Whatsapp icon Whatsapp

Olhar para o céu é ver o passado

Olhar para o céu é ver o passado de corpos celestes, pois a luz gasta certo intervalo de tempo para sair dos objetos observados e chegar à Terra.
Olhar para as estrelas é ver o passado do universo
Olhar para as estrelas é ver o passado do universo

As imagens perfeitas de estrelas, galáxias, planetas e nebulosas a que temos acesso tornaram-se possíveis graças à utilização de telescópios espaciais, sondas espaciais e radiotelescópios.

Por mais que as imagens dos diversos corpos celestes foram captadas recentemente, elas não revelam o estado atual do objeto. Algumas mostram a forma que o corpo em análise possuía há milhões de anos.


Velocidade da luz

Todas as ondas eletromagnéticas possuem uma mesma velocidade de propagação caso o meio seja o vácuo. Essa velocidade é incrivelmente grande e equivale a 300 mil quilômetros por segundo. Em meios materiais, a luz tem sua velocidade reduzida. Tal redução ocorre de acordo com as características do material em que há a propagação. 


Ano-luz

O ano-luz é uma unidade de distância utilizada em Astronomia e refere-se à distância percorrida pela luz no intervalo de tempo de um ano. Em virtude das enormes distâncias entre a Terra e os inúmeros corpos celestes do universo, essa unidade de medida é mais convencional que as unidades quilômetro (km) ou metro (m).

1 ano-luz ≈ 10 trilhões de km


Olhar o passado

Só podemos enxergar um determinado objeto se a luz, produzida ou refletida, sair do objeto e, atingindo nossos olhos, estimulá-los. Logo, podemos entender que a luz sempre gastará um determinado intervalo de tempo para deixar o corpo observado e chegar até o observador.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Em situações cotidianas, as distâncias entre os olhos e os objetos são muito pequenas diante da velocidade de propagação da luz. Assim, o intervalo de tempo para que o estímulo dos olhos ocorra é infinitamente pequeno.

As distâncias entre os corpos celestes e a Terra são tão grandes que o tempo gasto pela luz não pode ser desconsiderado. Assim, as imagens captadas por telescópios não são atuais, mas representam o estado do objeto observado levando-se em consideração o tempo de chegada da luz. A imagem de um objeto a 5.000 anos-luz da Terra representa o estado desse objeto 5.000 anos atrás!


Objetos celestes e suas distâncias

As imagens a seguir são de alguns objetos celestes. A distância de cada um deles em relação à Terra, representada em anos-luz, corresponde ao tempo necessário para a viagem feita pela luz.

Nebulosa de Órion – 1500 anos-luz da Terra
Nebulosa de Órion – 1500 anos-luz da Terra

Nebulosa da Águia – 7.000 anos-luz da Terra
Nebulosa da Águia – 7.000 anos-luz da Terra

Galáxia Andrômeda – 2,5 bilhões de anos-luz da Terra
Galáxia Andrômeda – 2,5 bilhões de anos-luz da Terra

Estrela Sirius – 8,58 anos-luz da Terra
Estrela Sirius – 8,58 anos-luz da Terra

Publicado por Joab Silas da Silva Júnior

Artigos Relacionados

Carl Sagan
Clique aqui e conheça a vida de Carl Sagan, astrônomo estadunidense do século XX que participou da missão Apollo para mandar o homem à Lua.
Corpos celestes
Você sabe o que são os corpos celestes? Clique aqui, descubra o que são e conheça os principais corpos celestes que estão no espaço sideral.
Luneta
Clique aqui, saiba o que é uma luneta, entenda para que ela serve, conheça seus tipos e descubra como ela funciona.
O Trunfo da Astronomia
Saiba como se deu a descoberta do planeta Netuno.
O que é um ano-luz?
Clique aqui e saiba o que é ano-luz. Descubra quanto vale, aprenda como calcular e conheça as unidades de medida relacionadas.
Unidades astronômicas
Entenda o que são as unidades astronômicas de medida e como o universo é medido!
video icon
Professor ao lado do escrito "Qual a diferença entre discurso e texto?".
Português
Qual a diferença entre discurso e texto?
Todo texto é um discurso. Mas e o contrário? Todo discurso é um texto? Nesta aula vamos acabar de vez com essa confusão e deixar bem claro quem é quem no universo textual.