Whatsapp icon Whatsapp

Relações entre tipos de concentração das soluções

Existem várias formas de se calcular e determinar as concentrações das soluções químicas
Existem várias formas de se calcular e determinar as concentrações das soluções químicas

Existem vários tipos de concentração das soluções químicas, entre eles, temos:

·Concentração Comum

·Concentração em mol/L

·Densidade

·Título ou Porcentagem em massa de uma solução

As fórmulas usadas para calcular cada uma dessas concentrações são:

Fórmulas das concentrações das soluções químicas

É importante lembrar que o índice 1 indica que a grandeza se refere ao soluto, índice 2 se refere ao solvente e quando não há índice, trata-se da solução. Por exemplo:

m1 = massa do soluto;
m2 = massa do solvente;
m = massa da solução (m1 + m2).

Podemos relacionar esses tipos de concentração das soluções e, dessa forma, chegar a novas fórmulas que podem ser usadas quando conveniente. Veja algumas dessas relações:

  • Relação da concentração comum com o título:

C = m1 m1 = C . V
        V                                  
T = m1 m1 = T . m
       m

C . V = T . m
C = T . m  (I)
             V

Da fórmula da densidade, temos:

d = m
       V  

Então, podemos fazer a seguinte substituição em (I):

C = T . d

É importante lembrar que a concentração comum (C) e a densidade devem estar nas mesmas unidades. Não pode acontecer, por exemplo, de a densidade estar em g/L e a concentração em g/cm3.

Agora temos uma nova fórmula que relaciona concentração comum, título e densidade.  Veja um exemplo de exercício em que podemos usar essa relação:

Exemplo:

“Numa estação de tratamento de água, adicionou-se cloro até 0,4% de massa. A densidade da solução final era de 1,0 g/mL. Qual será a concentração de cloro nessa solução em g/L?”

Resolução:

Dados:

d = 1,0 g/mL
T = 0,4 %= 0,004
C = ? g/L

A primeira coisa que temos que fazer é igualar as unidades, passando a densidade de g/mL para g/L:

1000 mL = 1 L

1,0 g ---------- 1 mL
x -------------- 1000 mL
x = 1000 g → d = 1000 g/L

Agora usamos a fórmula que encontramos para descobrir a concentração comum:

C = T . d
C = 0,004 . 1000 g/L
C = 4 g/L

  • Relação entre concentração comum e concentração em mol/L:

C = m1 m1 = C . V
        V                                  
M = n1 → M = ___m1___ → m1 = MM1 . V . M
        V               MM1 . V

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

C . V = MM1 . V . M

C = MM1 . V . M
   V
C = MM1 . M

Em que:

C = Concentração comum;
MM1= massa molar do soluto;
M = concentração em mol/L (molaridade).

Exemplo:

“Determine a concentração em mol/L e em g/L de 30g de ácido acético presente em cada 5L de vinagre (H3CCOOH). (Massa molar do H3CCOOH = 60 g/mol).”

Resolução:

Dados:

m1 = 30g
V = 5 L
MM1 = 60 g/mol
C = ? g/L
M = ? mol/L

Podemos encontrar o valor da concentração comum pela sua fórmula básica:

C = m1
        V
C = 30g
        5L
C = 6 g/L

Agora podemos usar a relação abaixo para encontrar o valor da concentração em mol/L:

C = MM1 . M
M = __C__
         MM1

M = __6 g/L __
         60 g/mol
M = 0,1 mol/L

Podemos estabelecer o seguinte também:

C = MM1 . M
C = T . d

MM1 . M = T . d

Vamos usar essa relação para resolver mais um exercício:

Exemplo:

“O ácido sulfúrico (H2SO4) é um reagente muito importante para trabalhos desenvolvidos em laboratório. Observe o frasco abaixo e indique qual é a concentração em mol/L desse ácido sulfúrico. (Massa molar do H2SO4= 98 g/mol).”

Frasco de ácido sulfúrico usado em exercício

Resolução:

Dados:

d = 1,84 g/cm3
T = 95% = 0,95
MM1 = 98 g/mol
M = ? mol/L

Primeiro temos que passar a densidade para g/L. Se 1 cm3 = 1 mL e 1000 mL = 1 L, então:  1000 cm3 = 1 L:

1,84 g---------- 1 cm3
x -------------- 1000 cm3
x = 1840 g → d = 1840 g/L

Agora usamos a relação encontrada para descobrir o valor da concentração em mol/L:

MM1 . M = T . d
M = T . d
        MM1
M = 0,95 . 1840 g/L
             98 g/mol
M = 1748 g/L
        98 g/mol
M = 17,8 mol/L

Publicado por Jennifer Rocha Vargas Fogaça
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Coeficiente de solubilidade
O que representa em uma solução e como calculá-lo?
O soro fisiológico é um exemplo de mistura de soluções de solutos diferentes sem reação
Cálculos em mistura de soluções com solutos diferentes sem reação química
Clique e aprenda como devem ser realizados os cálculos envolvendo uma mistura de soluções de solutos diferentes sem reação química.
Fórmula para o cálculo de concentração em mistura de soluções de mesmo soluto
Cálculos relativos à mistura de soluções de mesmo soluto
Clique e conheça as fórmulas e as regras aplicadas nas resoluções de cálculos relativos à mistura de soluções de mesmo soluto.
Camada de ozônio: proteção para nossa pele.
Reações Catalíticas e a Camada de Ozônio
Reações Catalíticas, Camada de Ozônio, raios ultravioletas emitidos pelo Sol, gases clorofluorcarbonetos, embalagens de aerossóis, fotólise, catálise, efeito estufa, incidência do câncer de pele.
Siglas das principais formas de concentração de uma solução
Tipos de concentração
Clique e conheça os tipos de concentração de soluções e quais são as particularidades de cada um deles.
video icon
Enem
Pré-Enem | O mundo antigo
O Pré-Enem é o intensivo preparatório do Brasil Escola para o Enem. Nele nós separamos os principais temas que devem ser estudados a menos de três meses do exame. Nesta transmissão você assistirá à aula sobre "O mundo antigo" com a professora Nathália Freitas!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!