Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Óptica
  4. Lunetas e Telescópios

Lunetas e Telescópios

As lunetas são instrumentos ópticos que revolucionaram a astronomia. Elas são instrumentos de aproximação constituídos por duas lentes dispostas coaxialmente.

No século XVI, cientistas faziam observações astronômicas a olho nu ou com equipamentos pouco eficientes. No início do século XVII, Hans Lippershey (1570-1619) inventou a luneta, instrumento óptico que utilizava uma lente côncava e uma convexa, que recebera o nome de refrator. Em 1609, Galileu Galiei construiu sua própria luneta e a utilizou para observar o céu, assim nasceu a luneta astronômica, equipamento que revolucionou a astronomia.


 Luneta Astronômica. 

A Luneta astronômica é um instrumento de aproximação que se utiliza de duas lentes dispostas coaxialmente: a objetiva e a ocular. A objetiva tem distância focal da ordem de metros, enquanto na ocular a distância focal é da ordem dos centímetros.
De um objeto real, distante, a objetiva produz uma imagem real i1 situada no foco imagem da objetiva. Essa imagem comporta-se como objeto para a ocular, que funciona como lupa, produzindo uma imagem final i2 virtual e invertida em relação ao objeto. (fig. 3)

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


 Esquema para a determinação da imagem formada pela luneta astronômica.

Por volta 1680, Isaac Newton desenvolveu o telescópio refletor, a fim de resolver os problemas das aberrações cromáticas dos refratores de sua época. No lugar de uma lente para captar a luz, Newton usou um espelho de metal curvo (espelho primário) para captar essa luz e refleti-la para o foco.

O espelho côncavo produz, de um objeto distante, uma imagem situada em seu foco. Essa imagem comporta-se como objeto virtual com relação a um espelho plano, que por sua vez fornece uma imagem real para a lente ocular, que funciona como lupa. (fig. 4)

Um dos telescópios mais famosos do mundo é o telescópio Hubble, que possui uma objetiva de 2,40 metros de diâmetro, e está em órbita a uma distância de 600 km da superfície da Terra.


Esquema para determinação da imagem no telescópio.

Telescópio espacila Hubble
Telescópio espacila Hubble
Publicado por: Kleber G Cavalcante
Assuntos relacionados
Aparição de um arco-íris
Arco-Íris
Arco-íris, o que é arco-íris, características do arco-íris, as cores do arco-íris, o tamanho do arco-íris, a localização do arco-íris, a visualização do arco-íris.
Asteroides são corpos celestes de tamanhos diversos que orbitam o Sol
Asteroides
Clique aqui e saiba mais sobre os asteroides, corpos celestes que orbitam o Sol e que possuem chances de chocarem-se com a Terra.
Nessa ilustração, a Terra está ao lado do planeta Kepler 452-b, descoberto em 2015 por meio da sonda Kepler
Missão Kepler
Saiba tudo sobre a Missão Kepler, que tem por objetivo procurar planetas que tenham condições de abrigar vida!
A NASA é a agência espacial estadunidense para assuntos aeronáuticos e de exploração espacial
NASA
Clique aqui e saiba mais sobre a NASA, agência espacial estadunidense responsável pelo desenvolvimento de equipamentos de aeronáutica e exploração espacial.
Como as estrelas estão muito distantes da Terra,  provavelmente quando observamos seu brilho no céu, várias delas podem nem mais existir
O que é um ano-luz?
Saiba mais sobre a unidade de medida utilizada em astronomia, o ano-luz.
Olhar para as estrelas é ver o passado do universo
Olhar para o céu é ver o passado
Clique aqui e descubra por que olhar para o céu é enxergar o passado. Veja a relação entre a velocidade da luz e a distância de alguns corpos celestes.
Olho humano, um instrumento óptico
Olho humano: um instrumento óptico
Clique aqui e conheça um pouco mais sobre o olho humano, um instrumento óptico que forma suas imagens pelo princípio físico da refração.
Os planetas considerados anões não possuem massa suficiente para serem considerados planetas
Planetas anões
Clique aqui e veja as características dos cinco planetas anões conhecidos em nosso Sistema Solar.
Radiotelescópios do Observatório Nacional do México
Radiotelescópios
Saiba mais sobre o funcionamento dos radiotelescópios: a sua função, potencialidades e características principais.
O telescópio Hubble foi responsável pela descoberta de inúmeros corpos celestes
Telescópio Hubble
Clique aqui para saber mais sobre o telescópio espacial Hubble, lançado em 1990 e responsável pela produção de incríveis imagens do universo.
O telescópio espacial James Webb substituirá o telescópio Hubble a partir de 2021
Telescópio espacial James Webb
Clique aqui para saber mais sobre o supertelescópio espacial James Webb, cerca de 100 vezes mais potente que o Hubble.