Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química Ambiental
  4. Química da chuva ácida

Química da chuva ácida

A formação de chuvas ácidas trata-se de um problema moderno, que teve origem a partir do grande crescimento dos centros urbanos que são altamente industrializados.
Existem diversas fontes de poluentes para a atmosfera, os gasosos são gerados pelas indústrias, veículos e usinas energéticas, exemplos: dióxido de enxofre e óxido de nitrogênio. A combinação desses poluentes com o vapor de água existente na atmosfera vai se acumulando em nuvens ocorrendo assim sua condensação, da mesma forma como são originadas as chuvas comuns.

Na natureza, a água reage com certos óxidos formando ácidos. O ácido carbônico (H2CO3) se forma quando o dióxido de carbono (CO2), também chamado de gás carbônico, se dissolve na água. Veja a reação:

H2O + CO2 - H2CO3 (ácido carbônico)

Nesse momento o pH da água pura que era 7,0 passa para 5,6, que é o equilíbrio com o CO2 atmosférico. Para a chuva ser ácida seu ph tem que ser menor que 5,6. O que faz a chuva atingir este pH é o aumento da concentração de óxidos de enxofre e óxidos de nitrogênio na atmosfera. Estes óxidos, juntamente com o óxido de carbono, são chamados de óxidos ácidos, por formarem ácidos quando em contato com a água da chuva. E assim, se forma a chamada Chuva Ácida que ao cair no ambiente terrestre, causa danos irreversíveis aos rios, lagos, matando os peixes, as plantas, etc.

A acidez da chuva no Brasil, como acontece em todo o mundo, está relacionada com o desenvolvimento urbano: cidades com maior número de fábricas, de indústrias e de veículos têm certamente, maior concentração de ácidos. E, no entanto, os ácidos causadores da chuva ácida nem sempre caem onde são produzidos, pois o vento freqüentemente carrega as nuvens para outras regiões, geralmente próximas.

Outro fator que ocasiona as chuvas ácidas, é a emissão de dióxido de enxofre (SO2) e óxido de nitrogênio pelas fábricas que usam combustíveis fósseis e usinas elétricas movidas a carvão. Esses óxidos se combinam com a umidade atmosférica gerando ácido sulfúrico (H2SO4) diluído, que é a principal precipitação atmosférica dos poluentes industriais. Veja o esquema na figura inicial.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Formação de chuva ácida: ácido sulfúrico diluído.
Formação de chuva ácida: ácido sulfúrico diluído.
Publicado por: Líria Alves de Souza
Assuntos relacionados
A poluição no espaço das cidades é o principal fator de causa do smog
Smog
Entenda o que é o smog, qual é a relação desse fenômeno com a poluição e conheça os seus principais tipos e características.
Calores de reação
Calores de reação, variação de entalpia, Reação de neutralização, Reação de combustão, Calor de vaporização, dissolução, Calor de combustão, Calor de condensação, calor de formação.
Catálise
Catálise, Catalisador, velocidade de uma reação, Catálise homogênea, Catálise heterogênea, sistema monofásico, sistema difásico, reações que acontecem na presença de catalisadores, composição química, reagentes.
Toda chuva possui materiais poluentes
Podemos tomar água da chuva?
Podemos tomar a água da chuva? Descubra essa resposta e aprenda quais são os materiais ou substâncias que caem do céu com a água. Entenda como a presença de veículos e indústrias nas cidades interfere na composição da água da chuva e conheça quais são as substâncias e as reações químicas que ocorrem nesse fenômeno.
A teoria das colisões entre as partículas que constituem os reagentes explica satisfatoriamente os fatores que interferem na ocorrência e na rapidez d
Teoria das Colisões
Segundo a teoria das colisões, para que se forme o complexo ativado e a reação ocorra, deve haver colisões efetivas entre as partículas dos reagentes.
A solubilidade das substâncias pode ser representada por meio de um gráfico, de acordo com a influência que a elevação da temperatura exerce
Curvas de solubilidade
Veja como fazer uma curva de solubilidade de uma substância que demonstre como sua solubilidade varia de acordo com a temperatura, em uma massa fixa do solvente.
O aumento ou a diminuição da temperatura causam um deslocamento no equilíbrio químico das reações
Influência da Temperatura no Deslocamento do Equilíbrio Químico
Veja como o aumento ou a diminuição da temperatura de uma reação reversível pode levar ao deslocamento do equilíbrio químico.
As folhas do repolho roxo contêm a antocianina, um indicador ácido-base natural
Indicadores ácido-base naturais
Conheça substâncias que podem ser extraídas de diversas plantas e vegetais para servir como indicadores ácido-base naturais.
Smog ao oeste de Los Angeles, Califórnia
Smog fotoquímico e industrial
Conheça o smog, um tipo de poluição atmosférica tão nocivo que levou 4000 pessoas à morte em Londres no ano de 1952.
A utilização de baldes para coleta de água da chuva pode ser uma solução para quem não possui sistemas de captação
Como podemos aproveitar a água da chuva?
Você já se perguntou como podemos aproveitar a água da chuva? Clique aqui e descubra a resposta para essa pergunta!
Ação antrópica no meio ambiente: impactos positivos e negativos.
Ação antrópica
Saiba mais sobre o que é ação antrópica e quais são seus efeitos no meio ambiente. O texto a seguir irá ajudá-lo na compreensão do impacto (positivo ou negativo) causado pelas alterações provocadas pelo homem no meio ambiente. Saiba também quais são as ações antrópicas que podem favorecer a preservação do meio ambiente.
Classificação das soluções
Classificação das soluções, Estado de agregação, Natureza das partículas dispersas, Solução Sólida, Solução Líquida, Solução Gasosa, Solução diluída, Solução concentrada, Solução saturada, Solução supersaturada, Solução molecular, Solução iônica, Solução aquosa de cloreto de sódio.
Laboratório de Lavoisier.
Lei de Lavoisier
Antoine Laurent Lavoisier, Lei de Conservação das Massas, Lei de Lavoisier, química moderna, reações químicas em sistema fechado, massa total dos produtos, soma das massas dos reagentes, Laboratório de Lavoisier.
Os três casos acima são dispersões. Você saberia classificá-las em solução, coloide ou suspensão?
Tipos de dispersões
Entenda o que são dispersões, como classificá-las de acordo com o tamanho das partículas dispersas e quais fatores diferenciam as soluções, as dispersões coloidais e as suspensões.
A temperatura exerce uma grande influência sobre a velocidade das reações
Temperatura e velocidade das reações
Descubra por que o aumento da temperatura ocasiona um consequente aumento na velocidade com que se processam as reações químicas.
No forno siderúrgico, o ferro metálico é obtido a partir da redução da hematita (agente oxidante) pelo monóxido de carbono (agente redutor)
Agente Redutor e Agente Oxidante
Saiba quais são as características que distinguem um agente redutor de um agente oxidante.