Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Literatura
  3. Escolas literárias
  4. Modernismo
  5. Modernismo - Momento histórico da segunda fase

Modernismo - Momento histórico da segunda fase

O segundo período do Modernismo brasileiro se estendeu de 1930 a 1945. Internacionalmente, o país vivia uma depressão econômica, causada pelas duas guerras mundiais (1919-1939) e pelo avanço do nazi-fascismo. Já no plano nacional houve a ascensão de Getúlio Vargas ao poder.

Na década de 30 houve um forte impacto na economia mundial, com a quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, chamado de Grande Depressão. Durante esse colapso no sistema financeiro mundial, paralisações de fábricas, falências bancárias, desemprego em massa, fome e miséria eram constantes.

Cada país tentou minimizar os efeitos da crise, ao passo que houve fortalecimento dos partidos socialistas e comunistas em choque com as ideologias burguesas. A partir disso, para evitar qualquer tipo de anarquismo e contrários ao comunismo, os estados defenderam o autoritarismo como forma de governo.

No Brasil, a República do café-com-leite ou República Velha estava em crise, pois a superprodução de café desestabilizou a economia e, portanto, havia muitos estoques do produto, porém, sem compradores, já que o mundo estava em crise financeira.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Ocorreu a Revolução de 1930 no Brasil, que levou Getúlio Vargas ao governo provisório, apoiado pela burguesia industrial. Começou, então, o incentivo à industrialização e a entrada de capital norte-americano. Houve uma tentativa de Revolução, chamada Constitucionalista, em oposição ao governo de Vargas, formada praticamente pela oligarquia cafeeira, frustrada pela política econômica do governo, a qual apoiava a industrialização.

Em meio à massa descontente das oligarquias rurais, ao temor da burguesia quanto às agitações político-sociais e as constantes manifestações contrárias ao seu governo, Vargas resolveu iniciar a ditadura militar no Brasil, em 1937. Foi implantado o “Estado Novo”, que compreendeu o longo período anticomunista e antidemocrático no Brasil, chefiado unicamente por Getúlio Vargas, que durou até 29 de outubro de 1945, quando debaixo de pressões, Getúlio renunciou ao cargo.

Getúlio Vargas – ditador militar da época de 30 - Segunda fase do Modernismo no Brasil
Getúlio Vargas – ditador militar da época de 30 - Segunda fase do Modernismo no Brasil
Publicado por: Sabrina Vilarinho
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

Estão, entre os principais escritores da prosa na segunda fase do modernismo:

a) Clarice Lispector, Lygia Fagundes Telles, Augusto de Campos e Dalton Trevisan.

b) Graciliano Ramos, Rachel de Queiroz, José Lins do Rego e Jorge Amado.

c) Graciliano Ramos, Fernando Sabino, Érico Veríssimo e Mário de Andrade.

d) Paulo Mendes Campos, Carlos Drummond de Andrade, Dionélio Machado e Hilda Hilst.

e) Lúcio Cardoso, Roberto Drummond, Jorge Amado e Adélia Prado.

Questão 2

Sobre a prosa na segunda geração do modernismo, é correto afirmar, exceto:

a) O romance brasileiro produzido nas décadas de 1930 e 1940, período em que o país e o mundo viveram profundas crises, colocou-se a serviço da análise crítica de nossa realidade e teve na obra de Graciliano Ramos a principal expressão desse momento.

b) Ainda que distantes do experimentalismo estético proposto pelos modernistas de 1922, os romancistas de 1930 consideravam irreversíveis muitas de suas conquistas, tais como o interesse por temas nacionais, a busca de uma linguagem mais brasileira e o interesse pela vida cotidiana.

c) O romance de 1930 trilhou diferentes caminhos, sendo o regionalismo, especialmente o nordestino, o mais importante entre todos. Entre seus principais nomes, estão Graciliano Ramos e Rachel de Queiroz.

d) A prosa na segunda geração do modernismo foi marcada pela preocupação com a descoberta e com a exploração de novas técnicas narrativas, além da sondagem do universo social e psicológico do ser humano. Entre suas principais obras, está Macunaíma, de Mário de Andrade.

Mais Questões
Assuntos relacionados
Trovador da lírica medieval
Literatura Portuguesa: origens
A origem da literatura e o Trovadorismo!
Abaporu, quadro de Tarsila Amaral que representa um marco do movimento antropofágico
Modernismo - Primeira fase literária
Os acontecimentos da primeira fase na literatura modernista!
Vanguardas europeias
Entenda o que foram as vanguardas europeias. Veja quais foram os movimentos de vanguarda e quais as suas principais características.
Erico Lopes Verissimo é o autor de “O Tempo e o Vento” e “Olhai os Lírios do Campo”
Erico Verissimo
Neste artigo você vai conhecer a biografia do escritor Erico Lopes Verissimo, autor de “O Tempo e o Vento” e “Olhai os Lírios do Campo”.
A Literatura é uma das manifestações da arte e é conhecida como sendo a arte das/com as palavras
O que é Literatura?
Neste artigo, refletimos sobre a Literatura, arte da palavra que permite a interação verbal e o registro das transformações culturais e históricas.
Pré-Modernismo
Entenda o que foi o período do pré-modernismo na literatura. Conheça as circunstâncias de seu contexto, saiba quais os principais autores e obras e resolva exercícios.
Oswald de Andrade - O principal representante modernista
Oswald de Andrade - O poeta revolucionário
Irreverência e inovação são marcas pessoais desse autor.