Whatsapp icon Whatsapp

Luneta

A luneta é um instrumento de observação que aumenta o campo de visão de um observador, permitindo observar objetos distantes.
Luneta sobre um mapa antigo.
Entre várias outras funções, as lunetas permitem que os navegadores se localizem no mar através da observação da posição das estrelas.

A luneta é um instrumento óptico de observação de objetos que estão longe, como objetos distantes do observador na superficie terrestre ou corpos celestes. Esse instrumento permitiu grandes avanços e comprovações sobre o Universo. Ela foi criada pelo inventor Hans Lippershey e depois aperfeiçoada pelo cientista Galileu Galilei, que a utilizou para observações astronômicas.

Leia também: Lupa — outro instrumento que aumenta o campo de visão de um observador

Resumo sobre luneta

  • A luneta é um instrumento de observação que aumenta o campo de visão de um observador, permitindo observar objetos distantes.

  • As lunetas podem ser classificadas em lunetas terrestres e lunetas astronômicas.

  • A luneta funciona através de duas lentes com diferentes distâncias focais, sendo que uma recebe e refrata a luz e a outra a leva até nossos olhos.

  • Diferentemente das lunetas, os telescópios são intrumentos ópticos dotados de lentes e espelhos para observações astronômicas profundas.

  • As lunetas terrestres foram elaboradas pelo astrônomo Hans Lippershey. Já as lunetas astronômicas foram elaboradas pelo cientista Galileu Galilei.

Para que serve a luneta?

A luneta é um instrumento de observação que aumenta o campo de visão do observador e serve para visualizar objetos distantes. É usada para ver objetos na superfície da Terra, como árvores, pessoas, animais, ou os corpos celestes, como planetas, meteoros, satélites.

Quais são os tipos de luneta?

Existem dois tipos principais de lunetas, as lunetas terrestres e as as lunetas astronômicas, que se diferenciam principalmente pela imagem formada e nível de sua observação:

  • Luneta terrestre: nela é formada uma imagem invertida (de ponta cabeça), e ela é capaz de captar corpos celestes a partir da superfície da Terra.

  • Luneta astronômica: nela é formada uma imagem direita (sem ser de ponta cabeça), e ela é capaz de captar corpos celestes distantes.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como funciona a luneta?

A luneta é capaz de captar as imagens através das suas duas lentes, a lente objetiva (lente maior) e a lente ocular (lente menor), conforme podemos ver na imagem abaixo:

Luneta isolada em um fundo branco.
Luneta e sua lente objetiva (à sua esquerda) e sua lente ocular (na extremidade oposta).

A lente ocular possui uma distância focal (campo de visão da lente) na casa de centímetros, enquanto a lente objetiva possui uma distância focal na casa de metros, para que se obtenha uma maior aproximação dos objetos.

Cada luneta funciona de uma maneira diferente, mas em geral a luz do objeto (ou imagem) se propaga até a lente objetiva, que refrata e converge seus raios luminosos até a lente ocular, que leva esses raios até os olhos humanos.

Quais são as diferenças entre a luneta e o telescópio?

  • Luneta: instrumento usado para observações de objetos na superfície terrestre e para observações astronômicas simples, apresentando duas lentes para captação da luz e, assim, ampliação da imagem.

  • Telescópio: instrumento usado para observações astronômicas complexas. Além das lentes, dispõe de espelhos que captam mais luz que a luneta e, assim, magnifica ainda mais as imagens.

Veja também: Radiotelescópio — outro instrumento de observação astronômica

História da luneta

Em 1608, o inventor Hans Lippershey (1570-1619) fabricou a primeira luneta, chamada por ele de refrator, utilizando lentes convexas e côncavas.

Entre 1609 e 1610, o cientista Galileu Galilei (1564-1642), utilizando materiais parecidos, aperfeiçoou a luneta de Lippershey e construiu a luneta astronômica, construindo posteriormente o primeiro telescópio para fins de observação astronômica, denominado perspicillum. Com isso, Galileu descobriu os satélites de Júpiter, as crateras e montanhas que constituem a Lua e muito mais, contribuindo na comprovação da teoria heliocêntrica (que afirma que o Sol está no centro do Sistema Solar) do cientista Nicolau Copérnico (1473-1543).

Curiosidades sobre a luneta

  • Além de ser amplamente usada na Astronomia, a luneta também é utilizada em esportes de tiro, para melhoramento da mira, e na área de Engenharia, para observação de construções longe do alcance de visão.

  • As lunetas apresentam uma imagem e distância focal estável, para isso necessitam de lentes fabricadas com vidros de ótima qualidade.

  • Os cientistas Isaac Newton (1643-1727) e Johannes Kepler (1571-1630) também desenvolveram suas próprias lunetas.

Fontes

HALLIDAY, David; RESNICK, Robert; WALKER, Jearl. Fundamentos da Física: Ótica e Física Moderna. 8. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2009.

NUSSENZVEIG, Herch Moysés. Curso de física básica: Ótica, Relatividade, Física Quântica (vol. 4). São Paulo: Editora Blucher, 2015.

Publicado por Pâmella Raphaella Melo

Artigos Relacionados

Galileu Galilei
Clique e acesse o texto para saber detalhes sobre a vida do importante cientista chamado Galileu Galilei. Entenda por que ele teve problemas com a inquisição.
Isaac Newton
Clique e conheça detalhes da vida de Isaac Newton, um dos grandes cientistas da humanidade. Veja quais foram as contribuições que ele deixou como legado.
Johannes Kepler
Clique aqui para conhecer a história de vida de Johannes Kepler, um dos maiores nomes da Física e responsável por mudanças profundas na Astronomia.
Missão Kepler
Saiba tudo sobre a Missão Kepler, que tem por objetivo procurar planetas que tenham condições de abrigar vida!
O que é um ano-luz?
Clique aqui e saiba o que é ano-luz. Descubra quanto vale, aprenda como calcular e conheça as unidades de medida relacionadas.
Olhar para o céu é ver o passado
Clique aqui e descubra por que olhar para o céu é enxergar o passado. Veja a relação entre a velocidade da luz e a distância de alguns corpos celestes.
Olho humano: um instrumento óptico
Clique aqui e conheça um pouco mais sobre o olho humano, um instrumento óptico que forma suas imagens pelo princípio físico da refração.
Radiotelescópios
Saiba mais sobre o funcionamento dos radiotelescópios: a sua função, potencialidades e características principais.
Telescópio Hubble
Clique aqui para saber mais sobre o telescópio espacial Hubble, lançado em 1990 e responsável pela produção de incríveis imagens do universo.
Telescópio espacial James Webb
Clique aqui para saber mais sobre o supertelescópio espacial James Webb, cerca de 100 vezes mais potente que o Hubble.
video icon
Escrito"Triângulo das Bermudas" sobre representação da agitação das águas da região do Triângulo das Bermudas.
Geografia
Triângulo das Bermudas
Conheça as características e principais teorias que tentam explicar os fenômenos ocorridos no misterioso Triângulo das Bermudas.