Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História Geral
  3. Nacionalismo

Nacionalismo

O Nacionalismo, desenvolvido no século XIX, refere-se a uma ideologia política que moldou os Estados-nações após a Revolução Francesa.

Nacionalismo é um conceito desenvolvido para a compreensão de um fenômeno típico do século XIX: a ascensão de um certo sentimento de pertencimento a uma cultura, a uma região, a uma língua e a um povo (ou, em alguns dos argumentos nacionalistas, a uma raça) específicos, tendo aparecido pela primeira vez na França comandada por Napoleão Bonaparte e nos Estados Unidos da América. Tal fenômeno passou a ser assimilado pelas forças políticas que haviam absorvido os ideais iluministas de rejeição do Antigo Regime absolutista e que procuravam a construção de um Estado nacional de viés democrático e constitucional, no qual seus membros fossem cidadãos, e não súditos do rei.

Nesse sentido, o sentimento nacional do século XIX alcançou a condição de ideologia política. Diferentemente dos Estados nacionais europeus que se formaram nos séculos XVI e XVII, os Estados Nacionais do século XIX identificavam sua soberania no contingente de cidadãos que compunham a nação, e não na figura do monarca. Por esse motivo, a tendência ao regime político republicano tornou-se comum nesse período.

Além dessas características, há também um elemento indispensável para o entendimento do nacionalismo: a formação do exército nacional por cidadãos comuns, e não por aristocratas e mercenários, como ocorria nos Estados absolutistas. O exército napoleônico foi o primeiro grande exército nacional composto por pessoas que lutavam pela “nação francesa” e identificavam-se como membros de um só “corpo nacional”, de uma só pátria.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Com Napoleão Bonaparte nasceu o exército nacional francês, um elemento imprescindível para a composição da ideologia nacionalista
Com Napoleão Bonaparte nasceu o exército nacional francês, um elemento imprescindível para a composição da ideologia nacionalista

Sendo assim, o nacionalismo, desenvolvido no século XIX, compreendeu um conjunto de sentimentos, ideias e atitudes políticas que resultaram na formação dos Estados-nações contemporâneos. Acompanham a formação desses Estados-nações as noções de soberania e de cidadania, garantidas por uma Constituição democrática. Além disso, noções como “povo”, fronteiras nacionais e herança cultural (incluindo a língua) dão suporte para a ideologia nacionalista. Processos históricos como a Unificação Italiana e a Unificação Alemã derivaram dessa ideologia.

Entretanto, o desenvolvimento dessa forma de organização política combinado com o advento das massas (grande aglomerado de pessoas em centros urbanos), que foi provocado pela Revolução Industrial, culminou, nas primeiras décadas do século XX, na Primeira Guerra Mundial e, posteriormente, na ascensão de regimes totalitários de viés nacionalista extremista, como o nazismo e o fascismo. As teorias racistas e defensoras da superioridade da raça ariana (branca) e da escolha do povo alemão como um povo encarregado de construir um império mundial, elaboradas pelo nazismo, foram variantes catastróficas da ideologia nacionalista.

As bandeiras das nações contemporâneas simbolizam, em termos gerais, a história da formação de cada uma dessas nações
As bandeiras das nações contemporâneas simbolizam, em termos gerais, a história da formação de cada uma dessas nações
Publicado por: Cláudio Fernandes
Assuntos relacionados
Soldado correndo em meio a ruínas durante um tiroteio entre tropas bosníacas e sérvio-bósnios em 1993 *
Guerra da Bósnia e a fragmentação da Iugoslávia
Entenda a Guerra da Bósnia, conflito que aconteceu durante a fragmentação da Iugoslávia na década de 1990.
A organização conhecida como Cruz Vermelha foi criada no ano de 1863, em Genebra, Suíça
26 de Outubro – Criação da Cruz Vermelha
Conheça a história de Criação da Cruz Vermelha, em meio às guerras nacionalistas do século XIX.
Nações, Estados, países e territórios nem sempre se equivalem
Diferenças entre Estado, País, Nação e Território
Entenda as diferenças entre Estado, País, Nação e Território para facilitar os estudos sobre as características territoriais e políticas dos lugares.
A bandeira é o mais marcante dos símbolos de uma nação
Conceito de Estado-nação
Para o entendimento de nossa realidade política, o conceito de Estado-nação é de grande importância. Clique aqui para informar-se sobre o assunto!
A superpopulação urbana é uma característica das sociedades de massa
Sociedade de massa
Sociedade de massa é o nome que damos à atual configuração das sociedades contemporâneas. Saiba mais sobre o assunto aqui!
O rei Guilherme I, da Prússia (à direita, em primeiro plano), e seus generais
Guerra Franco-Prussiana
Entenda como ocorreu a Guerra Franco-Prussiana (1870-1871) e os efeitos provocados por ela.
O filósofo alemão Friedrich Nietzsche.
Friedrich Nietzsche
Clique aqui e conheça a biografia e a trajetória intelectual de Friedrich Nietzsche, filósofo alemão contemporâneo que escreveu Assim falou Zaratustra.
Cavour e Garibaldi: personagens da unificação italiana munidos de diferentes concepções políticas.
Unificação Italiana
Unificação Italiana, Piemonte, Sardenha, Estados Pontifícios, Reino das Duas Sicílias, rei Carlos Alberto, Risorgimento, Jovem Itália, Giuseppe Garibaldi, camisas vermelhas, Vitor Emanuel II, Napoleão III, Benito Mussolini, Tratado de Latrão.
O levante de 1830 determinou a ruína dos ideais conservadores do Congresso de Viena.
A Revolução de 1830
O novo levante dos franceses contra o regime absolutista.
Otto Von Bismarck: peça fundamental para que a unificação dos estados alemães acontecesse.
A Unificação Alemã
O processo histórico que deu origem ao Segundo Reich.