Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química nuclear
  4. Bomba de dispersão radiológica

Bomba de dispersão radiológica

Uma bomba de dispersão radiológica, vulgarmente chamada de bomba suja, é um dispositivo muito simples que, como o próprio nome já diz, dispersa material radioativo.

A bomba suja é uma combinação de efeito explosivo com danos radioativos. Em termos de economia é uma ótima opção, uma vez que é feita de modo rústico e com materiais de baixo custo, por outro lado, ela não alcança os mesmos efeitos das demais bombas nucleares.

Princípio de ativação

Usar a expansão de gás como um meio de propulsão para o material radioativo não pareceu uma má ideia para os projetores de bombas. Dessa forma seria possível espalhar material radioativo por extensas áreas, pois é exatamente isso que a bomba de dispersão faz.

Quando o explosivo é liberado, o material radioativo se espalha com grande força e por isso alcança uma distância considerável. A nuvem de poeira que se forma é visível e, ao ser transportada pelo vento, atinge uma área maior do que a da própria explosão.

A força destrutiva da bomba está na radiação ionizante do material contido nela. As partículas alfa e beta, os raios gama e raios-X, constituem tal efeito ionizante. Tal radiação possui energia suficiente para causar danos ao homem a longo prazo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Líria Alves
Graduada em Química

Veja mais!
Variantes da bomba atômica – conheça outras armas nucleares.

Combinação de efeito explosivo com danos radioativos.
Combinação de efeito explosivo com danos radioativos.
Publicado por: Líria Alves de Souza
Assuntos relacionados
Explosão de uma bomba atômica.
Bomba atômica
Bomba atômica, arma de energia nuclear elaborada durante a Segunda Guerra Mundial, teorias de Albert Einstein, Urânio, fissão nuclear, Hiroshima e Nagasáqui, Harry Truman, quebra do núcleo.
Explosão de raios Gama no espaço.
Radiação Gama
Radiação eletromagnética, raios gama, elementos radioativos, alta energia, radiação alfa ou beta, Salmonella Typhimurium, descontaminação de alimentos, eliminação de microrganismos patogênicos, esterilizar equipamentos médicos.
A radiação alfa é composta por 2 prótons e 2 nêutrons
Radiação alfa
Conheça a radiação alfa que é emitida pelos núcleos dos elementos radioativos. Veja sua velocidade média, seu poder de penetração e quais são seus riscos ao ser humano.
Os pósitrons são partículas expulsas do núcleo de radioisótopos com elevado número de prótons
Pósitrons
Nesse texto, você conhecerá a constituição das emissões radioativas artificiais denominadas pósitrons, como ocorreu sua descoberta e qual a sua principal aplicação hoje.
Radiações Alfa, Beta e Gama
Radiações invisíveis aos olhos humanos, mas de extrema importância.
Emissão de partícula Beta
Emissão Beta
Como as partículas negativas são emitidas?
Radioatividade natural e a artificial, como surgiu cada uma delas?
Radioatividade natural e artificial
Origem das diferentes radiações.
A radioatividade possui diversas aplicações benéficas à agricultura
Radioatividade na Agricultura
Conheça técnicas envolvendo o uso da radioatividade que são empregadas na agricultura, tais como a preservação de alimentos e o controle de pragas.