Whatsapp icon Whatsapp

Pericárdio

O pericárdio é uma membrana que envolve o coração e as raízes dos grandes vasos, protegendo e auxiliando essas estruturas a executarem suas funções.
Ilustração mostrando o coração e as raízes dos grandes vasos envoltos pelo pericárdio.
O pericárdio é uma membrana que envolve o coração e as raízes dos grandes vasos.

O pericárdio é uma membrana em forma de saco, composta por tecido conjuntivo, que envolve o coração e as raízes dos grandes vasos. Ele é dividido em duas camadas: o pericárdio fibroso, mais externo e resistente, e o pericárdio seroso, mais interno, composto pela camada parietal e visceral. Juntas essas camadas formam uma barreira protetora ao redor do coração, envolvendo-o e separando-o das estruturas vizinhas.

O pericárdio desempenha papel crucial na estabilização e proteção do coração, porém alterações em sua estrutura podem levar a sérias complicações, como a pericardite, a efusão pericárdica e o tamponamento cardíaco.

Leia também: Coração — detalhes sobre um dos órgãos mais importantes do corpo humano

Resumo sobre o pericárdio

  • O pericárdio é uma membrana formada por tecido conjuntivo que envolve o coração e as raízes dos grandes vasos.
  • O pericárdio é formado por duas camadas, uma camada fibrosa, denominada pericárdio fibroso, e uma camada serosa, denominada pericárdio seroso.
  • São funções do pericárdio: posicionar o coração no mediastino, envolver e separar o coração das demais estruturas, limitar a movimentação do coração, prevenir a dilatação excessiva do coração e proteger o coração contra infecções.
  • A pericardite, a efusão pericárdica e o tamponamento cardíaco são doenças que afetam o pericárdio.
  • O pericárdio é uma membrana que envolve o coração, enquanto o miocárdio é o músculo cardíaco.
  • O epicárdio é uma das camadas que compõem o pericárdio.

O que é o pericárdio?

O pericárdio é uma membrana em formato de saco, formada por tecido conjuntivo, que envolve o coração e as raízes dos grandes vasos. Ele é composto por duas camadas: uma fibrosa, mais externa, e uma serosa, mais interna. Juntas essas duas camadas fornecem proteção para essas estruturas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Anatomia do pericárdio

Para entender a anatomia do pericárdio, precisamos entender a anatomia das duas camadas que o formam.

  • Pericárdio fibroso: A camada mais externa e fibrosa recebe o nome de pericárdio fibroso por possuir uma estrutura mais resistente. O ápice do pericárdio fibroso é fundido às raízes dos grandes vasos e sua base está conectada ao diafragma. O pericárdio fibroso também está conectado ao esterno por meio de ligamentos que conectam essas duas regiões. Toda essa conexão entre as estruturas é essencial para manter a posição do coração dentro da caixa torácica.
  • Pericárdio seroso: A camada mais interna do pericárdio recebe o nome de pericárdio seroso, uma camada serosa que está intimamente posicionada em relação ao pericárdio fibroso. O pericárdio seroso é formado por duas outras camadas: uma camada parietal, mais externa e em contato com o pericárdio fibroso, e uma camada visceral, mais interna e que recobre diretamente o coração e as raízes dos grandes vasos. Entre a camada parietal e a camada visceral existe um espaço, preenchido por fluido, denominado cavidade pericárdica. Ainda, a região da camada visceral que recobre o coração mas não recobre os vasos também recebe o nome de epicárdio.   
Ilustração mostrando a anatomia do pericárdio, formado por uma camada fibrosa e por uma camada serosa.
O pericárdio é formado por uma camada fibrosa, mais externa, e uma camada serosa, mais interna.

Onde fica localizado o pericárdio?

O pericárdio está localizado na região do peito, especificamente na região do mediastino, que é um espaço existente entre os dois pulmões, no centro do tórax e onde se encontra o coração. O pericárdio envolve o coração e as raízes dos grandes vasos, envolvendo-os e separando-os das demais estruturas presentes no mediastino.

Função do pericárdio

Entre as funções do pericárdio estão:

  • Posicionar o coração no mediastino: devido às conexões que estabelece com as demais estruturas que estão presentes no mediastino, o pericárdio mantém e fixa o coração em uma posição estável dentro da cavidade torácica.
  • Envolver e separar o coração das demais estruturas: o pericárdio envolve e separa o coração e as raízes dos grandes vasos das demais estruturas presentes no mediastino, garantindo uma maior proteção a essas estruturas.
  • Limitar a movimentação do coração: ao envolver o coração, o pericárdio também gera uma barreira física que limita a movimentação do coração, além de fornecer uma superfície lubrificada que auxilia os batimentos cardíacos.
  • Prevenir a dilatação excessiva do coração: o pericárdio previne a dilatação excessiva do coração e influencia a pressão exercida sobre as câmaras cardíacas, uma vez que estabelece limites para o aumento de volume do coração.
  • Proteger o coração contra infecções: o pericárdio também atua como uma barreira, protegendo o coração contra infecções.

Doenças do pericárdio

Apesar de ser uma estrutura essencial para o adequado funcionamento do coração, algumas alterações ou distúrbios no pericárdio podem levar a sérias complicações. Vejamos algumas a seguir.

→ Pericardite

A pericardite é uma inflamação no pericárdio que pode ser originada, dentre outros motivos, por infecções, alterações imunológicas ou metabólicas. Entre os sintomas causados por essa inflamação estão febre e dor na região central do peito que irradia para as costas e que aumenta quando o indivíduo se deita e diminui quando se senta.

Ilustração mostrando um pericárdio normal e um pericárdio acometido por pericardite.
A pericardite é uma inflamação no pericárdio.

→ Efusão pericárdica

A efusão pericárdica é uma condição causada como consequência de uma pericardite ou de outra situação em que ocorre um acúmulo de líquido no espaço pericárdico. Em condições normais, o pericárdio contém poucos mililitros de fluido, que atua como lubrificante, porém, na efusão pericárdica, o pericárdio se torna preenchido excessivamente por esse líquido. Essa condição, que pode levar à insuficiência cardíaca, é facilmente detectada em exames como eletrocardiogramas e raio-X.

Ilustração mostrando um pericárdio normal e um pericárdio acometido por efusão pericárdica.
A efusão pericárdica é gerada pelo acúmulo de líquido pericárdico.

→ Tamponamento cardíaco

O tamponamento cardíaco pode ser causado como consequência de uma efusão pericárdica ou acúmulo de sangue no interior do pericárdio. Essas duas condições limitam o espaço para o coração se expandir, o que pode limitar o retorno venoso e, consequentemente, o volume de sangue bombeado pelo coração, o que é chamado de tamponamento cardíaco. Essa condição pode ser tratada pela drenagem do fluido acumulado no pericárdio, restabelecendo o seu volume normal e possibilitando a expansão adequada do coração.

Veja também: Infarto — problema de saúde resultante do bloqueio do fluxo sanguíneo para o músculo do coração

Pericárdio e miocárdio

O pericárdio e o miocárdio são estruturas relacionadas ao coração, mas com funções diferentes. Enquanto o pericárdio é uma membrana que envolve e protege o coração e as raízes dos grandes vasos, o miocárdio é o músculo cardíaco propriamente dito. O miocárdio é formado por células musculares especializadas na contração do coração, o que impulsiona o sangue por todo o corpo.

A junção do pericárdio com o miocárdio assegura o funcionamento adequado do coração, permitindo que ele realize suas funções de bombeamento de sangue de maneira eficiente, além de estar protegido contra patógenos, danos mecânicos ou outras ameaças que possam comprometer o bom funcionamento desse órgão. Para saber mais detalhes sobre o miocárdio, clique aqui.

Pericárdio e epicárdio

O pericárdio e o epicárdio são estruturas intimamente relacionadas. O pericárdio é uma membrana formada por tecido conjuntivo que envolve o coração e as raízes dos grandes vasos, enquanto o epicárdio nada mais é do que uma das estruturas que formam o pericárdio

O pericárdio é formado por duas camadas: pericárdio fibroso e pericárdio seroso. O pericárdio seroso, por sua vez, também é formado por outras duas camadas: camada parietal e camada visceral. A camada parietal é uma camada mais externa que está em contato com o pericárdio fibroso, enquanto a camada visceral é uma camada mais interna que recobre diretamente o coração e as raízes dos grandes vasos. O epicárdio nada mais é do que a região da camada visceral que recobre o coração, mas não recobre os vasos. Portanto, o epicárdio é uma das camadas presentes na complexa estrutura do pericárdio.

Fontes

Rehman I.; Nassereddin A.; Rehman A. Anatomy, Thorax, Pericardium. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK482256/.

Souza S. Efusão pericárdica em cães e gatos: revisão de literatura. Disponível em: https://bdm.unb.br/handle/10483/22416.

Coelho C. Avaliação de lesões e agentes bacterianos causadores de pericardite em suínos. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/29064/000775137.pdf?sequence=1&isAllowed=y.

Publicado por Nicole Fernanda Sozza

Artigos Relacionados

Coração
Clique aqui e saiba mais sobre o coração. Neste texto falaremos sobre as camadas que formam sua parede, suas cavidades, suas válvulas e outras características.
Infarto
O infarto do miocárdio é um problema de saúde grave que pode levar à morte caso o tratamento não ocorra rapidamente. Clique aqui e saiba mais sobre o tema!
Miocárdio
Quer saber mais sobre o miocárdio? Clique aqui e aprenda as características dessa importante estrutura e as doenças que podem acometê-la.
Sangue
Clique aqui e entenda o que é sangue, conheça seus componentes e suas funções. Aprenda também um pouco mais a respeito dos tipos sanguíneos!
Tecido Conjuntivo
Compreenda o que é o tecido conjuntivo e conheça suas funções e tipos.
video icon
"Matemática do Zero | Classificação de triângulos" escrito sobre fundo azul
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Classificação de triângulos
Nessa aula veremos que um triângulo pode ser classificado quanto às medidas dos lados (isósceles, equilátero e escaleno) e quanto às medidas dos ângulos (acutângulo, retângulo e obtusângulo).