Whatsapp icon Whatsapp

Arara-azul

A arara-azul é uma ave grande encontrada no Brasil, Bolívia e Paraguai. Ela se destaca por suas penas azul-cobalto e os tons amarelos nos olhos e ao redor do bico.
A arara-azul é uma ave grande que pode atingir até um metro de comprimento total.
A arara-azul é uma ave grande que pode atingir até um metro de comprimento total.

Arara-azul é o nome popular dado à espécie Anodorhynchus hyacinthinus, ave que se caracteriza pela presença de penas predominantemente azuis. Essa espécie, da família Psittacidae, é também conhecida como araraúna, arara-preta, arara-azul-grande e arara-hiacinta.

 

Leia também: Ararinha-azul

Características da arara-azul

A arara-azul, como o nome indica, possui penas azuladas, mais precisamente, da cor azul-cobalto. Nas penas encontradas nas asas e na cauda, verifica-se ainda a cor preta na parte inferior. Ao redor dos olhos, nas pálpebras e na pele em torno da mandíbula, observa-se a coloração amarelada (veja figura abaixo). O bico da arara-azul é grande (maior de todos os psitacídeos), forte, curvo e preto. A língua dessa ave é carnosa, preta e com linhas amarelas nas laterais.

Observe as penas azuis e os detalhes em amarelo na cabeça da arara-azul.
Observe as penas azuis e os detalhes em amarelo na cabeça da arara-azul.

As araras-azuis são aves sociais que vivem em pares ou em bandos, sendo raro observá-las vivendo de maneira solitária. Os bandos apresentam, em média, 10 a 30 indivíduos. Esses grupos são avistados, principalmente, em locais de alimentação e nos locais em que essas aves dormem, os quais são chamados de dormitórios. As araras-azuis são consideradas sedentárias, por realizarem apenas voos a pequenas distâncias, com o objetivo de alimentação ou reprodução.

Leia também: Arara

Habitat da arara-azul

A arara-azul é encontrada em grande área do Brasil, sendo observada também na Bolívia e no Paraguai. No nosso país, pode ser encontrada no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Pará, Maranhão, Bahia, Piauí, Tocantins e Goiás. Essa espécie ocorre em ambientes florestais e até em ambientes com formações savânicas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Alimentação da arara-azul

A arara-azul alimenta-se basicamente de sementes de palmeiras, sendo sua alimentação, portanto, bastante especializada. Essa alimentação só é possível devido ao bico forte desse animal, que o permite quebrar as sementes com facilidade. Dentre as palmeiras que servem de alimento para a arara-azul, podemos citar a babaçu, buriti e licuri. Geralmente, a arara-azul é vista alimentando-se de sementes dessas palmeiras que estão no solo.

Reprodução da arara-azul

As araras-azuis iniciam sua fase reprodutiva com cerca de 7 a 9 anos de idade. Elas formam casais, na época da reprodução, que passam a realizar tarefas em conjunto, como a averiguação de ninhos para colocação dos ovos e o cuidado do ninho e dos filhotes. Esses casais são fiéis (espécie monogâmica) e vivem juntos mesmo após o final da época reprodutiva.

As araras-azuis fazem ninhos em árvores e paredões.
As araras-azuis fazem ninhos em árvores e paredões.

Normalmente, a fêmea bota de 1 a 3 ovos, em ninhos que podem estar em árvores, fendas ou aberturas de paredões rochosos. A fêmea permanece no ninho chocando os ovos, e o macho é o responsável por trazer alimentos para ela durante esse período. A incubação dura, em média, um mês, de 28 a 30 dias.

Após nascerem, os filhotes permanecem no ninho por cerca de três meses e meio. Nesse período, os animais estão muito pequenos e sofrem o risco de serem mortos ou parasitados. Devido à sua fragilidade, observa-se uma mortalidade grande de recém-nascidos.

Apesar de conseguirem sair do ninho com três meses, eles dependem ainda dos pais para conseguir alimento. Geralmente, o filhote de arara-azul só se dispersa, para encontrar um bando, com 12 ou 18 meses de idade.

Curiosidades sobre a arara-azul

Veja, a seguir, algumas curiosidades sobre a arara-azul:

  • A arara-azul pode atingir até um metro de comprimento total (da ponta do bico à ponta da cauda).

  • A arara-azul é a maior espécie do mundo da família Psittacidae.

  • Os filhotes de arara-azul nascem, em média, com 82,7 mm e 31,6 g.

  • As araras-azuis alimentam-se em bando, havendo, nesse grupo, um indivíduo que fica atento a qualquer sinal de perigo, emitindo, nesses casos, um grito, que faz com que as outras araras voem.

  • As araras-azuis são monogâmicas.

As araras-azuis raramente vivem de maneira solitária.
As araras-azuis raramente vivem de maneira solitária.

  • Os casais de araras-azuis dividem funções, como a reforma do ninho e o cuidado com filhotes.

  • As fêmeas podem botar de 1 a 3 ovos, entretanto, esses são colocados em dias diferentes.

  • Geralmente, as araras-azuis utilizam o mesmo sítio de nidificação por mais de uma vez.

A arara-azul está em extinção?

Atualmente, a arara-azul (Anodorhynchus hyacinthinus) está classificada, pela International Union for Conservation of Nature (IUCN), como vulnerável. A classificação da arara-azul como vulnerável deve-se, principalmente, ao fato de que essa espécie teve uma grande redução de sua população devido a fatores como a caça e a captura desses animais para o comércio ilegal. Atualmente, o comércio ilegal diminuiu bastante em nosso país quando comparado ao da década de 1980, entretanto ainda ocorre. Além disso, não podemos nos esquecer da perda de habitat, o qual é, muitas vezes, destruído para o desenvolvimento da agropecuária e aumento das cidades.

Leia também: Tráfico de animais

Projeto Arara Azul

No Brasil, existe o Projeto Arara Azul, que nasceu em 1990 e tem como principais objetivos: “manter populações viáveis de araras-azuis, em médio e longo prazo, em vida livre no seu ambiente natural e promover a conservação da biodiversidade e do Pantanal como um todo”. Esse projeto realiza vários estudos a respeito dessa espécie e de outras aves que vivem no mesmo ambiente que a arara-azul, no Pantanal.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Araras são aves pertencentes à família Psittacidae.
Arara
Descubra mais sobre as araras clicando aqui. Neste texto, exploraremos as características desses animais e conheceremos algumas de suas diferentes espécies.
A ararinha-azul só pode ser encontrada em cativeiro
Ararinha-azul
Conheça mais sobre a ararinha-azul, um animal que pode voltar à natureza graças a projetos de conservação.
A origem das aves e características adaptadas ao vôo.
Classe aves
Aves, Organismos vertebrados, Espécies identificadas, Vôo, Conformação aerodinâmica, Locomoção, Penas, Queratinização, Temperatura corporal, Homeotérmicos, Sistema orgânico, Ancestral biológico, Registro fossilífero.
O tiziu é um exemplo de ave que também é considerada um pássaro.
Por que nem toda ave é um pássaro?
Descubra por que nem toda ave é um pássaro e aprenda também algumas das principais características das aves e conheça importantes exemplos de pássaros.
video icon
Português
Cem anos de solidão | Análise Literária
Assista a nossa videoaula para conhecer um pouco mais da obra “Cem anos de solidão”, um dos romances mais importantes do escritor colombiano Gabriel García Márquez. Confira nossa análise!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas