Whatsapp icon Whatsapp

Crise do absolutismo e do mercantilismo

O absolutismo e o poder divino dos reis X ideias iluministas
O absolutismo e o poder divino dos reis X ideias iluministas

No decorrer do século XVIII, o absolutismo e o mercantilismo (sistema político e econômico que causou a expansão marítima e a exploração colonial) sofreram uma forte crise em razão da ascensão dos ideais propagados pelos intelectuais iluministas (principalmente o Liberalismo político e econômico).

O absolutismo, no âmbito da política, configurou-se como sistema político que considerava o poder real como tendo uma origem divina. Na economia, o sistema mercantilista embargou a produção e o crescimento da produção dos principais países europeus que haviam passado pelo processo de industrialização (França e Inglaterra).

Juntamente com a ascensão iluminista, cresceu o descrédito ao absolutismo. O filósofo francês Voltaire (1694-1778), por exemplo, era um árduo crítico à ideia do direito divino dos reis. Ele defendia limites ao poder do monarca e contestava a autoridade do clero.

No mercantilismo, a burguesia angariava novos mercados para a venda de seus produtos industrializados, isto é, ela desejava obter liberdade comercial, acabando, assim, com a exclusividade comercial, com o sistema de monopólios e com o Pacto Colonial, próprios da economia mercantilista.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Naquele contexto histórico, com a ascensão das ideias iluministas e da industrialização, o mercantilismo se constituiu como obstáculo ao progresso das atividades econômicas, ou seja, ao desenvolvimento econômico das nações.

A principal proposta de rompimento com o absolutismo monárquico partiu do aristocrata, jurista e filósofo francês Montesquieu (1689-1755). Na sua obra, o Espírito das Leis, ele defendeu e formulou a teoria da distinção e da separação de poderes em Executivo, Legislativo e Judiciário, fato que distinguiu as democracias contemporâneas tendo como marco inicial a independência dos Estados Unidos.

Contudo, no século XVIII as formas de governar pautadas no absolutismo e os princípios econômicos baseados no mercantilismo foram questionados pelo movimento que ascendia naquele contexto: o iluminismo. Somente no final do século XVIII, o mercantilismo e o absolutismo entraram um uma crise sem retorno e foram substituídos pelo liberalismo político e econômico.

Publicado por Leandro Carvalho
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

A militarização foi uma das principais características do Absolutismo na Prússia
Absolutismo na Prússia
Conheça algumas das características do absolutismo na Prússia
O metalismo foi um dos pilares do sistema mercantilista
Metalismo
Saiba o que foi o Metalismo, ou bulionismo, e a importância que isso tinha para a economia durante a Idade Moderna.
Nicolau Maquiavel
Clique aqui e conheça a biografia e as ideias de Maquiavel, um defensor do absolutismo que legou um grande ensinamento para a teoria política posterior à sua obra.
Jacques Bossuet, Thomas Hobbes e Nicolau Maquiavel: expoentes do pensamento absolutista.
Teóricos do Absolutismo
Os princípios e questões que nortearam a teoria absolutista.
Hobbes: o Estado visto como um contrato em que os homens superam seu “estado de natureza”.
Thomas Hobbes
O pensador que pensou o Estado por meio da noção de contrato.
video icon
Geografia
América Central
Assista à nossa aula e descubra a América Central. Conheça os países que formam essa região do continente americano. Entenda as características naturais, populacionais e econômicas da América Central.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas