História da Isomeria

O termo Isomeria foi criado por Berzelius em 1830. Ele considerou as palavras gregas (iso = mesma(s); meros = partes) para dar a ideia de “mesma composição”.

A Isomeria é um fenômeno comum e retrata a diversidade de compostos presentes na natureza. Na química orgânica, a ocorrência deste fenômeno é justificada pela capacidade que o carbono tem de formar longas cadeias estáveis e as múltiplas combinações que sua tetravalência proporciona.

Definição de Isomeria: fenômeno pelo qual duas substâncias compartilham a mesma fórmula molecular, mas apresentam estruturas diferentes, ou seja, o rearranjo dos átomos se diferem em cada caso.

Os químicos Justus von Liebig e Friedrich Wöhler são responsáveis pela descoberta dos primeiros isômeros: fulmanato de prata e cianato de prata. Os cientistas verificaram que as fórmulas das duas moléculas eram idênticas (AgCNO), mas a posição dos ligantes eram diferentes. Concluíram então que o arranjo espacial dos átomos era diferente.

Fulmanato de prata (Ag-CNO), cianato de prata (Ag-NCO).

Já em 1830, o químico Berzelius que deu nome ao fenômeno, em seus experimentos para obter ácido tartárico, fez a seguinte observação: durante o processo era possível obter duas formas diferentes da substância, com composição e fórmulas idênticas, mas que se diferenciavam pela posição dos átomos na molécula.
Publicado por: Líria Alves de Souza
Assuntos relacionados
Isomeria Plana
Isômeros que se diferem pela fórmula estrutural plana.
O isoctano possui maior índice de octanagem que o octano, mesmo possuindo a mesma fórmula molecular. Esses dois compostos são isômeros de função
Isomeria de Cadeia
Leia aqui sobre a isomeria de cadeia, na qual os isômeros têm a mesma fórmula molecular e função, mas são diferenciados pelo tipo da cadeia.
O isômero (Z)-9-tricoseno é o feromônio da mosca doméstica que atrai os machos. Já o isômero (E)-9-tricoseno não possui nenhum efeito
Isomeria E-Z
Entenda o que é a isomeria E-Z e quando você deve usar esse sistema de nomenclatura para isomeria geométrica no lugar da cis-trans.
O ácido lático apresenta isômeros opticamente ativos
Isômeros opticamente ativos
Clique aqui e saiba o que são isômeros opticamente ativos, substâncias orgânicas capazes de polarizar e desviar o plano de luz. Conheça ainda os outros nomes desse grupo de moléculas orgânicas e descubra como elas atuam na polarização e no desvio do plano da luz para a direita ou para a esquerda.