Whatsapp icon Whatsapp

Hipofosfatemia

A hipofosfatemia é caracterizada por uma diminuição do nível de fósforo no plasma sanguíneo.
O leite é um alimento rico em fósforo que deve fazer parte da nossa dieta
O leite é um alimento rico em fósforo que deve fazer parte da nossa dieta

O fósforo é um elemento presente no nosso corpo tanto na forma orgânica como na forma inorgânica. Essa substância é encontrada principalmente nos ossos e no compartimento intracelular, entretanto, mesmo em menor quantidade, o fosfato sérico é extremamente importante para diversas atividades da célula.

Hipofosfatemia é uma doença que se caracteriza por um nível de fósforo plasmático em quantidade inferior a 2,5 mg/dl. Pode acometer pessoas hospitalizadas e pacientes na UTI, nesse último caso, acredita-se que afete cerca de 29% dos pacientes. Também é comum atingir pessoas submetidas à diálise, desnutridas, alcoólatras e com infecção por bactérias gram-negativas.

Entre as causas dessa deficiência, destacam-se o aporte insuficiente de fósforo, diminuição da absorção gastrointestinal e aumento da excreção urinária. O aporte insuficiente está intimamente relacionado com os casos de desnutrição e anorexia. A diminuição da absorção pode ser causada por vômitos frequentes, bem como o uso crônico de medicamentos antiácidos, além de diarreias crônicas. Já o aumento da excreção urinária relaciona-se com doenças como hiperparatireoidismo e anemia de Fanconi.

Essa patologia é geralmente assintomática, ou seja, não apresenta sintomas, dificultando assim o diagnóstico precoce. Em casos mais sérios da doença, são observados quadros de fraqueza muscular, frequentemente atingindo a musculatura respiratória e ocasionando hipoxemia e acidose respiratória. São comuns os casos de insuficiência respiratória associada com quadros de hipofosfatemia. Além desses sintomas, podem ocorrer miocardiopatia, disfunção leucocitária, reabsorção óssea, hipoglicemia, irritabilidade, vertigens, convulsões e até mesmo coma.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Vale destacar que apesar de a hipofosfatemia ser caracterizada por níveis abaixo de 2,5mg/dl, os sintomas só surgem quando o paciente apresenta valores inferiores a 1 mg/dl, o que caracteriza uma hipofosfatemia severa. Os sintomas surgem em virtude de uma diminuição de 2,3-difosfoglicerato e da síntese de ATP.

Para corrigir essa deficiência de fósforo, recomenda-se a reposição intravenosa em casos mais graves da doença. Já para casos mais leves, recomenda-se apenas a suplementação com solução oral. Na suplementação oral, são observados frequentemente casos de diarreia moderada.

Lembre-se sempre de que uma dieta equilibrada e hábitos de vida saudáveis, como não ingerir bebidas alcoólicas, podem ser a chave para a prevenção de diversas doenças. Além disso, procure seu médico regularmente para exames de rotina e, caso sinta algum mal-estar, o diagnóstico precoce pode evitar complicações decorrentes de algumas enfermidades.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Alcoolismo
Alcoolismo, Doenças crônicas, Dependência química, Depressão, Vício, Bebidas alcoólicas, Exclusão comportamental, Hábitos adquiridos e/ou transmitidos geneticamente, Tendência ao consumo de bebidas, Cirrose hepática, Abstinência, Alcoólicos Anônimos (AA), Reabilitação.
Desnutrição
Saiba mais sobre a desnutrição, uma grave problema de saúde pública. Neste texto falaremos a respeito das causas, sintomas e tratamento dessa condição.
Fósforo (P)
Você já ouviu falar do elemento químico fósforo? Clique aqui e conheça suas características, propriedades, obtenção, aplicações e história.
video icon
Professora ao lado do texto"Aposto".
Português
Aposto
Aposto é o nome que se dá ao elemento sintático que se junta a outro a título de explicação ou de apreciação. Assista a esta videoaula e aprenda um pouco mais sobre o emprego e a classificação desse termo acessório da oração.