxo de capitais, mercadorias e, principalmente, de pessoas.

A conurbação não é o único, mas, com certeza, o principal elemento constitutivo das Regiões Metropolitanas. Isso porque esse fenômeno costuma ocorrer a partir de grandes cidades e sua junção com as chamadas “áreas de entorno” ou “cidades-satélites”. Assim, forma-se uma região metropolitana que, obviamente, estrutura-se a partir da metrópole que se expande em direção às cidades vizinhas.

Essas cidades, em muitos casos, são apelidadas de “cidades-dormitórios”, uma vez que a maior parte de seus moradores trabalha, estuda ou exerce a maioria de suas atividades (incluindo lazer, consultas médicas e negócios) nas metrópoles. Registra-se, então, uma grande atuação das chamadas migrações pendulares nesses espaços. Apesar disso, algumas dessas cidades-satélites conseguem uma relativa autonomia, que se configura na medida em que conseguem dinamizar suas economias, com a instalação de indústrias, ampliação do comércio, serviços e geração de empregos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No Brasil, o processo de conurbação das cidades é considerado recente, uma vez que estamos falando de um país com industrialização e urbanização tardias. Assim, as primeiras cidades conurbadas (Rio de Janeiro e São Paulo) surgiram na década de 1950 e 1970. Alguns exemplos de cidades brasileiras que passaram pelo processo de conurbação são Belo Horizonte, Goiânia, Curitiba (na verdade, praticamente todas as capitais do país são conurbadas com outras cidades), além de Londrina (PR), Campinas (SP) e muitas outras.

Vista aérea da cidade de São Paulo, uma das maiores áreas conurbadas do mundo
Vista aérea da cidade de São Paulo, uma das maiores áreas conurbadas do mundo
Publicado por: Rodolfo F. Alves Pena
Assuntos relacionados
Nova York, o principal exemplo de metrópole no mundo
Metrópole
Você conhece a definição de metrópole? Gostaria de conferir alguns exemplos? Clique e informe-se sobre o conceito e os tipos de metrópoles no Brasil e no mundo.
Belo Horizonte forma a terceira maior região metropolitana do Brasil
Regiões Metropolitanas
Veja o conceito, os aspectos gerais e os principais exemplos de regiões metropolitanas do Brasil.
Vista da cidade de Londres, um dos principais centros das estruturas da globalização
Cidades e Globalização
Entenda a relação entre cidades e globalização, compreendendo como o meio urbano transforma-se a partir do processo de internacionalização da economia.
São Paulo, a principal megacidade brasileira
Megacidades
Entenda o que são as megacidades, suas características, bem como os seus problemas e desafios.
Cidade de São Paulo (SP), um dos principais centros urbanos brasileiros
Espaço urbano brasileiro
Conheça as principais características do espaço urbano brasileiro, marcado pela desigualdade em termos populacionais, econômicos e estruturais.
Aspecto de um cortiço.
Problemas da urbanização
Problemas da urbanização, Quais são os principais problemas da urbanização, Em que países há problemas devido à urbanização, As características dos Problemas da urbanização.