Whatsapp icon Whatsapp

Bússola

Bússola é uma ferramenta cartográfica e um importante instrumento de orientação criado pelos chineses para facilitar a localização e a movimentação pelo espaço terrestre.
A bússola é um instrumento que facilita a orientação pelo espaço geográfico.
A bússola é um instrumento que facilita a orientação pelo espaço geográfico.

A bússola é um instrumento de orientação, criado pelos chineses e aperfeiçoado por povos diversos, que permite a localização de qualquer direção no espaço geográfico. Ela possibilita a realização de deslocamentos diversos por meio da identificação dos pontos cardeais, colaterais e subcolaterais. O seu funcionamento está baseado no campo magnético terrestre, uma vez que a bússola conta com uma seta imantada, que aponta para a direção norte do planeta. A história da bússola é muito antiga e reflete a importância desse instrumento no desenvolvimento da humanidade.

Leia mais: Conceitos básicos de cartografia

Resumo sobre bússola

  • A bússola é um instrumento de orientação que conta com a presença de uma agulha imantada e um desenho de uma rosa dos ventos.

  • Ela auxilia a orientação pelo espaço geográfico por meio da identificação dos pontos cardeais, colaterais e subcolaterais.

  • É uma ferramenta importante, uma vez que serve para realizar diferentes deslocamentos pelo espaço, auxiliando no desenvolvimento das atividades humanas.

  • Seu funcionamento é resultante do campo magnético terrestre, que, por meio da sua magnetização, atrai a seta imantada presente nesse instrumento.

  • Sua história passa pela sua importância em diversos acontecimentos da humanidade, como o período das Grandes Navegações.

  • Atualmente, ela vem caindo em desuso devido ao desenvolvimento de novas tecnologias de localização.

Quais as características da bússola?

Representação gráfica da rosa dos ventos
O desenho da rosa dos ventos na bússola é importante para orientar os deslocamentos espaciais.

A bússola é um instrumento de localização muito antigo, utilizado para orientar os deslocamentos pelo espaço terrestre por meio da identificação dos pontos cardeais, colaterais e subcolaterais. Para tanto, ela contém uma agulha imantada, que aponta sempre para o norte magnético, permitindo assim a localização dos demais pontos de orientação. Em complemento, ela possui ainda uma rosa dos ventos desenhada na sua base, indicando corretamente as diversas direções e facilitando a leitura dos pontos de referência de localização espacial.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para que serve a bússola?

A bússola serve prioritariamente para indicar as diferentes localizações no espaço terrestre. Portanto, ela funciona como um recurso de orientação que permite a feitura de diversos deslocamentos espaciais com segurança. Por meio da bússola, torna-se possível traçar rotas, localizar pontos no espaço, orientar deslocamentos, entre outros.

Atualmente, por meio da utilização de recursos tecnológicos mais modernos, a bússola vem tendo o seu uso diminuído. Mesmo assim, ela ainda é um instrumento de orientação de destaque que complementa as informações de recursos mais modernos. Ela é um importante instrumento de localização para utilização em áreas inóspitas, onde a disponibilidade de recursos mais modernos é dificultada.

Leia mais: Elementos que compõem um mapa

Funcionamento da bússola

A bússola funciona conforme a indicação do polo magnético do planeta Terra, uma vez que a agulha imantada presente nesse instrumento é atraída pela magnetização terrestre, indicando corretamente a direção norte. Essa agulha, suspensa pelo centro de gravidade, movimenta-se com base nos deslocamentos realizados pelo indivíduo, indicando corretamente as direções terrestres por meio da atração do campo magnético do planeta.

Sendo assim, por meio da movimentação da bússola, o leitor consegue identificar o norte magnético do planeta e, por consequência, as demais direções cardeais, colaterais e subcolaterais. Para tal, a bússola conta com uma rosa dos ventos desenhada na sua base que é uma representação primordial para a correta leitura das suas indicações espaciais. Portanto, o funcionamento da bússola é bastante simples, facilitando a rápida leitura e o entendimento das direções no espaço geográfico.

Mão segurando bússola apontada para o horizonte
O funcionamento da bússola permite a orientação no espaço geográfico.

História da bússola

A história da bússola está atrelada à necessidade dos seres humanos em deslocar-se pelo espaço. Esse instrumento de localização foi criado pelos chineses e modificado por diversos povos. O uso em larga escala da bússola foi empreendido no período das Grandes Navegações, em especial pelos europeus, que se baseavam nesse instrumento para realizar viagens marítimas a fim de novas possessões coloniais.

Posteriormente, as bússolas foram aperfeiçoadas com o incremento de novas tecnologias de localização e orientação. Na atualidade, a bússola conta com vários aparatos tecnológicos e outros instrumentos de apoio, mas, mesmo assim, vem sendo comumente substituída por ferramentas de localização mais modernas.

  • Videoaula sobre as expansões marítimas (Grandes Navegações)

Publicado por Mateus Campos
video icon
Filosofia
“Elogio da Loucura”, de Erasmo de Roterdã
Erasmo de Roterdã escreveu um dos livros mais influentes de nossa cultura moderna: “Elogio da Loucura”. Em tom satírico, Roterdã conseguiu tecer duras críticas à Igreja Católica. Confira a nossa aula sobre esse livro!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!