Whatsapp icon Whatsapp

Multiplicação de matrizes

A multiplicação de matrizes A e B é uma operação que tem como produto uma matriz C cujos elementos resultam de operações entre as linhas de A e as colunas de B.
Multiplicação de duas matrizes.
Multiplicação entre uma matriz 3x2 e uma matriz 2x2. (Créditos: Paulo José Soares Braga | Mundo Educação)

A multiplicação de matrizes é uma operação entre matrizes, conjuntos de dados divididos por linhas e colunas. Essa operação só pode ser realizada se o número de colunas da primeira matriz for igual ao número de linhas da segunda matriz. O resultado dessa multiplicação será uma nova matriz (a matriz produto) com a quantidade de linhas da primeira matriz e a quantidade de colunas da segunda matriz.

Leia também: Adição e subtração de matrizes — como fazer?

Resumo sobre multiplicação de matrizes

  • A multiplicação de matrizes é uma operação que resulta em uma nova matriz, chamada de matriz produto.
  • Os elementos da matriz produto são relações das linhas da primeira matriz com as colunas da segunda matriz.
  • A multiplicação de matrizes só é possível quando o número de colunas da primeira matriz é igual ao número de linhas da segunda matriz.
  • Se a multiplicação existir, a matriz produto terá a quantidade de linhas da primeira matriz e a quantidade de colunas da segunda matriz.
  • Para multiplicar um número real k por uma matriz A, basta multiplicar k por cada elemento de A.
  • A matriz identidade é uma matriz quadrada em que todos os elementos da diagonal principal são iguais a 1 e os outros elementos são iguais a 0.
  • A inversa de uma matriz M é uma matriz M-1 tal que M⋅M-1=I.

Videoaula sobre multiplicação de matrizes

Como calcular a multiplicação de matrizes?

A multiplicação de matrizes não é uma operação intuitiva. Enquanto a adição e subtração de matrizes são realizadas entre os elementos que ocupam a mesma posição, o processo de multiplicação é totalmente diferente.

Em primeiro lugar, não são quaisquer matrizes que podem ser multiplicadas. Assim, antes de fazer qualquer cálculo, é necessário analisar a condição de existência para essa operação.

Considere uma matriz A de ordem mxn e uma matriz B de ordem pxq. A multiplicação AB, nessa ordem, só é possível se n = p. Isso significa que duas matrizes só podem ser multiplicadas se o número de colunas da primeira matriz for igual ao número de linhas da segunda matriz.

Além disso, supondo que a AB exista, a matriz C resultante terá o número de linhas de A (primeira matriz) e o número de colunas de B (segunda matriz). No exemplo anterior, a ordem de C será mxq.

Mas como obter a matriz C, ou seja, como calcular a multiplicação AB?

Considere cij o elemento da matriz C na linha i e coluna j. Cada elemento cij é a soma dos produtos entre os elementos correspondentes da linha i de A (primeira matriz) e da coluna j de B (segunda matriz). Parece difícil? Vejamos alguns exemplos para ilustrar esse processo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • Exemplo 1:

Calcule a multiplicação AB para as matrizes

\(A\ =\ \left[\begin{matrix}1&5\\3&2\\\end{matrix}\right] \ e \ B\ =\left[\begin{matrix}4&8\\7&0\\\end{matrix}\right]\)

Resolução:

Verificando a condição de existência para a multiplicação AB: note que o número de colunas da matriz A é igual ao número de linhas da matriz B. Assim, existe a multiplicação AB.

Considere C = AB. Como o número de linhas de A é 2 e o número de colunas de B é 2, a ordem de C é 2x2.

\(C=\left[\begin{matrix}c_{11}&c_{12}\\c_{21}&c_{22}\\\end{matrix}\right]\)

Agora vamos encontrar cada elemento de C. Lembre-se de que cada elemento cij corresponde a uma relação entre a linha i de A e a coluna j de B:

Indicação 1 dos elementos de 1 matriz, antes da multiplicação de matrizes

Portanto,


\(\left[\begin{matrix}1&5\\3&2\\\end{matrix}\right]\cdot\left[\begin{matrix}4&8\\7&0\\\end{matrix}\right]\ =\ \left[\begin{matrix}c_{11}&c_{12}\\c_{21}&c_{22}\\\end{matrix}\right]\)

Multiplicação 1 dos termos de 2 matrizes

Logo,

\(C=\left[\begin{matrix}39&8\\26&24\\\end{matrix}\right]\)

  •  Exemplo 2:

Calcule a multiplicação BA para as matrizes

\(A\ =\left[\begin{matrix}-2&7&9\\-1&5&8\\\end{matrix}\right] e\ B\ =\ \left[\begin{matrix}6&2\\0&-4\\3&1\\\end{matrix}\right]\)

Resolução:

Verificando a condição de existência para a multiplicação BA: note que o número de colunas da matriz B é igual ao número de linhas da matriz A. Assim, existe a multiplicação B A.

Considere \(C\ =B\cdot A\). Como o número de linhas de B é 3 e o número de colunas de A é 3, a ordem de C é 3x3.

\(C=\left[\begin{matrix}c_{11}&c_{12}&c_{13}\\c_{21}&c_{22}&c_{23}\\c_{31}&c_{32}&c_{33}\\\end{matrix}\right]\)

Agora vamos encontrar cada elemento de C. Observe que a multiplicação nesse caso é BA:

Indicação dos elementos de 1 matriz, antes da multiplicação de matrizes

Portanto,

\(\left[\begin{matrix}6&2\\0&-4\\3&1\\\end{matrix}\right]\cdot\left[\begin{matrix}-2&7&9\\-1&5&8\\\end{matrix}\right]\ =\ \left[\begin{matrix}c_{11}&c_{12}&c_{13}\\c_{21}&c_{22}&c_{23}\\c_{31}&c_{32}&c_{33}\\\end{matrix}\right]\)

Multiplicação dos termos de 2 matrizes

Logo,

\(C=\left[\begin{matrix}-14&52&70\\4&-20&-32\\-7&26&35\\\end{matrix}\right]\)

  • Exemplo 3:

Calcule a multiplicação AB para as matrizes

\(A\ =\ \left[\begin{matrix}9&3&0\\2&1&11\\-1&8&-6\\0&4&-12\\\end{matrix}\right] \ e\ B\ =\left[\begin{matrix}12&0&24&-1\\-5&16&1&3\\\end{matrix}\right]\)

Resolução:

Verificando a condição de existência para a multiplicação AB: note que o número de colunas da matriz A (3) é diferente do número de linhas da matriz B (2). Assim, a multiplicação AB não existe.

Importante: Vale destacar que, geralmente, a multiplicação de matrizes não é comutativa, ou seja, A B B A. Considere o exemplo 3, em que a ordem de A é 4x3 e a ordem de B é 2x4. A multiplicação AB não existe, mas a multiplicação BA existe e resulta em uma matriz C de ordem 2x3.

Multiplicação de um número real por uma matriz

A multiplicação de um número real por uma matriz é outra operação envolvendo matrizes. Considere um número real k e uma matriz \(A=\left[a_{ij}\right]\). A multiplicação entre k e A resulta em uma matriz cujos elementos são o produto \(k\cdot a_{ij}\). Em outras palavras, para multiplicar um número real k por uma matriz A, basta multiplicar k por cada elemento da matriz A.

  • Exemplo:

Considere \(k\ =\ 3 \ e\ A\ =\ \left[\begin{matrix}6&0&-2\\1&3&7\\\end{matrix}\right]\). Determine 2A.

Resolução:

\(2A\ =\ 2\cdot\left[\begin{matrix}6&0&-2\\1&3&7\\\end{matrix}\right]\)

\(2A\ =\ \left[\begin{matrix}2\cdot6&2\cdot0&2\cdot\left(-2\right)\\2\cdot1&2\cdot3&2\cdot7\\\end{matrix}\right]\)

\(2A\ =\ \left[\begin{matrix}12&0&-4\\2&6&14\\\end{matrix}\right]\)

Matriz identidade

A matriz identidade é a matriz quadrada (matriz que possui o número de linhas igual ao número de colunas) cujos elementos da diagonal principal são iguais a 1 e os demais elementos são iguais a 0. Essa matriz é representada pela notação In, em que n é a ordem da matriz.

  • Exemplos:

\(I_2=\left[\begin{matrix}1&0\\0&1\\\end{matrix}\right]\)

\(I_3=\left[\begin{matrix}1&0&0\\0&1&0\\0&0&1\\\end{matrix}\right]\)

Uma propriedade importante da matriz identidade está relacionada à multiplicação de matrizes. Considere uma matriz quadrada A de ordem n. Assim, temos que

\(A\cdot I_n=I_n\cdot A=A\)

Matriz inversa

A matriz inversa da matriz M é a matriz M-1. Ela é assim chamada se

\(M\cdot M^{-1}=I\)

Isso significa que o produto entre uma matriz M e sua inversa resulta em uma matriz identidade.

Importante: Nem todas as matrizes apresentam inversa.

Veja também: Como determinar a igualdade entre matrizes?

Exercícios resolvidos sobre multiplicação de matrizes

Questão 1

(Unicamp) Considere a e b números reais tais que a matriz \(A\ =\left[\begin{matrix}1&2\\0&1\\\end{matrix}\right]\) satisfaz a equação \(A^2=aA+bI\), em que I é a matriz identidade de ordem 2. Logo, o produto ab é igual a

A) – 2.

B) – 1.

C) 1.

D) 2.

Resolução:

Alternativa A.

Primeiro vamos calcular A2, ou seja, AA. Como A é uma matriz quadrada, concluímos que essa multiplicação existe e resulta em uma matriz 2x2.

\(A^2=\left[\begin{matrix}1&2\\0&1\\\end{matrix}\right]\cdot\left[\begin{matrix}1&2\\0&1\\\end{matrix}\right]=\left[\begin{matrix}1\cdot1\ +\ 2\cdot0&1\cdot2\ +\ 2\cdot1\\0\cdot1\ +\ 1\cdot0&0\cdot2+1\cdot1\\\end{matrix}\right]\)

\(A^2=\left[\begin{matrix}1&4\\0&1\\\end{matrix}\right]\)

Ainda,

\(aA\ =\ a\ \cdot\left[\begin{matrix}1&2\\0&1\\\end{matrix}\right]\ =\ \left[\begin{matrix}a&2a\\0&a\\\end{matrix}\right]\)

\(bI\ =\ b\ \cdot\left[\begin{matrix}1&0\\0&1\\\end{matrix}\right]=\left[\begin{matrix}b&0\\0&b\\\end{matrix}\right]\)

Portanto,

\(A^2=aA+bI\)

\(\left[\begin{matrix}1&4\\0&1\\\end{matrix}\right]\ =\ \left[\begin{matrix}a&2a\\0&a\\\end{matrix}\right]\ +\left[\begin{matrix}b&0\\0&b\\\end{matrix}\right]\ \) 

\(\left[\begin{matrix}1&4\\0&1\\\end{matrix}\right]\ =\ \left[\begin{matrix}a+b&2a\\0&a+b\\\end{matrix}\right]\)

Logo,

\( \begin{cases} a+b\ =\ 1\\ 2a\ =\ 4 \end{cases}\)

\(a\ =\ 2 \ e\ b\ =-1\)

Ou seja,

\(ab=-2\)

Questão 2

(FGV) Dada a matriz \(B=\left[\begin{matrix}3\\-4\\\end{matrix}\right]\) e sabendo que a matriz \(A^{-1}=\left[\begin{matrix}2&-1\\5&3\\\end{matrix}\right]\) é a matriz inversa da matriz A, podemos concluir que a matriz X, que satisfaz a equação matricial AX = B, tem como soma de seus elementos o número

A) 14.

B) 13.

C) 15.

D) 12.

E) 16.

Resolução:

Alternativa B.

Multiplicando a equação AX = B por A-1 à esquerda, temos

\(A^{-1}\cdot A\cdot X=A^{-1}\cdot B\)

Como A-1 é inversa de A, então \(A^{-1}\cdot A\ =\ I\), em que I é a matriz identidade.

\(I\cdot X=A^{-1}\cdot B\)

Como I é a matriz identidade, \(I\ \cdot X\ =\ X\). Assim,

\(X\ =A^{-1}\cdot B\ \)

\(X\ =\left[\begin{matrix}2&-1\\5&3\\\end{matrix}\right]\cdot\left[\begin{matrix}3\\-4\\\end{matrix}\right]\ \)

\(X\ =\ \left[\begin{matrix}2\cdot3+\left(-1\right)\cdot\left(-4\right)\\5\cdot3+3\cdot\left(-4\right)\\\end{matrix}\right]\)

\(X\ =\ \left[\begin{matrix}10\\3\\\end{matrix}\right]\)

Portanto, a soma dos elementos é

10 + 3 = 13

Fontes

BOLDRINI, J. L. et al. Álgebra Linear. 3ª ed. São Paulo: Harper & Row do Brasil, 1980.

LIMA, Elon Lages. Álgebra Linear. Rio de Janeiro: IMPA, 2014

Publicado por Maria Luiza Alves Rizzo
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Adição e subtração de matrizes
Saiba como operar duas ou mais matrizes. Veja tudo sobre as operações de adição e subtração de matrizes. Entenda as condições para realizar essas operações.
Matriz
Você sabe o que é matriz? Clique aqui, aprenda a realizar soma, subtração e multiplicação de matrizes e veja também os casos particulares existentes.
Matriz Diagonal e Matriz identidade
matriz, Matriz nula, Matriz identidade, Matriz, diagonal, matriz unidade, elementos de uma matriz, diagonal principal, diagonal secundária, Regras de uma matriz, Representação da matriz identidade, Representação da matriz unidade.
Matriz inversa
Entenda o que é uma matriz inversa e como encontrá-la. Aprenda a verificar também se uma matriz admite inversa ou não e conheça a matriz identidade de ordem 2 e 3.
Matriz quadrada
Clique aqui, entenda o que é matriz quadrada, identifique suas diagonais principal e secundária e aprenda como calcular seu determinante.
Multiplicação de um número real por uma matriz
Matriz, Ordem das matrizes, Operação com matrizes, número real, multiplicação de número real por matriz, Adição e subtração de matrizes, Produto de matrizes, Produto.