Teoria das Colisões

A Teoria das Colisões diz que, para que uma reação ocorra, a colisão entre as partículas das substâncias reagentes deve acontecer por meio de uma orientação adequada e com uma energia maior que a energia mínima necessária para a ocorrência da reação.

Essa energia mínima que deve ser fornecida aos reagentes é denominada Energia de Ativação (Ea). Sem atingi-la, a reação não ocorre.

Quando colocamos duas substâncias em contato, suas partículas começam a colidir umas com as outras. Nem todas as colisões são eficazes, isto é, nem todas dão origem a novos produtos. No entanto, as colisões que rompem as ligações formadas e formam novas ligações, são denominadas colisões eficazes ou efetivas.

Essas colisões ocorrem de forma adequada: seu choque é frontal geometricamente e bem orientado. Observe abaixo como isso ocorre:

Condições para que o choque seja efetivo

No choque efetivo as moléculas absorvem a quantidade de energia mínima necessária (energia de ativação) para a formação do complexo ativado, ou seja, um estado intermediário (estado de transição) entre os reagentes e os produtos. Nessa estrutura, as ligações dos reagentes estão enfraquecidas e as dos produtos estão sendo formadas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Observe uma reação genérica que mostra essa formação do complexo ativado abaixo:

AB + XY → AX + YB

Formação do complexo ativado

Note que quando ocorre o choque efetivo, forma-se momentaneamente o complexo ativado, no qual as ligações entre os átomos AB e XY estão se rompendo e as ligações que unirão os átomos nas moléculas AX e YB estão se formando.

Observe no diagrama que se não for atingida a energia de ativação, não é possível formar o complexo ativado, pois ela serve como uma barreira energética a ser ultrapassada para que a reação química ocorra.

 

Gráfico de formação do complexo ativado

 

Para reações exotérmicas (reações que liberam energia - ?H < 0) e endotérmicas (reações que absorvem energia - ?H > 0), temos os diagramas:

Gráfico de formação do complexo ativado em reações exotérmicas e endotérmicas

Assim, a teoria das colisões explica satisfatoriamente a rapidez com que ocorrem as reações, pois:

 

A teoria das colisões entre as partículas que constituem os reagentes explica satisfatoriamente os fatores que interferem na ocorrência e na rapidez d
A teoria das colisões entre as partículas que constituem os reagentes explica satisfatoriamente os fatores que interferem na ocorrência e na rapidez d
Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça
Assuntos relacionados
Combustão da madeira: Termoquímica.
Termoquímica e suas reações
Termoquímica, calor liberado, reação exotérmica, reação de combustão, reação endotérmica, reação química, troca de energia, reagentes, absorção de luz, calor, eletricidade, componentes, produtos, emissão de luz.
Catálise
Catálise, Catalisador, velocidade de uma reação, Catálise homogênea, Catálise heterogênea, sistema monofásico, sistema difásico, reações que acontecem na presença de catalisadores, composição química, reagentes.
Camada de ozônio: proteção para nossa pele.
Reações Catalíticas e a Camada de Ozônio
Reações Catalíticas, Camada de Ozônio, raios ultravioletas emitidos pelo Sol, gases clorofluorcarbonetos, embalagens de aerossóis, fotólise, catálise, efeito estufa, incidência do câncer de pele.
Reação rápida ou lenta?
Fatores que influem na velocidade das reações
A ordem da reação é dada pelos valores dos expoentes, que só podem ser determinados com precisão por meio de experimentos
Ordem de uma Reação
Entenda do que se trata a ordem de uma reação, que é determinada pelos expoentes (obtidos experimentalmente) das concentrações dos reagentes na lei da velocidade.
A pressão exercida pelo peso sobre os gases afeta a velocidade da reação química entre eles
Influência da pressão na velocidade das reações
Veja qual é a influência da pressão na velocidade das reações químicas que envolvem gases.
Exemplos de tópicos fundamentais de Cinética Química
Tópicos fundamentais sobre Cinética Química
Clique e tenha acesso aos tópicos fundamentais sobre Cinética Química que mais são abordados nos vestibulares e no Enem.
As colisões são classificadas em perfeitamente elásticas, parcialmente elásticas e inelásticas
Tipos de colisões mecânicas
Clique aqui e conheça os tipos de colisões mecânicas e entenda o que ocorre com a energia cinética após cada tipo de colisão.
O condensador é uma das principais vidrarias usadas em laboratório para destilação. Na figura, há um condensador de serpentina
Destilação
Descubra como é realizada a destilação, um dos métodos de separação de misturas mais aplicados.
Formação de chuva ácida: ácido sulfúrico diluído.
Química da chuva ácida
Venha conhecer os elementos químicos envolvidos na formação da chuva ácida.
Um aumento na concentração do oxigênio provoca um aumento na velocidade da reação de combustão da palha de aço
Influência da Concentração na Velocidade das Reações
Entenda por que quando se aumenta a concentração dos reagentes isso resulta em uma maior velocidade na maioria das reações químicas.