Whatsapp icon Whatsapp

A política do Segundo Reinado

O governo de Dom Pedro II, período de estabilidade e transformações.
O governo de Dom Pedro II, período de estabilidade e transformações.

No século XIX, observamos um período de notável estabilidade política arquitetado durante o governo de Dom Pedro II. Mediante o conflito de interesse consolidado pelas diferenças políticas entre liberais e conservadores, Dom Pedro II tomou as rédeas do governo reafirmando a centralização do poder político imperial. Dessa forma, os direitos atribuídos pelo Poder Moderador foram usados em larga medida pelo rei.

Qualquer sinal de desacordo e conflito entre os poderes Legislativo e Executivo era motivo para que a Câmara fosse dissolvida e novas eleições fossem convocadas. Além disso, o oferecimento de cargos públicos a representantes do Legislativo fazia da Câmara um reduto de políticos fiéis aos interesses do imperador. Essas estratégias de equilíbrio entre conservadores e liberais acabaram no momento em que algumas transformações se iniciaram na segunda metade do século XIX.

As pressões políticas inglesas e o ideário abolicionista colocaram em cheque as bases da economia brasileira da época. Sob a possibilidade de extinção do tráfico negreiro, as alas políticas vinculadas ao governo tinham diferentes formas de perceber essa mesma questão. De um lado, os latifundiários nordestinos defendiam o prolongamento do escravismo devido à baixa demanda por trabalhadores na região. Por outro lado, os cafeicultores paulistas esperavam que o Estado financiasse a vinda de trabalhadores estrangeiros para o país.

A proibição do tráfico negreiro, em 1831, incentivou o surgimento de novas atividades no ambiente urbano. Essa diversificação econômica veio junto da aparição de novos setores sociais simpáticos a reformas que desatrelassem a política brasileira da presença exclusiva das elites nos quadros do poder. O Centro Liberal, por exemplo, reivindicava o fim do Senado Vitalício, a extinção do Conselho de Estado e o fim do voto censitário.

Somado a esses primeiros movimentos questionadores do poder monárquico, o enfraquecimento das finanças do governo com o envolvimento na Guerra do Paraguai também contribuiu para o fim da estabilidade política. Ao tentar reverter sua frágil situação econômica, o governo decidiu aumentar impostos e tarifas. Os militares, que saíram prestigiados da guerra, engrossaram o coro contra o imperador alegando a falta de interesse de Dom Pedro II em valorizar os quadros do Exército.

A questão da escravidão, de grande interesse dos latifundiários, era confiada ao interventor do Estado. No entanto, em 1888, a aprovação da Lei Áurea – que previa a abolição sem uma indenização prévia aos senhores de escravos – retirou o mais influente sustentáculo político de Dom Pedro II. A partir de então, as elites da época não necessitavam da preservação de um sistema político centralizado.

Dessa forma, sem mais contar com o apoio de seus históricos aliados e nem conseguir o apoio dos novos grupos sociais urbanos, o governo de Dom Pedro II foi alvo de um golpe militar que deu fim à Monarquia, em 15 de novembro de 1889. A partir dessa data, o regime republicano inaugurou um novo capítulo na política brasileira.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por Rainer Gonçalves Sousa
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

13 de maio – Dia da Abolição da Escravatura
Conheça detalhes sobre o processo que culminou na abolição da escravatura no Brasil, oficializado por lei, em 13 de maio de 1888, após muita luta dos abolicionistas.
15 de novembro – Dia da Proclamação da República
Acesse para saber mais sobre o dia 15 de novembro. Entenda por que esse dia é importante para a história brasileira e também feriado nacional.
A abolição da escravatura aconteceu em 1888, mas alguns estados brasileiros, como o Amazonas, aboliram a escravidão em 1884.*
Abolição da escravatura
Clique aqui para saber mais como ocorreu o processo de abolição da escravatura, que aconteceu em 1888. Entenda como se mobilizou o movimento abolicionista.
Francisco Solano López, presidente e ditador do Paraguai durante o período da Guerra do Paraguai*
Causas da Guerra do Paraguai
Neste link você terá acesso a informações que abordam especificamente as causas da Guerra do Paraguai e os novos estudos realizados sobre esse assunto.
Ilustração do século XIX retrata combate travado entre as duas forças durante a Guerra do Paraguai
Guerra do Paraguai
Clique e conheça as causas e os principais acontecimentos da Guerra do Paraguai (1864-1870), evento que trouxe mudanças aos países envolvidos.
Com a Lei Áurea, os libertos procuraram novas formas de sustentar-se e muitos abandonaram os seus antigos locais de trabalho.
Limitações da Lei Áurea
Clique e acesse este texto que trata das limitações da Lei Áurea. Entenda como ficou a vida dos ex-escravos após a abolição da escravidão.
Maria Leopoldina
Cliquei aqui para conhecer a vida de Maria Leopoldina, a primeira imperatriz do Brasil. Veja a contribuição dela para a realização da independência brasileira.
Interesses econômicos e políticos distintos transformaram o Prata em uma região conflituosa.
O Império Brasileiro na região platina
As disputas políticas e conflitos militares que antecederam a Guerra do Paraguai.
No Segundo Reinado, regido por Dom Pedro II, buscou-se no Brasil a construção de uma “identidade nacional”
O “povo brasileiro” no Segundo Reinado
Saiba mais sobre o conceito de “povo brasileiro” no Segundo Reinado e entenda as contradições políticas e culturais dessa época de nossa história.
A princesa Isabel, herdeira do trono do Brasil, foi a responsável por assinar a lei que aboliu o trabalho escravo no Brasil, em 1888.*
Princesa Isabel
Acesse este texto e saiba mais sobre a vida da princesa Isabel, herdeira do trono do Brasil, responsável por assinar a Lei Áurea e que acabou morrendo no exílio.
O conflito entre Dom Pedro II e a Igreja enfraqueceu os sustentáculos do regime imperial.
Questão Religiosa
Um dos episódios que marcou o fim do Império Brasileiro.
Revolução Praieira
Conheça a história da Revolução Praieira acessando este texto. Entenda o contexto, as causas e o desfecho dessa revolta que sintetizou as disputas em Pernambuco.
video icon
Biologia
Bacterioses: Doenças causadas por bactérias
Bacterioses são doenças muito comuns, por sempre estarem presentes nas populações humanas, mas nem todas as bactérias são maléficas, elas são seres microscópicos unicelulares e que estão presentes na água e nos alimentos, e várias bactérias vivem dentro do nosso corpo, precisamos muito delas. Contudo, como essas bactérias ruins acabam encontrando nosso organismo e nos causando mal?

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas.