Whatsapp icon Whatsapp

Mossad

O Mossad é o serviço de inteligência de Israel, notável por realizar operações secretas e espionagem.
Brasão do Mossad.
Brasão do Mossad.

O Mossad é o serviço de inteligência de Israel, notável por realizar operações secretas e espionagem. Sua origem remonta a 1949, pós-criação de Israel, uma resposta aos desafios geopolíticos enfrentados. Sua organização é liderada por um diretor que se reporta diretamente ao primeiro-ministro, compreendendo diretorias especializadas.

O recrutamento é criterioso, aberto a diversas habilidades e origens. Seu lema, “Por meio de enganos, tu farás a guerra”, realça a ênfase na astúcia e dissimulação. O Mossad é notório por operações icônicas (como Entebbe, Ícaro e aquisição de ventiladores na pandemia), e sua influência se estende à cultura popular, inspirando filmes, séries e livros que exploram sua história e suas ousadas ações.

Leia também: Contexto de criação do Estado de Israel

Resumo sobre o Mossad

  • O Mossad é o serviço de inteligência de Israel, conhecido por operações secretas e espionagem.
  • Foi fundado, em 1949, após a criação de Israel, para enfrentar desafios geopolíticos.
  • É liderado por um diretor que se reporta ao primeiro-ministro, com diretorias especializadas.
  • Seu recrutamento é rigoroso, aberto a judeus e não judeus, valorizando diversidade e habilidades especiais.
  • Seu lema é “Por meio de enganos, tu farás a guerra”, enfatizando astúcia e dissimulação.
  • Suas operações notáveis incluem Entebbe, Ícaro e a aquisição de ventiladores durante a pandemia.
  • Inspirou filmes como Operação Entebbe e séries como Fauda, além de livros sobre sua história e suas operações.

O que é o Mossad?

Comando do Mossad em 1968.[1]
Comando do Mossad em 1968.[1]

O Mossad, oficialmente conhecido como Instituto para a Inteligência e Operações Especiais, é o serviço de inteligência de Israel, notório por suas operações secretas, espionagem e atuação discreta na cena global.

Fundado em 1949, após a criação do Estado de Israel, o Mossad tem sido fundamental na proteção e promoção dos interesses nacionais de Israel. Sua missão envolve a coleta de informações estratégicas, o contraterrorismo e uma ampla gama de operações clandestinas que moldaram a história de Israel e inspiraram a cultura popular.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Origem e história do Mossad

O Mossad é o serviço de inteligência de Israel, renomado internacionalmente por suas operações secretas, espionagem e atuação discreta na cena global. Seu nome oficial é Instituto para a Inteligência e Operações Especiais, mas é mais comumente conhecido como Mossad, palavra hebraica para “instituto”. Esse órgão foi estabelecido em 1949, logo após a criação do Estado de Israel, e desempenha um papel crucial na segurança nacional e nas operações de inteligência de Israel desde então.

A história do Mossad está intimamente ligada à história de Israel. A necessidade de um serviço de inteligência forte e eficiente tornou-se evidente no momento da criação do Estado judeu, quando Israel enfrentou desafios geopolíticos significativos. O Mossad foi concebido para desempenhar um papel central na proteção de Israel e na promoção de seus interesses no cenário global.

Leia também: Causas e contexto da Primeira Guerra Árabe-Israelense

Organização do Mossad

A estrutura e a organização interna do Mossad são cercadas de sigilo, como seria de se esperar de uma agência de inteligência. No entanto, algumas informações gerais podem ser destacadas. O Mossad é liderado por um diretor que reporta diretamente ao primeiro-ministro de Israel. A agência é composta por várias diretorias especializadas, cada uma focada em uma área específica de inteligência, como contraterrorismo, espionagem, operações secretas e aquisição de informações estratégicas.

O Mossad também mantém uma rede global de estações e agentes, que operam sob disfarce em países estrangeiros. Essas estações são fundamentais para a coleta de informações e o planejamento de operações secretas em todo o mundo.

Diretor e membros do Mossad, 2011.[2]
Diretor e membros do Mossad, 2011.[2]

Como é o recrutamento para o Mossad?

O processo de recrutamento para o Mossad é um dos mais rigorosos e sigilosos do mundo da inteligência. Os recrutas em potencial geralmente passam por uma série de avaliações psicológicas, testes de aptidão e verificações de antecedentes antes de serem considerados para treinamento. A agência procura indivíduos altamente motivados, habilidosos e dedicados, dispostos a se submeterem a treinamentos rigorosos e a arriscarem suas vidas em missões secretas.

A diversidade é valorizada no recrutamento, e o Mossad recruta tanto judeus quanto não judeus. Muitos agentes têm experiência militar e de inteligência prévia, mas a agência também busca indivíduos talentosos com habilidades especiais, como linguistas, técnicos de eletrônica e especialistas em computação.

Qual o lema do Mossad?

O lema do Mossad é um dos mais famosos no mundo da inteligência e resume a missão da agência: “Por meio de enganos, tu farás a guerra” (em hebraico: בתחבולות תעשה לך מלחמה). Esse lema destaca a ênfase do Mossad na astúcia, na dissimulação e na inteligência humana em suas operações. A agência é conhecida por sua capacidade de se infiltrar em organizações terroristas, obter informações confidenciais e realizar operações secretas de alto risco.

Operações do Mossad

O Mossad é conhecido por suas operações secretas em todo o mundo. Dentre as mais notáveis, destacaram-se:

  1. Operação Entebbe (1976): envolveu o resgate de reféns israelenses mantidos em um avião sequestrado em Uganda. A operação foi bem-sucedida, embora de alto risco.
  2. Operação Ícaro (1981): o bombardeio do reator nuclear Osirak, no Iraque, representou uma ameaça significativa para Israel. A operação foi realizada secretamente e interrompeu os planos nucleares do Iraque.
  3. Assassinato de Mahmoud al-Mabhouh (2010): o Mossad foi acusado de estar envolvido no assassinato de Mahmoud al-Mabhouh, um líder do Hamas, em Dubai. O assassinato envolveu a utilização de passaportes estrangeiros falsos e disfarces elaborados.

Mossad na cultura popular

O Mossad tem sido um tema frequente na cultura popular, inspirando filmes, séries de televisão e livros que exploram suas operações e seu mundo de inteligência. Dentre os diversos exemplos, pode-se destacar:

→ Filmes sobre o Mossad

  1. Operação Entebbe (1976): um filme que recria a operação de resgate dos reféns israelenses em Uganda.
  2. Munique (2005): dirigido por Steven Spielberg, o filme narra a história de uma equipe de agentes israelenses encarregada de caçar os responsáveis pelo massacre nas Olimpíadas de Munique, em 1972.
  3. O espião que sabia demais (2011): baseado em uma história real, esse filme segue a vida do espião israelense Eli Cohen, que operou sob disfarce na Síria nas décadas de 1960 e 1970.
  4. Operação final (2018): retrata a captura do criminoso nazista Adolf Eichmann por agentes do Mossad, em 1960.

→ Séries de televisão sobre o Mossad

  1. Fauda (2015-2020): série israelense que segue uma unidade de elite do Mossad enquanto ela realiza operações secretas na Cisjordânia. A série é elogiada por sua representação realista da luta contra o terrorismo.
  2. Os espiões (2019): baseada em eventos reais, essa série segue os esforços de espiões israelenses para impedirem o desenvolvimento nuclear iraniano.

→ Livros sobre o Mossad

  1. Espionagem no Mossad (2004), de Uri Dan e Yeshayahu Ben Porat: oferece uma visão detalhada das operações e da história do Mossad, bem como de alguns de seus agentes mais notáveis.
  2. Mossad: os grandes agentes secretos de Israel (2012), de Michael Bar-Zohar e Nissim Mishal: destaca a história e os sucessos do Mossad.
  3. Eli Cohen (2019), de Saher Anjum: narra a vida e a missão de Eli Cohen, um dos espiões mais notáveis do Mossad.

Créditos das imagens

[1] IDF Spokesperson's Unit / Wikimedia Commons

Fontes:

JORGE, B. W. G. de A. Israel e a Mossad “Spies against armageddon: inside Israel’s secret wars” de Dan Raviv e Yossi Melman. (New York: Levant Books, 2012, 353p.). Malala - Revista Internacional de Estudos sobre o Oriente Médio e Mundo Muçulmano, [S. l.], v. 3, n. 4, p. 131-135, 2015. DOI: 10.11606/issn.2446-5240.malala.2015.101779. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/malala/article/view/101779. Acesso em: 22 out. 2023.

ARENDT, Hannan. Eichmann em Jerusalém - Uma reportagem sobre a banalidade do mal. Lisboa: Itaca, 2017

Publicado por Tiago Soares Campos

Artigos Relacionados

Conflitos entre Israel e Palestina
Venha entender um pouco dos conflitos travados entre Israel e Palestina. Saiba como esses conflitos se iniciaram, e veja um resumo dos seus principais episódios.
Israel
Conheça a história da fundação do Estado de Israel. Saiba mais sobre a origem dos conflitos políticos e religiosos que caracterizam o país desde a sua criação.
Muro de Israel
Saiba mais sobre o muro de Israel, que foi construído entre a Cisjordânia e Jerusalém e que visou segregar os palestinos do Estado de Israel.
Nazismo
Você sabe o que foi o nazismo? Clique aqui e entenda o que ele foi, como surgiu, onde se encaixava no espectro político e como promoveu o Holocausto.
Resistência europeia ao nazismo
Saiba mais sobre a resistência europeia ao nazi-fascismo durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945): movimento em que os resistentes marcaram a luta pela vida e pela paz.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos
Nessa aula veremos a condição de existência de um triângulo utilizando um raciocínio lógico e em seguida formalizando esse conhecimento.