Whatsapp icon Whatsapp

Pombo doméstico (Columba livia)

A superpopulação de pombos urbanos é um problema de saúde pública
A superpopulação de pombos urbanos é um problema de saúde pública

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Columbiformes
Família: Columbidae
Família: Columbinae
Gênero: Columba
Espécie: Columba livia


Os pombos urbanos são originários da Europa, norte da África, Oriente Médio e Ásia. Foram introduzidos no Brasil no século XVI, como animais de estimação e aves domésticas. Adaptaram-se bem às cidades em razão da disponibilidade de alimentos e abrigos.

Esses animais possuem aproximadamente 35 cm de comprimento; bico fino, curto e avermelhado e coloração que varia entre a cor branca e preta.

Vivem em grupos e reproduzem-se aproximadamente cinco vezes ao ano. Cada ninhada tem um ou dois ovos. Estes, em pouco mais de quinze dias, dão origem aos filhotes, que permanecem no ninho por cerca de um mês e podem viver por aproximadamente 5 anos.

Suas fezes, penas e ninhos podem causar entupimento de bueiros, calhas e tubulações, além de contaminação de produtos alimentícios e de água.

Como se alimentam das mais diversas fontes, podem trazer consigo uma gama de patógenos, comprometendo a saúde da população. Há mais de 50 doenças que essas aves podem causar: Criptococose, histoplasmose, ornitose, salmonelose, encefalite, dermatites, alergias respiratórias, doença de Newcastle, aspergilose e tuberculose aviária são alguns exemplos.

Umedecer forros, calhas e outros locais onde há a presença destes animais antes de remover a sujeira, se protegendo com o auxílio de luvas e máscara sobre o nariz e boca, e resguardar os alimentos são as principais medidas a serem tomadas para evitar a contaminação.

Medidas educativas, orientando a população a não alimentar estes indivíduos e tampouco deixar seus lixos expostos; saneamento básico; barreiras físicas, como o uso de telas; e uso de repelentes específicos em muros, telhas e lajes são algumas formas de afastar ou até mesmo reduzir a população de pombos. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Publicado por Mariana Araguaia de Castro Sá Lima

Artigos Relacionados

As baratas apresentam-se nas cores marrom escuro e preto brilhante.
Barata
Saiba mais sobre as baratas, animais noturnos e responsáveis pela transmissão de várias doenças.
Bois são castrados.
Boi (Bos taurus)
Clique aqui e conheça as diferentes partes do boi que são comercializadas.
Corais: organismos formados por colônias de cnidários.
Corais (Classe Anthozoa)
Clique aqui e conheça as características dos corais e sua importante função ecológica.
Os muriquis-do-norte são primatas arborícolas que se movimentam rapidamente pela floresta com a ajuda de seus braços logos e cauda preênsil. Foto de P
Muriqui-do-norte
Veja qual é o maior primata das Américas e aprenda sobre o seu comportamento, dieta, área de ocorrência e principais ameaças.
O urubu-de-cabeça-preta é o mais conhecido dos urubus brasileiros.
Urubu
Vamos aprender mais sobre os urubus? Apesar de, muitas vezes, serem considerados aves feias e com hábitos desagradáveis, esses animais são essenciais para o ambiente. Neste texto, falaremos mais sobre essas aves, explicaremos algumas de suas características, sua alimentação e um pouco a respeito das diferentes espécies de urubu.
video icon
História
Era Vargas no Enem
Assista a nossa videoaula para conhecer algumas questões sobre Era Vargas que caíram na prova do Enem. Confira também no nosso canal outras informações sobre o Exame Nacional do Ensino Médio.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!