Whatsapp icon Whatsapp

Diferença entre vetor e agente etiológico

A diferença entre vetor e agente etiológico está no fato de que o primeiro transporta o agente etiológico, que é o responsável pela doença.
O mosquito Anopheles é um exemplo de vetor
O mosquito Anopheles é um exemplo de vetor

Quando o assunto é uma doença, é importante explicar sua forma de transmissão, citando seu agente etiológico e, quando houver, o vetor. Muitas pessoas confundem esses termos, usando-os como sinônimos, apesar de terem significados bastante distintos.

O que é vetor?

Quando falamos em vetor, referimo-nos a organismos que servem de veículo para a transmissão de algum causador de doença. Esse organismo pode ser, por exemplo, um artrópode, como mosquitos ou moluscos.

Os vetores podem ser classificados em dois tipos de acordo com a Sociedade Brasileira de Parasitologia: vetor biológico e vetor mecânico. O vetor biológico é aquele que serve de local para a multiplicação de um agente causador de doenças. Já o vetor mecânico é aquele em que o agente causador da doença não se multiplica e não se desenvolve nesse local, sendo o vetor apenas uma forma de transporte.

No caso das doenças transmitidas por vetores, é impossível a transmissão de uma pessoa para outra. No caso da dengue, por exemplo, o vírus não é transmitido pelo contato com o doente, sendo necessária a picada de um mosquito Aedes aegypti infectado para que a transmissão ocorra. Nesse caso, o mosquito é o vetor. Além da dengue, a malária, a doença de chagas, febre amarela, zika, chikungunya e leishmaniose são exemplos de doenças que são transmitidas por vetores.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é agente etiológico?

O agente etiológico é o agente causador da doença, aquele que desencadeia os sinais e sintomas de determinada enfermidade. O termo agente etiológico pode ser usado em substituição a patógeno.

Vírus, bactérias, protozoários, fungos, platelmintos e nematelmintos são alguns exemplos de agentes etiológicos. No caso da dengue, por exemplo, o agente etiológico é o vírus da dengue, um arbovírus da família Flaviviridae.

Diferença entre vetor e agente etiológico

A diferença entre vetor e agente etiológico é que esse último causa a doença, mas o vetor transporta o agente etiológico. A malária, por exemplo, é provocada por protozoários do gênero Plasmodium (agente etiológico), que são transmitidos pela picada do mosquito (vetor) do gênero Anopheles infectado.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Chikungunya
Você já ouviu falar a respeito da chikungunya? Acesse nosso texto e entenda o que é essa doença, conheça seus sintomas e descubra o tratamento.
Dengue
Que tal aprender mais sobre a dengue? Clique aqui e descubra os sintomas dessa doença, como ela é transmitida e como é feito seu tratamento.
Doença de Chagas
Você já ouviu falar a respeito da doença de Chagas? Clique aqui e conheça mais sobre a transmissão, sintomas e tratamento desse problema de saúde.
Além da Febre Zika, os mosquitos do gênero <i>Aedes</i> são responsáveis por transmitir dengue, febre amarela e febre Chikungunya
Febre Zika
Entenda o que é a febre Zika e conheça seus sintomas e formas de tratamento.
Malária
Conheça mais a respeito da malária clicando aqui! Neste texto exploraremos aspectos importantes da doença, como sintomas e transmissão.
video icon
Química
Lei da diluição de Ostwald
A lei de diluição de Ostwald relaciona a concentração molar, a constante de ionização ou dissociação e o grau de ionização. Isso foi o que o químico russo-germânico Friedrich Wilhelm Ostwald conseguiu desvendar no final do século XIX.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.