Trás ou traz?

Trás é sinônimo de atrás, após e detrás, já traz é a conjugação do verbo trazer. Logo, são palavras com sentidos diferentes.

Você já ficou em dúvida quando quis escrever uma oração e não sabia se usava “traz” ou “trás”?

Se sim, saiba que é muito comum esta imprecisão, a qual não existe na fala. Portanto, o sentido correto destas palavras muitas vezes é ignorado, pois somente quando se escreve é que o falante percebe a dificuldade.

Mas não fique mais confuso, vamos entender o significado de trás e traz para não esquecer mais!

Trás: com sinal agudo e com “s” é sinônimo de atrás, após, detrás. Vem acompanhado de preposição, formando uma locução adverbial de lugar:

Exemplos: Ora, não olhe para trás, siga em frente!
Não sei o que está por trás disso, vamos averiguar!
Garoto, saia de trás dessa porta!
Ele colocou a mala detrás do armário! (junção preposição de + trás)

Traz: escrito com “z” é conjugação do verbo “trazer” na terceira pessoa do singular do indicativo e na primeira pessoa do singular do imperativo. Significa transportar, ocasionar, oferecer, conduzir.

Exemplos: Fama não traz felicidade a ninguém.
Dinheiro não traz felicidade, faz parte dela!
Ele traz muitos livros para escola na mochila.

Se ainda assim, você acha que ficará na indecisão, substitua o termo na frase:

Fama não traz felicidade = Fama não ocasiona felicidade.
Ele traz muitos livros = Ele transporta muitos livros.

E não deixe de observar se antes do termo existe ou existirá uma preposição (de, por, para) porque, com certeza, será “trás”.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por: Sabrina Vilarinho
Assuntos relacionados
O emprego das palavras "perca" e "perda" pode gerar algumas dúvidas
Perca ou perda? Qual usar?
Por que é errado quando dizemos “perca de tempo”?
Deferir ou diferir?
Saiba mais sobre os significados de diferir, deferir, deferido, indeferido!
Veem, vem ou vêm?
Aprenda quando utilizar “veem”, “vem” ou “vêm”. Saiba o significado de cada uma dessas conjugações e observe suas flexões para não errar a concordância.
“Dar-mos” e “darmos” são palavras que divergem quanto ao significado: aquela se refere à junção entre o pronome oblíquo “me” e o artigo masculino plur
Dar-mos e Darmos
Dar-mos se refere à junção entre o pronome oblíquo “me” e o artigo masculino plural “os”; e darmos, à forma infinitiva flexionada.