Whatsapp icon Whatsapp

Um estudo acerca das expressões (para) trás, atrás e traz

O que fazermos diante de expressões quase que idênticas? Em quais circunstâncias linguísticas devemos empregá-las?

Sem dúvida, este questionamento faz parte de situações rotineiras de muitos usuários da língua, sobretudo em se tratando de questões relacionadas à ortografia. Neste quesito, quase sempre os aspectos inerentes aos fatos linguísticos, se encontram relacionados fatores de ordem semântica. Ou seja, empregar esta ou aquela palavra, depende antes de tudo do significado que ela representa em um dado contexto linguístico.

Em função de tal ocorrência, o artigo em pauta tem por objetivo ressaltar acerca das características concernentes às expressões em estudo, de modo a nos permitir que utilizemo-las de forma conveniente. Portanto, vejamos alguns enunciados:




Em ambos os enunciados, tanto no primeiro quanto no segundo, os vocábulos em evidência classificam-se como advérbios de lugar, mesmo em se tratando de uma locução (para trás). Portanto, caso seu discurso for demarcado por tal intenção, opte por utilizá-los.

Já no último, conferimos que a ideia expressa uma ação, e como tal, certamente se relaciona a um fato verbal. Portanto, o vocábulo ao qual nos referimos representa a 1ªpessoa do modo imperativo, referente ao verbo trazer. Podendo, em alguns casos, também representar a 3ª pessoa do singular do presente do modo indicativo. Logo, de acordo com sua finalidade discursiva, não se esqueça de que:

Esta é forma correta (traz)!

Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por Vânia Maria do Nascimento Duarte
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

As terminações “-IZAR” e “-ISAR” – características relevantes
Constate acerca de alguns pressupostos a elas relacionados!
Bom dia: com ou sem hífen?
Deseja ampliar ainda mais sua competência linguística? Então clique e confira se “bom dia” se escreve com ou sem hífen.
Ortografia: Emprego do s, z, e, i, g, j, x e ch.
Normas práticas para algumas grafias.
Por que, por quê, porque e porquê: como usar?
Clique aqui e saiba qual é o uso de cada um dos porquês (por que, por quê, porque e porquê). Veja exemplos.
Questões lexicais - Dicas ortográficas
Se sua dúvida se refere a questões lexicais, sane-as clicando aqui, pois irá se deparar com importantes dicas ortográficas!
video icon
Texto"Matemática do Zero | Soma dos ângulos internos de um polígono convexo" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Soma dos ângulos internos de um polígono convexo
Nessa aula demonstrarei a soma dos ângulos internos de um triângulo para generalizar a fórmula da soma dos ângulos internos de um polígono convexo qualquer.