Whatsapp icon Whatsapp

Moluscos

Moluscos são animais invertebrados que fazem parte do Filo Mollusca. Os representantes desse filo destacam-se pela presença de um corpo mole, o qual é frequentemente protegido por uma conha.

Eles podem ser encontrados em ambiente terrestre e também em ambiente aquático, sendo mais abundantes no ambiente marinho. Atualmente são conhecidas mais de 100.000 espécies de moluscos, as quais podem ser divididas em várias classes, sendo Gastropoda, Bivalvia e Cephalopoda as três principais. O filo Mollusca constitui o segundo maior filo de invertebrados, ficando atrás apenas dos artrópodes.

Leia também: Principais diferenças entre os grupos de artrópodes

Características gerais dos moluscos

Os moluscos são animais invertebrados de corpo mole que, em sua maioria, apresentam conchas protetoras. Algumas espécies, como polvos e lesmas, não apresentam concha; e em outras, como as lulas, a concha é interna e reduzida. Todos os moluscos:

  • apresentam simetria bilateral;

  • são triblásticos (apresentam três folhetos embrionários);

  • são celomados (possuem uma cavidade corporal revestida por mesoderme e denominada de celoma);

  • são protostômios (o blastóporo origina a boca).

A maioria dos moluscos apresenta concha protegendo seu corpo.
A maioria dos moluscos apresenta concha protegendo seu corpo.

A organização corporal dos moluscos envolve três partes básicas: pé, massa visceral e manto.

  • O é uma estrutura que ajuda o animal a se movimentar, escavar e se fixar no substrato.

  • A massa visceral é a região onde estão localizados os órgãos internos do animal.

  • O manto, por sua vez, é uma dobra de tecido que recobre a massa visceral, sendo responsável por produzir a concha naqueles moluscos que a possuem. O manto também forma a chamada cavidade do manto, que é o local onde se abrem os sistemas digestório, excretor e genital. É na cavidade do manto também que estão localizadas as brânquias.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Fisiologia dos moluscos

  • Digestão

Os moluscos são animais que apresentam sistema digestório completo, com boca e ânus. Nesse grupo tão diverso, não é de se estranhar que os hábitos alimentares sejam também variados. Existem espécies, por exemplo, com hábito herbívoro, carnívoro e até mesmo espécies filtradoras. Em algumas espécies, observa-se a presença da rádula, uma espécie de língua raspadora cheia de dentes quitinosos.

  • Circulação

O sistema circulatório da maioria dos moluscos é do tipo aberto, com a hemolinfa circulando no interior de vasos e depois sendo lançada em lacunas presentes no corpo do animal. Em cefalópodes, no entanto, o sistema circulatório é do tipo fechado, com hemolinfa circulando exclusivamente no interior de vasos. Os moluscos apresentam coração que atua como uma bomba, garantindo que a hemolinfa circule no corpo.

 Os polvos são animais que apresentam estratégias de defesa, como a camuflagem e a liberação de tinta para despistar predadores.
Os polvos são animais que apresentam estratégias de defesa, como a camuflagem e a liberação de tinta para despistar predadores.
  • Respiração

Os moluscos apresentam diferentes estruturas relacionadas com as trocas gasosas, as quais variam de acordo com o local onde o animal vive. Nos moluscos aquáticos, destacam-se as brânquias; nos terrestres, a cavidade do manto pode atuar como um pulmão rudimentar. Em algumas espécies, observa-se também respiração cutânea.

  • Excreção

A excreção dos moluscos é feita pelos chamados metanefrídios, estruturas que coletam líquido diretamente da região do celoma do animal.

  • Interação com o meio

Os moluscos possuem um sistema nervoso bem desenvolvido, apresentando um plano fundamental que consiste em um anel nervoso em volta do esôfago de onde partem cordões nervosos. Os moluscos contam também com um sistema sensorial bastante eficiente, sendo observadas estruturas como olhos e tentáculos.

  • Reprodução

Os moluscos são animais que apresentam, em sua maioria, indivíduos com sexos separados, mas também há espécies hermafroditas. A fecundação, a depender da espécie, pode ser interna ou externa. Em algumas espécies, o desenvolvimento é direto e, em outras, indireto, ou seja, com formação de larvas.

Leia também: Insetos — o maior grupo de animais existentes

Classificação dos moluscos

Os moluscos são classificados em diferentes grupos, sendo os gastrópodes, bivalves e cefalópodes os três principais.

  • Gastropoda (gastrópodes)

Esse é grupo de moluscos com maior número de representantes, com espécies ocorrendo no ambiente aquático e também terrestre. É importante destacar que a maioria das espécies é marinha. Eles se destacam por possuírem uma única concha espiralada, a qual é usada na defesa do animal, que se esconde dentro da concha quando se sente ameaçado. Nem todos os gastrópodes, no entanto, apresentam conchas, sendo esse o caso da lesma.

As lesmas são gastrópodes sem conchas.
As lesmas são gastrópodes sem conchas.

A rádula é geralmente empregada na alimentação desse grupo de moluscos, sendo usada, por exemplo, para raspar algas nas pedras e até mesmo perfurar conchas de outros moluscos. Em muitos gastrópodes, os olhos estão localizados na ponta dos seus tentáculos. Caramujos, caracóis e lesmas são exemplos típicos de gastrópodes.

  • Bivalvia (bivalves)

Os bivalves são moluscos exclusivamente aquáticos que apresentam concha formada por duas partes articuladas. Essas partes se mantêm fechadas sobre o corpo do animal devido à presença de músculos potentes. Nesse grupo, não é possível observar a presença de uma cabeça, bem como da rádula.

Os bivalves apresentam concha formada por duas partes articuladas.
Os bivalves apresentam concha formada por duas partes articuladas.

Apesar de não apresentarem uma cabeça distinta, algumas espécies possuem olhos e tentáculos ao longo da borda externa do manto. Esses animais se alimentam de partículas em suspensão, as quais ficam presas em um muco que reveste suas brânquias. Para garantir a passagem de água pelas brânquias, esses animais contam com um sifão de entrada e um sifão de saída.

Muitas espécies de bivalve são sedentárias, e algumas são capazes de se enterrar na areia utilizando seu pé. Algumas espécies também sintetizam fios fortes que garantem sua fixação ao substrato, como rochas e até mesmo barcos. Ostras e mexilhões são exemplos de bivalves.

  • Cephalopoda (cefalópodes)

Os cefalópodes são um grupo de moluscos marinhos que possuem tentáculos que partem da sua cabeça. Esses tentáculos são utilizados de diferentes formas, como para a locomoção do animal e para capturar suas presas.

Os náutilos são cefalópodes que possuem concha externa.
Os náutilos são cefalópodes que possuem concha externa.

Como dito anteriormente, são os únicos moluscos com sistema circulatório fechado. Apresentam espécies sem conchas (polvos), com concha interna reduzida (lulas) e com concha externa (náutilos). São animais muito inteligentes, apresentando um sistema nervoso e órgãos sensoriais bem desenvolvidos.

Leia também: Caramujo-africano-gigante — o molusco que se tornou problema de saúde pública

Importância econômica dos moluscos

Os moluscos são animais que apresentam grande importância econômica. Algumas espécies, como as ostras, mexilhões, polvos e lulas, são utilizadas na culinária em várias partes do mundo. Além da alimentação, os moluscos são importantes também na produção de joias, sendo os moluscos bivalves responsáveis pela produção das famosas pérolas.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Achatina fulica e seus ovos.
Caramujo-africano-gigante (Achatina fulica)
Espécie exótica invasora, responsável por grandes impactos econômicos e ambientais.
Náutilo, Polvo e Caracol.
Classificação dos Moluscos
Animais providos de conchas de natureza calcária e corpo subdividido em cabeça, pé e massa visceral.
Lêmure: um animal eutério
Eutérios
Você sabia que os animais eutérios, também chamados de placentários, pertencem ao maior grupo da classe dos mamíferos? Confira aqui!
Fisiologia da excreção dos animais invertebrados
Os sistemas de eliminação de rejeitos por organismos invertebrados.
Fisiologia da respiração dos animais invertebrados
As simples adaptações do sistema respiratório e as trocas gasosas dos invertebrados.
Lampreias utilizam sua boca áspera e língua repleta de dentes de queratina para penetrar no epitélio superficial da presa.
Lampreia
Você sabe o que é uma lampreia? Neste texto exploraremos melhor as características desse animal bem como sua alimentação e reprodução.
Leões-marinhos são pinípedes, assim como focas e morsas.
Leão-marinho
Você já ouviu falar do leão-marinho? Clique e conheça mais sobre esse animal, suas características, o que os diferencia das focas e a espécie que existe no Brasil.
Ostras são moluscos que apresentam concha com duas valvas.
Ostra
A ostra é um molusco com grande importância econômica. Clique aqui e conheça algumas características desse animal, como sua alimentação e reprodução.
Seres abissais
Peixes abissais
Sobre estes seres que vivem em altas profundidades e podem ser capazes de produzir luz ou mesmo possuir bocas enormes.
Esquema da circulação dupla e completa nas aves
Sistema circulatório das aves
As aves são animais que apresentam circulação dupla e completa, veja aqui como ocorre o sistema circulatório das aves.
O zooplâncton é formado por organismos heterotróficos.
Zooplâncton
Clique aqui e aprenda sobre o que é zooplâncton. Conheça os organismos que compõem essa comunidade e sua importância para o ecossistema.
video icon
Enem
Pré-Enem | Pilhas
O Pré-Enem é o intensivo preparatório do Brasil Escola para o Enem. Nele nós separamos os principais temas que devem ser estudados a menos de três meses do exame. Nesta transmissão você assistirá à aula sobre Pilhas com o professor Xoven!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas