Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Geografia
  3. Planetas
  4. Planeta Terra

Planeta Terra

Para estudarmos o planeta Terra, é necessário fazer referências à galáxia na qual estamos inseridos: a Via Láctea. Essa referência é necessária para entendermos a disposição dos planetas, suas órbitas, semelhanças, diferenças e outros assuntos que nos ajudam a entender o que acontece dentro e fora da Terra.

Nosso planeta é um dos oito que estão no Sistema Solar orbitando em torno de uma estrela central: o Sol. Essa órbita permite o desenvolvimento da vida devido à temperatura que chega até nós, o que chamamos de radiação solar.

Leia também: Projeções cartográficas – representações da Terra em uma superfície plana

Formação e características do planeta Terra

Estima-se que nosso planeta tenha sido formado há, mais ou menos, 4,6 bilhões de anos. De lá pra cá, a Terra passou por constantes mudanças, algumas nítidas, outras bem longas e que os seres humanos não percebem. Tais mudanças podem ocorrer de fatores internos, como a energia do núcleo, ou fatores externos, como chuvas, processos erosivos, ação humana.

A formação do Sistema Solar foi resultado de um colapso entre grandes estrelas, o que gerou uma grande junção de energia. Essa energia, posteriormente, formou os componentes do sistema, como o Sol e demais planetas.

A Terra, há 4,6 bilhões de anos, era uma massa de matéria magmática que, ao longo de milhões de anos, resfriou-se. Esse resfriamento deu origem a uma camada rochosa, a camada litosférica. Esse período é chamado de Era Pré-cambriana.

Ao longo desses bilhões de anos, várias mutações aconteceram no planeta, muitas violentas, como os terremotos e maremotos, também conhecidos por abalos sísmicos. Esses abalos ocorrem de dentro para fora, nas camadas internas da Terra, alterando de forma significativa a superfície terrestre.

Outras mudanças menos violentas foram graduais, como a formação da camada de gases que envolvem o planeta, a atmosfera. Essa camada protege-nos da forte radiação solar que atinge a Terra, permitindo que haja vida. No entanto, no início dos tempos, há bilhões de anos, a Terra era um lugar inabitável, com erupções vulcânicas constantes, com altas temperaturas e bastante perigoso.

Os movimentos do planeta, como a rotação (em torno de si) e a translação (ao redor do Sol), possibilitaram uma forma esférica da Terra, que é achatada nos polos. Essa forma recebe o nome de geoide. Seu interior é algo inóspito, e, até pouco tempo atrás, desconhecido.

Modelo do formato geoide da Terra.
Modelo do formato geoide da Terra.

Com o desenvolvimento da tecnologia, a medição dos abalos sísmicos tornou possível conhecer o interior do planeta. As ondas sísmicas provocadas por esses abalos atravessam grandes regiões, podendo ser rastreadas e fornecer informações valiosas sobre a estrutura interna da Terra. Seu interior ainda possui a camada magmática de bilhões de anos atrás. A cada 33 m de profundidade, estima-se que a temperatura suba 1 ºC.

Na superfície terrestre, camada em que vivemos, podemos encontrar diversos minerais utilizados no cotidiano. A crosta, como é conhecida a superfície, recobre todo o planeta, seja nos continentes (crosta continental), seja nos oceanos (crosta oceânica). No fundo dos mares e oceanos existe o assoalho oceânico, local em que compostos de silício e magnésio (sima) podem ser encontrados com frequência. Nos continentes, silício e alumínio (sial) dão consistência a quase toda essa superfície.

Camadas internas do planeta Terra

Por dentro, nosso planeta tem uma estrutura feita em camadas, cada uma com várias características específicas. Pelos estudos realizados até hoje, podemos classificá-las, de forma geral, em três principais: crosta (oceânica e continental), manto (superior e inferior) e núcleo (interno e externo). Podemos comparar essa estrutura com a de um abacate: a casca da fruta sendo a crosta, a poupa sendo o manto, e o caroço sendo o núcleo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A crosta, a casca externa do planeta, é a camada superficial, podendo ser chamada de litosfera. É nessa camada que estamos, que se localizam relevos, oceanos, mares, rios, biosfera, e outros. Para os seres humanos, é a camada em que há o desenvolvimento da vida. Para ter-se uma ideia, a espessura da crosta pode variar de 5 km a 70 km. Mesmo com esse tamanho, ela é só a “casca” do planeta, o que revela a imensidão dele.

A crosta oceânica, como o nome diz, é a parte que está abaixo do mar, tendo de 5 km a 15 km de espessura. É menos espessa do que a crosta continental. Ela pode ter uma espessura de 30 km a 70 km, sendo a parte do planeta que forma os continentes.

Já o manto está situado a uma profundidade que pode variar de 70 km a 2900 km. Nessa grande área, está localizado o magma, uma camada viscosa que envolve o núcleo e é responsável pela movimentação das placas tectônicas, situadas na litosfera.

O manto superior está abaixo da litosfera, numa profundidade de até, aproximadamente, 670 km. Nele encontramos a astenosfera, uma área de característica viscosa que permite a movimentação da crosta ao longo de milhares de anos, modificando o relevo terrestre.

No manto inferior, localizado a uma profundidade de 670 km a 2900 km, encontramos a mesosfera, parte sólida dessa estrutura que chega próximo ao núcleo. Ele é sólido devido à pressão exercida pelo peso da Terra.

Esquema representando as camadas internas da Terra: crosta, manto superior e inferior, e núcleo.
Esquema representando as camadas internas da Terra: crosta, manto superior e inferior, e núcleo.

O núcleo é a camada mais profunda do planeta, chegando a 6700 km. O núcleo interno é sólido, com vários compostos minerais, entre eles níquel e ferro. Essa camada é responsável pelo campo magnético que existe ao redor do planeta. Já o núcleo externo é líquido, tendo uma espessura de, aproximadamente, 1600 km. A temperatura nessa região pode chegar a 6500 ºC.

Veja também: Por que vulcões entram em erupção?

Estrutura externa do planeta Terra

A superfície terrestre é a camada externa do planeta. Nela há o encontro de três camadas: a hidrosfera (o conjunto de águas), a biosfera (a vida, os biomas) e a litosfera (as rochas e os minerais).

Além disso, há na superfície terrestre a atmosfera, o conjunto de gases que permite a respiração e protege o planeta dos raios solares, para que eles não cheguem com tanta intensidade. É basicamente formada por oxigênio, nitrogênio e água, mas contém outros elementos químicos.

A hidrosfera é de onde o ser humano retira recursos para sua sobrevivência, como água, alimento (peixes e crustáceos), recursos minerais marinhos (petróleo), além de usar os oceanos, mares e rios para o transporte de pessoas e/ou cargas.

A biosfera e a superfície terrestre são conceitos que se assemelham em alguns momentos, pois fazem referência à existência de vida na Terra. No entanto, a superfície terrestre abrange mais elementos, como a hidrosfera. Na biosfera, nós temos os elementos orgânicos e inorgânicos e os seres vivos, que auxiliam na prosperidade da vida do planeta.

Na litosfera, temos a formação de continentes e ilhas, as terras emersas. É uma das poucas áreas do mundo conhecidas de forma direta pelo ser humano.

Movimentos terrestres

Na órbita da Terra, nosso planeta realiza dois movimentos cruciais para o desenvolvimento da vida: a translação e a rotação.

Rotação é o movimento realizado pelo planeta em torno do seu próprio eixo, sendo uma volta em torno de si. Esse movimento, realizado no sentido anti-horário, ou seja, de oeste para leste, tem como consequência direta a existência de dias e noites. Além disso, o Sol é visto primeiro na parte leste do mundo, por isso o Japão é conhecido como “a terra do Sol nascente”. Esse movimento dura, em média, 23 h 56 min ou 24 h (o dia solar).

Translação é o movimento realizado em torno do Sol. Uma translação completa significa um ano para a sociedade, pois esse movimento tem a duração de 365 dias e 6 h. Devido a isso, a cada quatro anos, um dia é colocado a mais no mês de fevereiro, surgindo o ano bissexto, com 366 dias.

Os dois movimentos são feitos simultaneamente, ao mesmo tempo. Por conta da força da gravidade e do imenso peso do planeta, eles não são percebidos. No entanto, os dias e as noites (rotação) e a existência das estações do ano (translação) mostram-nos quão viva é a Terra. Se quiser saber mais sobre esses movimentos, acesse: Movimentos da Terra.

Curiosidades sobre o planeta Terra

Quando comparamos a Terra com outros planetas, inúmeras curiosidades podem surgir. Vejamos algumas.

Dos oito planetas, sete tem nomes de deuses romanos.
Dos oito planetas, sete tem nomes de deuses romanos.
  • A Terra é o único planeta do Sistema Solar que não recebeu o nome de um deus. Os outros planetas — Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno — receberam nomes de deuses romanos.

  • A Terra é o único planeta do Sistema Solar em que a água pode ser encontrada nos três estados: sólido, líquido e gasoso.

  • Ocorrem terremotos a cada dois minutos no planeta.

  • Daqui a 140 milhões de anos, o dia terá 25 horas. Isso porque a rotação da Terra estará mais lenta, o que aumentará a quantidade de horas em um dia.

  • Nosso planeta é chamado de Terra, mas 70% de sua superfície são cobertos de água: os oceanos.

  • Após a Revolução Industrial, estudos apontam que a temperatura terrestre aumentou 0,8 ºC.

  • Existe um forte campo magnético ao redor da Terra, o que possibilitou a confecção de bússolas, que ajudam na localização terrestre.

  • Durante alguns momentos na história, como a Idade Média, acreditava-se que a Terra era o centro do Universo.

  • Galileu Galilei comprovou, em 1613, que a Terra não era o centro do Universo, mas foi obrigado, pela Igreja Católica, a negar sua teoria. Em 1992, o papa João Paulo II pediu desculpas a Galileu pelo equívoco religioso e reconheceu formalmente sua teoria.

  • O buraco mais profundo da Terra está na Rússia, medindo 12,2 km de profundidade.

Publicado por: Átila Matias
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

O planeta Terra é o _______________ do Sistema Solar mais próximo do sol, sendo classificado como um planeta ______________. A maior parte de sua superfície é composta por ______________ e sua camada externa é muito fina, recebendo a denominação de ____________________. Essa camada não é contínua, ao contrário do que ocorre em outros planetas, sendo segmentada em várias ___________________.

Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas acima.

a) quarto – rochoso – rochas – atmosfera – placas tectônicas

b) terceiro – comum – rochas – crosta terrestre – formas de relevo

c) quarto – joviano – água – atmosfera – camadas de ar

d) terceiro – rochoso – água – crosta terrestre – placas tectônicas

Questão 2

Entre as camadas terrestres abaixo relacionadas, assinale aquela que necessita da combinação harmônica de todas as demais:

a) hidrosfera

b) litosfera

c) biosfera

d) atmosfera

Mais Questões
Assuntos relacionados
O nosso Sistema Solar
Sistema Solar
Conheça as características principais do nosso Sistema Solar, incluindo os planetas e demais corpos celestes que o compõem.
Chuvas torrenciais provocadas por ventos de monções
Ventos de monções
Ventos de monções, O que é Ventos de monções, Onde surgem os Ventos de monções, Quando surgem os Ventos de monções, Quais são as características dos Ventos de monções, Quais as conseqüências dos Ventos de monções.
O principal aspecto que se nota em Saturno é a formação dos anéis que o circundam
Planeta Saturno
Conheça o planeta Saturno e veja algumas das principais características de um dos mais curiosos planetas do sistema solar!
Classificação do relevo submarino
Relevo Submarino
Clique aqui e aprenda como ocorre a divisão do relevo submarino!
Deserto do Saara
Deserto do Saara
As características do maior deserto quente do planeta.
Existem diversas técnicas de plantio e cultivo dos solos
Cultivo e conservação do solo
Conheça as técnicas agrícolas de cultivo e saiba qual delas colabora melhor para a conservação dos solos.
O centro da Terra possui elevadas temperaturas e é inatingível para o ser humano
Centro da Terra
Conheça o centro da Terra e entenda a sua composição, características e demais dinâmicas.
O tempo geológico diz respeito às transformações da Terra desde a sua formação
Escala de tempo geológico
Você sabia que tempo geológico é diferente de tempo histórico? Clique aqui e entenda como se estrutura a temporalidade do planeta Terra!
Imagem de satélite divulgada pela NASA com o perfil aparente da Terra
Afinal, a Terra é redonda mesmo?
Confira uma explicação simplificada para uma polêmica ainda atual: afinal, a Terra é redonda mesmo?
Representação da Via Láctea, que possui formato espiral
Via Láctea
Clique e saiba mais sobre a Via Láctea, galáxia que abriga o nosso Sistema Solar.
Os Planetas Rochosos do Sistema Solar são os menores, com as temperaturas mais altas e os mais próximos do Sol
Planetas rochosos do Sistema Solar
Clique aqui e saiba mais sobre os planetas rochosos do Sistema Solar, isto é, Mercúrio, Vênus, Terra e Marte.
Os planetas gasosos são os maiores do Sistema Solar
Planetas gasosos do Sistema Solar
Clique aqui e saiba mais sobre os planetas gasosos do Sistema Solar, isto é, as principais características de Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.
Evidências como imagens do espaço comprovam que o formato da Terra é esférico
A Terra é plana?
A Terra é plana ou esférica? Clique aqui e conheça algumas evidências que comprovam qual é o real formato do nosso planeta.
Movimento de translação
Aprenda mais sobre o movimento de translação terrestre. Descubra quais as principais características desse movimento e qual sua relação com as estações do ano.
O movimento de rotação terrestre é responsável pela sucessão dos dias e das noites
Movimento de rotação
Entenda como funciona a rotação terrestre e compreenda a importância e as causas desse movimento.
As estações do ano representam quatro diferentes períodos ao longo de um ano.
Estações do ano
Estações do ano representam quatro subdivisões dos períodos do ano: verão, outono, inverno e primavera. Cada uma apresenta um padrão climático e características específicas de cada região, ocorrendo de maneira heterogênea nos Hemisférios Sul e Norte. Leia este texto e conheça as particularidades de cada estação do ano.
A crosta é a camada mais fina que envolve superficialmente a Terra
Crosta terrestre
Informações acerca das características, dinâmicas e composições da crosta terrestre.
O planeta Terra é envolto por uma camada gasosa conhecida como atmosfera terrestre.
Atmosfera terrestre
Entenda um pouco mais sobre a atmosfera, camada gasosa que circunda a Terra. Ela é composta por diferentes gases, como oxigênio e nitrogênio, que são mantidos pela gravidade. O conteúdo do texto a seguir falará sobre as principais funções da atmosfera, as características de suas camadas e sua composição.