Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Inglês
  3. Genitive Case

Genitive Case

O caso genitivo (genitive case, em inglês) refere-se ao uso de –’s para indicar a relação de possessão ou de origem (inventor) entre duas coisas ou pessoas. Pode ser indicativo também de alguma característica de alguém.

É importante destacar que o –’s sempre acompanha a pessoa que possui algo ou tem relação com algo.

Confira a seguir as regras de uso do genitive case, com maiores detalhes e exemplos, comparando com o uso de of também. Let’s go!

O caso genitivo em inglês é utilizado para mostrar que alguém possui algo.
O caso genitivo em inglês é utilizado para mostrar que alguém possui algo.

Para que o apóstrofo/apostrophe (‘) serve em inglês?

Diferentemente do inglês, o português possui tanto a palavra apóstrofo quanto apóstrofe. Em inglês, dizemos apenas apostrophe, cujos usos se assemelham, em certa medida, ao do apóstrofo.

Para a língua inglesa, o apóstrofo possui basicamente dois usos. O primeiro serve para indicar que alguma letra da palavra foi suprimida, sendo esse uso relativamente parecido em português. Observamos este caso frequentemente na contração entre sujeitos e verbos conjugados na afirmativa ou entre verbos e o advérbio not em frases negativas:

  1. He’s (he is) alive. 
    Ele está vivo.
  2. Clara doesn’t (does not) follow the rules.
    Clara não segue as regras.

O segundo uso, que nos interessa, sobretudo neste texto, indica a relação de possessão em uma frase na língua inglesa:

  1. Carl’s house.
    A casa de Carl.
  2. Atwood’s book. 
    O livro de Atwood (sendo ela a escritora).
  3. His mother’s cousin. 
    O primo/a prima da mãe dele.
  4. My sister’s boyfriend.
    O namorado da minha irmã.

Tendo em mente esses usos do apóstrofo na língua inglesa, passaremos às regras do caso genitivo, especificamente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja também: Possessive pronouns: como usar?

Genitive case: regras do uso do ’s

O apostrophe + s é usado para indicar a relação de possessão/propriedade, mas também para indicar:

  • Origem de algo (invenção)
  1. Einstein’s theory
    A teoria de Einstein
  2. Machado de Assis’ works
    Os trabalhos de Machado de Assis
  • Característica de algo/alguém
  1. Paul’s enthousiasm
    O entusiasmo de Paul
  2. The mom’s courage
    A coragem da mãe
  3. Laura’s strength.
    A força de Laura

A pergunta que muitos aprendizes podem ter é a respeito de como o caso genitivo deve ser usado?

Ao indicar posse de algo, podemos observar que o -’s acompanha um substantivo. No entanto, ele é mais comumente utilizado para descrever os substantivos de pessoas, tempo, animais.

Em relação aos substantivos “inanimados” |1|, eles aparecem normalmente em estruturas de of (de). Cabe destacar que as duas regras podem ter exceções no uso pelos falantes da língua:

  1. The cover of the book ou the book’s cover
    A capa do livro |1|
  2. My brother’s name ou the name of my brother 
    O nome do meu irmão

Quanto à ortografia, costuma-se adicionar -’s depois do substantivo que remete à ideia de possessor – exceto quando temos um substantivo que termina em –s. Nesse caso, temos a opção de colocar apenas o ’ ou -’s:

  1. His friend’s car 
    O carro do amigo dele
  2. Ann’s blouse.
    A blusa de Ann (observe que para nome de pessoas não usamos o artigo the).
  3. Charles’s car ou Charles’ car
    O carro de Charles

Quando temos duas pessoas que possuem o mesmo objeto, o -’s deve seguir o último para mostrar que o objeto é comum aos dois. Se colocamos o -’s nos dois possuidores, significa que cada um possui um objeto:

  1. Lara and Paul’s keys
    As chaves de Lara e de Paul (as chaves pertencem aos dois)
  2. Lara’s and Paul’s books
    O livro de Lara e o livro de Paul (cada um tem o seu próprio livro)

Diferença entre o genitive case e o uso do of (possessão)

A possessão também pode ser indicada na estrutura of (de). Ela é mais comum para falar de coisas do que de pessoas. Assim, quando indicamos a relação de posse é mais comum utilizar a estrutura of. Veja os exemplos:

  1. The leg of the chair (Esse uso é mais adequado do que the chair’s leg.)
    A perna da cadeira
  2. The day of Christmas
    O dia do Natal
  3. The end of that book
    O final daquele livro

Podemos usar tanto o caso genitivo -’s quanto a estrutura of quando um substantivo se refere a algum tipo de atividade humana|2|. Por exemplo:

  1. Brazil’s rivers ou the rivers of Brazil
    Os rios do Brasil
  2. The website’s opinion ou the opinion of the website 
    A opinião do website

Veja também: Qual é a diferença entre lend e borrow?

Exercícios resolvidos

Questão 1

Substitua “of” por ’s, quando necessário.

  1. The father of my friend
  2. The toys of my kids
  3. The color of the wall

Resolução

  1. My father’s friend, pois utilizamos ‘s para indicar posse.
  2. My kids’ toys, pois substantivos no plural terminado em “s” recebem apenas o apóstrofo no final.
  3. The color of the wall, pois se trata de um objeto inanimado.

Questão 2

Sublinhe as palavras que contenham o caso genitivo:

  1. My name’s Lucas.
  2. Her sister’s name is Linda.
  3. Eduardo and Monica’s twins are intelligent.

Resolução

  1. My name’s Lucas. (o ‘s é uma contração da palavra “is”)
  2. Her sister’s name is Linda. (indicação de posse)
  3. Eduardo and Monica’s twins are intelligent. (indicação de posse de mais de um “dono” dos mesmos “objetos”)

Notas

|1| DECAPUA, A.. Grammar for Teachers: A Guide to American English for Native and Non-Native Speakers. Springer: New York, 2008.

|2| EASTWOOD, J. Oxford guide to English grammar. Oxford, 2002.

Publicado por: Patricia Veronica Moreira
Assuntos relacionados
Plural em inglês
Entenda o uso apropriado do plural em inglês. Conheça o plural irregular de alguns substantivos. Saiba as principais regras ortográficas do plural em inglês.
Possessive Pronouns
Os possessive pronouns indicam posse e são utilizados para evitar a repetição do substantivo na oração.
Reflexive Pronouns
Equivalente ao pronome reflexivo em português.