Whatsapp icon Whatsapp

Hamas

Hamas é uma organização de teor nacionalista e islamista que surgiu, na década de 1980, com o objetivo de defender o povo palestino e lutar contra Israel.
Soldados do Hamas.
O Hamas defende a luta armada contra Israel, e por isso é considerado uma organização terrorista pelo governo israelense. [1]

O Hamas é uma organização palestina com uma posição nacionalista e islamista e cujo objetivo é garantir a libertação do povo palestino e lutar pelo fim de Israel. Essa organização é entendida por muitas nações como terrorista, e analistas internacionais denunciam-na por controlar a Faixa de Gaza de maneira autoritária.

Acesse também: Conflito entre Israel e Palestina – origem e desdobramentos

O que é o Hamas?

O Hamas é uma organização de teor nacionalista e islamista que surgiu na Faixa de Gaza e hoje é a autoridade máxima na Palestina. Essa organização surgiu, na década de 1980, com o objetivo de engajar-se política e militarmente contra o Estado de Israel. Hamas deriva de Ḥarakat al-Muqāwamat al-Islāmiyyah, termo que significa “movimento de resistência islâmica”.

O Hamas é uma das maiores organizações de resistência dos palestinos e possui orientação sunita. Sua atuação entre os palestinos se dá de diferentes formas, pois realiza ações sociais, que ajudam a população mais carente, mas também tem um braço político, responsável por administrar a Palestina, e um braço armado, que luta contra Israel.

Israel, por sua vez, é uma das nações que entendem que o Hamas é, na verdade, uma organização terrorista. As acusações de Israel se apoiam nos ataques a mísseis que o Hamas promove contra seu território. Algumas nações, como Japão e Reino Unido, também consideram o Hamas uma organização terrorista; já outras, como a Rússia, discordam dessa classificação.

Além disso, o Hamas é criticado pela forma como administra a Faixa de Gaza. Analistas internacionais apontam que o grupo tem tido ações autoritárias para silenciar a oposição. Denúncias têm sido feitas afirmando que o Hamas aprisiona opositores e usa métodos de tortura contra eles.

Acesse também: Como atua o serviço secreto israelense, conhecido como Mossad?

Como surgiu o Hamas?

O Hamas surgiu no interior da Irmandade Muçulmana, uma organização que, por sua vez, originou-se no Egito, em 1928. Seu objetivo era promover uma islamização das sociedades muçulmanas, temendo a secularização que elas enfrentavam.

O criador da Irmandade Muçulmana, Hassan al-Banna, acreditava que, primeiro, a sociedade egípcia e, depois, todo o mundo árabe deveriam passar por um processo de islamização, que exaltaria os valores da religião nesses locais. O crescimento da Irmandade Muçulmana no Egito foi instantâneo, e, já na década de 1930, ela tinha muita influência em seu país de origem.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A Irmandade Muçulmana não tinha atuação política e preferia focar-se em ações sociais em escolas, hospitais, mesquitas etc. Seu principal objetivo, como mencionado, era islamizar a sociedade. Com esse propósito, a Irmandade se estabeleceu na Palestina durante o começo da década de 1940.

Enquanto isso, a tensão entre israelenses e palestinos foi aumentando, sobretudo depois da fundação do Estado de Israel, em 1948. Nesse decurso, a sociedade palestina radicalizava-se cada vez mais em resposta às agressões sofridas por Israel. No interior da Irmandade Muçulmana, começou a ganhar força a ideia de que a islamização da sociedade deveria ser feita por meio de uma jihad, uma guerra santa.

Na década de 1960, foi criada a Organização para a Libertação da Palestina, a OLP, sendo seu propósito garantir a libertação do povo palestino em sua luta pela autodeterminação. A OLP tinha forte influência secular e socialista e atuava contra Israel por meio de ações de guerrilha. Logo essa organização se transformou no principal nome da resistência palestina.

Na década de 1980, o Estado de Israel passou a investir no crescimento da Irmandade Muçulmana com o objetivo de fragmentar a resistência palestina. Os israelenses acreditavam que a postura apolítica da Irmandade poderia enfraquecer a resistência palestina, pois ela se colocaria como uma alternativa à OLP.

O oposto àquilo que Israel desejava aconteceu, e, no interior da Irmandade Muçulmana, um grupo surgiu com interesse em envolver-se com a política e em resistir a Israel por meio da violência. Esse grupo se tornou no Hamas, que surgiu no contexto da Primeira Intifada, os protestos populares de palestinos contra Israel em 1987.

Em 14 de dezembro de 1987, foi emitido o Estatuto do Hamas, que oficializou a criação dessa organização. O Hamas foi influenciado pelos ideais da Irmandade Muçulmana de promover uma islamização da sociedade, mas também adotou uma forma mais radical de resistir contra Israel.

O principal nome do Hamas nesse momento era Sheik Ahmed Yassin, defensor da libertação da Palestina. Assim, o Hamas se tornou no principal nome da resistência armada dos palestinos contra Israel.

Acesse também: Guerra Civil Síria, um dos maiores conflitos do século XXI

Qual a situação do Hamas atualmente?

Destruição na faixa de Gaza em referência ao Hamas.
O Hamas é a principal autoridade na Faixa de Gaza.

O Hamas é hoje a principal organização que atua na defesa da causa palestina e tem forte presença na Autoridade Nacional Palestina, a instituição que administra os territórios ocupados por palestinos. Politicamente o Fatah, ligado à OLP, é o principal adversário político do Hamas, que comanda o Legislativo palestino desde 2006.

Nesse ano a população palestina foi à votação para eleger representantes para o seu Legislativo, e o resultado foi uma inédita vitória do Hamas. Desde então, politicamente, esse é o grupo mais poderoso entre os palestinos.

A relação da população palestina com o Hamas é ambígua, pois, como mencionado, esse grupo persegue, prende e tortura opositores. Além disso, boa parte da população palestina não concorda com as ações militares do Hamas contra Israel. Paradoxalmente, o grupo conta com um apoio expressivo, que se torna maior a cada vez que Israel realiza operações militares contra palestinos.

Além de uma força política, o Hamas é uma força militar, pois tem um número expressivo de soldados e um arsenal significativo. Acredita-se que, atualmente, o Hamas possui mísseis capazes de alcançar qualquer lugar em Israel, mas o território israelense, por sua vez, possui um eficiente sistema antimísseis, conhecido como Iron Dome, instalado em 2011.

Crédito das imagens

[1] Abed Rahim Khatib e Shutterstock

Publicado por Daniel Neves Silva
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

A produção de petróleo no Oriente Médio
A maior atividade econômica da maioria dos países do Oriente Médio.
Guerra Civil Síria
Clique para entender o que motivou a Guerra Civil Síria, conflito que se iniciou em 2011. Veja também os principais grupos envolvidos nessa guerra.
Mossad
Entenda o que é e como funciona o Mossad, o serviço de inteligência de Israel. Veja sua história e como se dá sua atuação.
Muro de Israel
Saiba mais sobre o muro de Israel, que foi construído entre a Cisjordânia e Jerusalém e que visou segregar os palestinos do Estado de Israel.
Primeira Guerra Árabe-Israelense
Saiba como ocorreu a Primeira Guerra Árabe-Israelense e o que ela significou para a região do Oriente Médio após a Segunda Guerra Mundial.
África Setentrional: Uma extensão do Oriente Médio?
Será que a África Setentrional pode ser considerada uma extensão do Oriente Médio? Clique e entenda!
video icon
Texto"Matemática do Zero | Soma dos ângulos externos de um polígono convexo" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Soma dos ângulos externos de um polígono convexo
Nessa aula demonstrarei a fórmula da soma dos ângulos externos de um polígono convexo qualquer e como encontrar a medida de cada ângulo externo.