Whatsapp icon Whatsapp

Egito

O Egito foi berço de uma das civilizações antigas mais desenvolvidas do planeta. O país guarda monumentos históricos importantes desse período, como as famosas pirâmides.
Bandeira do Egito
Bandeira do Egito

O Egito é um país localizado na África. A sua história está atrelada à civilização do Egito Antigo, uma das mais antigas e desenvolvidas civilizações do globo, com valiosas contribuições para a humanidade. O declínio dessa civilização, após sucessivas invasões estrangeiras, assim como o domínio de grandes potências, resultou na formação do atual território do Egito.

 A sua independência do Império Britânico data de 1922. Porém, os britânicos continuaram exercendo uma forte influência política no país até 1952, quando revoluções populares destituíram a monarquia local e implementaram um regime republicano. O país é muito rico culturalmente e possui um grande acervo de bens históricos e arqueológicos, com destaque para as pirâmides.

O território egípcio possui um clima desértico. A sua geografia é marcada pela presença do Rio Nilo, um dos mais extensos cursos de água do mundo. O país conta ainda com o Canal da Suez, importante estrutura artificial criada para facilitar o comércio mundial. O referido canal é o principal equipamento de infraestrutura do Egito.

A economia egípcia está baseada na fruticultura, na indústria de base e nas atividades comerciais e de logística. O turismo também é um ramo importante da economia local. A população do Egito é composta por aproximadamente 92 milhões de pessoas. O sistema governamental é baseado em um regime semipresidencialista. Porém, o país vivencia uma grande instabilidade política, em especial a partir dos desdobramentos da Primavera Árabe.

Leia também: Canal de Suez — localizado no Egito, é a principal rota comercial marítima do mundo

Resumo

  • O Egito Antigo foi palco de uma importante civilização, a qual habitou o território egípcio antes da chegada de invasores estrangeiros, como romanos e otomanos.

  • A história moderna do Egito está atrelada ao processo de independência política do país, primeiramente por meio da instalação de uma monarquia e, posteriormente, da república.

  • O Egito é um importante ator geopolítico do Norte da África e do Oriente Médio, regiões marcadas por conflitos étnicos e religiosos.

  • O Rio Nilo é um dos mais extensos do globo. Ele está localizado na porção centro-oriental do território egípcio e contribui diretamente para as atividades agropecuárias no país.

  • A maior parte da população egípcia está disposta nas margens do Rio Nilo, região de grande densidade demográfica, motivada pelo acesso aos recursos provenientes desse curso de água.

  • A economia do Egito está baseada nas atividades comerciais e logísticas. A indústria local é bastante diversificada e o turismo é um ramo econômico em desenvolvimento.

  • O Canal da Suez, estrutura artificial inaugurada em 1869, que liga o Mar Mediterrâneo ao Mar Vermelho, é uma das principais rotas de transporte marítimo do mundo.

  • A Primavera Árabe provocou mudanças profundas nas estruturas políticas do Egito, como a primeira eleição democrática de um presidente. Porém, um golpe militar impediu maiores avanços políticos no país.

  • A cultura egípcia é muito rica. O país possui muitos monumentos históricos e arquitetônicos de importância global.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais do Egito

  • Nome oficial: República Árabe do Egito.

  • Gentílico: egípcio.

  • Extensão territorial: 1.001.450 quilômetros quadrados.

  • Localização: nordeste da África.

  • Capital: Cairo.

  • Clima: desértico.

  • Governo: república semipresidencialista.

  • Idioma: árabe.

  • Religiões: 85% (islamismo), 14% (cristianismo), 1% (outras).

  • População: 92.798.900 habitantes.

  • Densidade demográfica: 84,3 habitantes/quilômetro quadrado.

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,707 (alto).

  • Moeda: libra egípcia.

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 303,1 bilhões de dólares.

  • PIB per capita: US$ 3.019,21 dólares.

  • Gini: 31,8%.

  • Fuso horário: UTC+2.

  • Relações exteriores: Organização das Nações Unidas (ONU), Organização Mundial do Comércio (OMC), União Africana e Liga Árabe.

  • Divisão administrativa: 27 províncias, sendo elas:

    Matru

    Monufia

    Beni Suef

    Alexandria

    Caliubia

    Minia

    Al-Buhaira

    Oriental

    Vale Novo

    Kafrel-Sheikh

    Ismaília

    Assiute

    Dacalia

    Gizé

    Mar Vermelho

    Damieta

    Faium

    Sohag

    Porto Saíde

    Cairo

    Quena

    Sinal do Norte

    Suez

    Luxor

    Ocidental

    Sinai do Sul

    Assuão

História do Egito

O Egito tem uma história milenar. A civilização do Egito Antigo foi uma das mais importantes do mundo. Nessa região do globo, por meio dos estudos desenvolvidos pela referida civilização, foram criadas técnicas de engenharia, arquitetura, agricultura, entre outras práticas que contribuíram para a consolidação da sociedade moderna.

O Egito Antigo foi também um polo de produção cultural. A antiga civilização, uma das mais proeminentes do globo, foi alvo de diversas invasões, como a dos romanos, que fortaleceram a religião católica na região, e a dos árabes, que implantaram a religião islâmica. Após sucessivas invasões, o Egito Antigo entrou em decadência, sendo o território da antiga civilização ocupado definitivamente por forças estrangeiras. Primeiramente, a ocupação se deu em ação do Império Otomano e, mais tarde, a partir do domínio do Império Britânico, até o início do século XX.

A história do Egito Moderno é datada de 1922, quando o país alcançou sua independência do Império Britânico, a partir da instalação de uma monarquia. Porém, a ocupação militar britânica continuou presente no território egípcio. Esse cenário culminou, mais precisamente em 1952, na organização de movimentos políticos locais, responsáveis pela expulsão dos militares britânicos, pela destituição da monarquia e pela instalação da república. O principal marco desse período é a nacionalização do Canal da Suez, importante ligação comercial entre a Ásia e a Europa e que estava sob controle europeu.

Na segunda metade do século XX, o Egito teve participação ativa em diversos conflitos no Oriente Médio, principalmente contra Israel, situação que foi resolvida por meio de acordos diplomáticos. Porém, internamente, o país vivenciou muitos protestos populares, como os empreendidos durante a Primavera Árabe. Além disso, ainda presencia tensões relacionadas ao extremismo religioso e ao terrorismo internacional.

Leia também: Primeira Guerra Árabe-Israelense — o primeiro conflito entre Israel e países árabes

Geografia do Egito

O Egito está localizado na África, mais precisamente na porção nordeste desse continente, em uma área geograficamente de contato com a Ásia, na região chamada de Oriente Médio. O território egípcio faz fronteira com a Líbia e o Sudão, países africanos; e Israel e o território palestino da Faixa de Gaza, localizados na Ásia. O país é banhado, na sua porção norte, pelo Mar Mediterrâneo e, na sua porção leste, pelo Mar Vermelho.

O relevo do Egito é predominantemente plano, caracterizado por grandes extensões de áreas desérticas, sendo recorrente a formação de dunas. O país está localizado no extremo leste do Deserto do Saara, principal deserto africano. O principal curso de água do país é o Rio Nilo, um dos mais extensos do globo, que garante umidade para as áreas geográficas dispostas nas suas margens.

O clima do Egito é predominantemente desértico, marcado pela escassez de chuvas ao longo de todo o ano. No litoral, a influência do oceano confere um tipo climático mediterrânico, um pouco mais úmido que o desértico. A vegetação do país também é desértica. Porém, nas margens do Rio Nilo, ocorrem espécies vegetais de maior porte, em razão da umidade proveniente desse curso de água. A formação de oásis também é comum no território egípcio.

Mapa do Egito

Mapa do Egito mostra sua localização e principais cidades

Demografia do Egito

O Egito possui cerca de 92 milhões de habitantes. O país é o terceiro maior em termos populacionais do continente africano e está entre os vinte maiores países em população do mundo. A população egípcia apresenta um crescimento demográfico constante, principalmente em razão da elevada taxa de fecundidade local. A maior parte da população egípcia vive ao longo do vale do Rio Nilo, região que apresenta altíssima densidade demográfica.

O país é extremamente urbanizado. As maiores cidade do Egito são a capital, Cairo, com quase 10 milhões de habitantes, além de Alexandria, Gizé e Xubra Queima, ambas com mais de um milhão de habitantes.

O Egito possui um índice de desenvolvimento humano elevado, porém apresenta grande desigualdade social entre a sua população. As taxas de pobreza são elevadas, assim como os índices de mortalidade infantil e de expectativa de vida, que são considerados insatisfatórios. A população egípcia, em sua maioria, é descendente de povos árabes, com pequena parcela de descendência europeia e sul-africana. A maior parte da população local é praticante do islamismo.

Economia do Egito

O Egito é uma das principais economias da África. O país possui um setor primário significativo, um secundário diversificado e um setor terciário concentrado nas atividades de comércio e logística. Na agricultura, destaca-se a fruticultura, como as plantações de tâmaras, oliveiras e pêssegos.

A agricultura egípcia é largamente praticada nas margens do Rio Nilo, em razão da disponibilidade de água e umidade nessa região. A mineração é outro ramo do setor primário importante para o país, com destaque para a exploração de minerais não metálicos. O Egito é um grande produtor de petróleo e gás natural.

A indústria egípcia tem como motores as usinas siderúrgicas e metalúrgicas, mas também fábricas têxteis, químicas e alimentícias. O país é um importante entreposto comercial, em razão do Canal de Suez, ligação comercial entre a Ásia e a Europa muito importante para o comércio mundial. As atividades comerciais, logísticas e de serviço são grandes geradoras de emprego no Egito. O turismo também é um ramo considerável, principalmente o turismo histórico, devido às riquezas históricas do Egito Antigo, que ainda se encontram preservadas em museus, exposições e exemplares arquitetônicos, como as pirâmides.

Leia também: Os 20 maiores países do mundo

Infraestrutura do Egito

O Egito possui uma infraestrutura desenvolvida, em especial quando comparado ao contexto africano, sendo um centro comercial e logístico de importância mundial. O mais importante elemento da infraestrutura egípcia é o Canal da Suez, estrutura artificial inaugurada em 1869 que liga o Mar Mediterrâneo até o Mar Vermelho, sendo responsável por uma importante parcela das transações comerciais do globo, principalmente entre a Ásia e a Europa.

Vista do Canal de Suez, no Egito.
O Canal da Suez é um das principais vias de escoamento da produção mundial, com destaque para combustíveis fósseis.

Ademais, em termos de transporte, o país é assistido por uma rede de rodovias, assim como por aeroportos e portos, espacialmente concentrados no vale do Rio Nilo e ao longo do litoral. O Egito possui alta dependência de combustíveis fósseis para a geração de energia. Além disso, tem poucas reservas de água potável. O país possui ampla cobertura de saúde e educação, mas fortemente marcada pela desigualdade de acesso, em especial nas áreas rurais e para as camadas mais pobres da população.

Governo do Egito

O Egito é uma república semipresidencialista. Porém, na última década, a estrutura política do país foi marcada pela instabilidade, notadamente em razão dos protestos populares e pela ascensão de grupos políticos autoritários. O Poder Judiciário, formado pelas unidades de Justiça, está baseado em legislações com forte influência da religião islâmica. A Câmara Legislativa, tecnicamente eleita pelo voto direto da população de cinco em cinco anos, representa o Poder Legislativo. Já o Poder Executivo é marcado pela figura do presidente, e o primeiro presidente eleito democraticamente no país data de 2011, cuja eleição ocorreu como um desdobramento da Primavera Árabe.

Desde então, o país vivencia várias reviravoltas políticas, marcadas pelos intensos protestos populares e pela violação dos Direitos Humanos por parte dos governos centrais. Em 2013, por exemplo, um golpe militar acabou com os pequenos avanços democráticos alcançados pelo país. Dessa maneira, o Egito é reconhecido internacionalmente como um país politicamente instável, marcado pelos conflitos políticos e pela ausência de uma democracia plena.

Cultura do Egito

O Egito apresenta uma cultura muito rica e diversificada, em especial devido à civilização do Egito Antigo, uma das mais prósperas do globo. O país possui vários elementos históricos que caracterizam esse período, como as pirâmides, estruturas arquitetônicas utilizadas durante a Antiguidade. Ademais, há museus, como o Grande Museu Egípcio, que guardam diversos artefatos da civilização do Egito Antigo.

Vista aérea das pirâmides do Egito
As pirâmides, estruturas arquitetônicas da antiga civilização egípcia, são símbolos do Egito.

Na atualidade, a cultura egípcia está ancorada na religião islâmica. Na culinária, destaca-se a utilização de alimentos como tâmaras, feijão-fava, arroz, mel e frutos do mar. A dança do ventre é uma importante manifestação artística local. O país também possui muitos escritores de renome mundial, como Naguib Mahfouz, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura. No esporte, a prática esportiva mais admirada é o futebol.  

Publicado por Mateus Campos

Artigos Relacionados

Grande parte dos conflitos que acontecem no Oriente Médio tem como causa a religião.
As religiões no Oriente Médio
A região mais tensa do planeta e sua relação com as religiões.
Austrália
O país que possui o segundo maior IDH do planeta.
Canal de Suez
Conheça a história do Canal de Suez e entenda a sua importância política e econômica. Veja também por que ele é o principal canal marítimo artificial do mundo.
Deserto do Saara
Deserto do Saara
As características do maior deserto quente do planeta.
Rio Eufrates, um dos recursos mais estratégicos do Oriente Médio *
Escassez de Água no Oriente Médio
Compreenda a importância da Água no Oriente Médio, um dos principais elementos geopolíticos da região.
Bandeira da Etiópia.
Etiópia
Saiba mais sobre as principais características geográficas da Etiópia. Entenda a história e a cultura desse país africano, que possui muitas particularidades.
Bandeira da Palestina, formada pela Faixa de Gaza e pela Cisjordânia.
Faixa de Gaza
Saiba mais sobre as características geográficas da Faixa de Gaza. Entenda a formação histórica e a composição política desse território que faz parte da Palestina.
Helsinque, capital finlandesa
Finlândia
Nação localizada no extremo norte do continente europeu.
Bandeira da Indonésia na colina de Telang, Kalimantan do Sul, Indonésia
Indonésia
A Indonésia é o quarto país mais habitado do mundo, confira aqui suas características!
Israel
Conheça a história da fundação do Estado de Israel. Saiba mais sobre a origem dos conflitos políticos e religiosos que caracterizam o país desde a sua criação.
A cidade de Jerusalém, localizada no Oriente Médio, é considerada sagrada para o cristianismo, o judaísmo e o islamismo.
Oriente Médio
Saiba mais sobre o agrupamento de países que formam o Oriente Médio. Veja informações sobre as características geográficas, econômicas e culturais da região.
Bandeira do Suriname.
Suriname
Suriname, Onde se localiza o Suriname, As características naturais do Suriname, As religiões praticadas no Suriname, As línguas faladas no Suriname.
video icon
Sociologia
Trabalho infantil no Brasil e no mundo
O trabalho infantil é considerado pela sociologia um dos problemas sociais mais graves e antigos do Brasil e do mundo. Veja isso e muito mais nesta videoaula.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.