Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Óptica
  4. Propriedades dos espelhos esféricos

Propriedades dos espelhos esféricos

De forma geral, como os espelhos planos, os espelhos esféricos também estão presentes no nosso cotidiano. São encontrados em diversos locais, como, por exemplo, dentro de ônibus do transporte coletivo, nos elevadores, nas lojas etc. Embora os espelhos esféricos, assim como os planos, reflitam a imagem, essa reflexão não é totalmente perfeita, ou seja, a reflexão não é normal, sendo as imagens um pouco distorcidas.

Definimos, em um momento anterior, que um espelho esférico nada mais é do que uma superfície refletora em forma de calota esférica. Assim, quando a superfície refletora é interna, o espelho é denominado côncavo; e quando a superfície refletora é externa, o espelho é dito convexo. Vejamos então algumas propriedades do espelho esférico.

1 – Raio incidente paralelo ao eixo principal

Quando o raio incidente chega ao espelho esférico paralelamente ao eixo principal, ele é refletido na direção do foco principal do espelho esférico.

Raio incidente paralelo é refletido passando pelo foco

2 – Raio incidente na direção do foco

Quando o raio incidente chega ao espelho esférico na direção do foco principal, é refletido paralelamente ao eixo principal.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Raio incidente passando pelo foco é refletido paralelamente ao eixo principal

3 – Raio incidente na direção do centro de curvatura

Quando o raio incidente chega até o espelho esférico na direção do centro de curvatura, ele é refletido sobre si mesmo, ou seja, o raio incidente é autoconjugado.

Raio incidente passando pelo centro de curvatura é autoconjugado

4 Raio incidente na direção do vértice

Quando o raio incidente chega até o espelho esférico na direção do vértice, ele é refletido simetricamente em relação ao eixo principal.

Raio incidente passando pelo vértice é refletido simetricamente

É bom ficar atento ao fato de que nos espelhos côncavos todos os raios refletidos convergem para um único ponto (foco) situado sobre o eixo principal. Nos espelhos convexos todos os raios refletidos divergem, sendo que os prolongamentos desses raios têm somente um ponto em comum sobre o eixo principal, o foco.

A concha cromada para sopa serve de exemplo de um espelho esférico côncavo e convexo
A concha cromada para sopa serve de exemplo de um espelho esférico côncavo e convexo
Publicado por: Domiciano Correa Marques da Silva
Assuntos relacionados
Como as estrelas estão muito distantes da Terra,  provavelmente quando observamos seu brilho no céu, várias delas podem nem mais existir
O que é um ano-luz?
Saiba mais sobre a unidade de medida utilizada em astronomia, o ano-luz.
Colorido das bolhas de sabão
A coloração das bolhas de sabão
Saiba a explicação para o colorido das bolhas de sabão.
O arco-íris acontece em virtude da refração da luz do Sol nas gotículas de água que ficam suspensas na atmosfera
Determinando o ângulo limite
Veja aqui a aplicação da Lei de Snell-Descartes para a determinação do ângulo limite de uma refração.
Visão de uma pessoa que apresenta o defeito visual de hipermetropia
Hipermetropia
Veja aqui a definição do defeito visual conhecido como hipermetropia e veja também como ele pode ser corrigido.