Whatsapp icon Whatsapp

Química da chuva ácida

Formação de chuva ácida: ácido sulfúrico diluído.
Formação de chuva ácida: ácido sulfúrico diluído.

A formação de chuvas ácidas trata-se de um problema moderno, que teve origem a partir do grande crescimento dos centros urbanos que são altamente industrializados.
Existem diversas fontes de poluentes para a atmosfera, os gasosos são gerados pelas indústrias, veículos e usinas energéticas, exemplos: dióxido de enxofre e óxido de nitrogênio. A combinação desses poluentes com o vapor de água existente na atmosfera vai se acumulando em nuvens ocorrendo assim sua condensação, da mesma forma como são originadas as chuvas comuns.

Na natureza, a água reage com certos óxidos formando ácidos. O ácido carbônico (H2CO3) se forma quando o dióxido de carbono (CO2), também chamado de gás carbônico, se dissolve na água. Veja a reação:

H2O + CO2 - H2CO3 (ácido carbônico)

Nesse momento o pH da água pura que era 7,0 passa para 5,6, que é o equilíbrio com o CO2 atmosférico. Para a chuva ser ácida seu ph tem que ser menor que 5,6. O que faz a chuva atingir este pH é o aumento da concentração de óxidos de enxofre e óxidos de nitrogênio na atmosfera. Estes óxidos, juntamente com o óxido de carbono, são chamados de óxidos ácidos, por formarem ácidos quando em contato com a água da chuva. E assim, se forma a chamada Chuva Ácida que ao cair no ambiente terrestre, causa danos irreversíveis aos rios, lagos, matando os peixes, as plantas, etc.

A acidez da chuva no Brasil, como acontece em todo o mundo, está relacionada com o desenvolvimento urbano: cidades com maior número de fábricas, de indústrias e de veículos têm certamente, maior concentração de ácidos. E, no entanto, os ácidos causadores da chuva ácida nem sempre caem onde são produzidos, pois o vento freqüentemente carrega as nuvens para outras regiões, geralmente próximas.

Outro fator que ocasiona as chuvas ácidas, é a emissão de dióxido de enxofre (SO2) e óxido de nitrogênio pelas fábricas que usam combustíveis fósseis e usinas elétricas movidas a carvão. Esses óxidos se combinam com a umidade atmosférica gerando ácido sulfúrico (H2SO4) diluído, que é a principal precipitação atmosférica dos poluentes industriais. Veja o esquema na figura inicial.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por Líria Alves de Souza

Artigos Relacionados

Agente Redutor e Agente Oxidante
Saiba quais são as características que distinguem um agente redutor de um agente oxidante.
Classificação das soluções
Classificação das soluções, Estado de agregação, Natureza das partículas dispersas, Solução Sólida, Solução Líquida, Solução Gasosa, Solução diluída, Solução concentrada, Solução saturada, Solução supersaturada, Solução molecular, Solução iônica, Solução aquosa de cloreto de sódio.
Lei de Lavoisier
Entenda por que a Lei de Lavoisier também é conhecida como Lei de Conservação das Massas e saiba sua importância na Química.
Temperatura e velocidade das reações
Descubra por que o aumento da temperatura ocasiona um consequente aumento na velocidade com que se processam as reações químicas.
Tipos de dispersões
Entenda o que são dispersões, como classificá-las de acordo com o tamanho das partículas dispersas e quais fatores diferenciam as soluções, as dispersões coloidais e as suspensões.
video icon
Professora ao lado do texto"Aposto".
Português
Aposto
Aposto é o nome que se dá ao elemento sintático que se junta a outro a título de explicação ou de apreciação. Assista a esta videoaula e aprenda um pouco mais sobre o emprego e a classificação desse termo acessório da oração.