Via Láctea

A Via Láctea é a galáxia de formato espiral em que o Sistema Solar está localizado. Ela é composta principalmente por estrelas, poeiras e gases.

Após diversas observações e análises, chegou-se à conclusão de que os astros e demais elementos do Universo não se encontram distribuídos de forma homogênea no espaço, mas estão agrupados em gigantescos sistemas compostos por poeira, gases, bilhões de estrelas e astros menores (como planetas, cometas, meteoros etc.). Esses sistemas são chamados de galáxias e encontram-se divididos em diversos sistemas planetários.

A Via Láctea, galáxia de formato espiral em que se localiza o Sistema Solar e, consequentemente, o planeta Terra, é composta por cerca de 200 milhões de estrelas, que se encontram separadas entre si por milhares de quilômetros (dez anos-luz); grãos de poeira, compostos principalmente por um núcleo de metais pesados (grafite, silicatos de alumínio, ferro e magnésio) envolvidos por uma camada de gelo; e gases, constituídos principalmente por moléculas de hidrogênio.

Se observarmos o céu em uma área com pouca luz, nuvens e poluição, é possível visualizar uma faixa esbranquiçada composta por milhões de estrelas. Essa faixa de estrelas é a parte visível da Via Láctea. Graças ao seu aspecto esbranquiçado, ela foi batizada como “estrada de leite” ou “via láctea” pelos romanos.

Conjunto de estrelas que formam a Via Láctea
Conjunto de estrelas que formam a Via Láctea

Essa parte visível da Via Láctea faz parte do disco que forma essa galáxia, possui um diâmetro de 100 mil anos-luz e é composta por “braços” constituídos por bilhões de estrelas jovens, gases e poeira, que, por estarem em rotação, dão o formato espiral à Via Láctea. Além do disco, a estrutura da galáxia é composta pelo Bojo e o Halo. O Bojo é uma área de formato circular que se encontra no centro da galáxia e é formado principalmente por estrelas mais velhas e que possuem coloração avermelhada. Já o Halo, estrutura circular que envolve toda a galáxia, é formado por estrelas dispersas e aglomerados de estrelas bastante antigas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Diferentemente do que se pensava anteriormente, o Sistema Solar não ocupa o centro da galáxia. Estando a cerca de 20 000 anos-luz do centro da galáxia, no braço de Orionte ou grupo local, o sol realiza um movimento de rotação em torno do centro da galáxia, demorando cerca de 220 anos-luz para concluir sua órbita.

O estudo da Via Láctea não é uma tarefa fácil, pois, como estamos dentro da galáxia e ainda não temos a tecnologia necessária para explorá-la, ainda é muito difícil realizar estudos com grande precisão. Além disso, existem muitas nuvens de poeira e gás que absorvem a luz visível, dificultando ainda mais a observação de diversas áreas da Galáxia. Assim, ainda existem muitas dúvidas em relação ao surgimento, composição e desenvolvimento da galáxia, e muito do que se considera saber da Via Láctea vem da observação e comparação com outras galáxias.

Representação da Via Láctea, que possui formato espiral
Representação da Via Láctea, que possui formato espiral
Publicado por: Thamires Olimpia Silva
Assuntos relacionados
Galáxia anã.
As galáxias
Abrigo de inúmeros objetos astronômicos.
Terra, único planeta que possui vida.
Planeta Terra
Conheça algumas curiosidades sobre nosso planeta. Entenda como são formadas as estruturas interna e externa da Terra. Identifique os movimentos terrestres.
Os planetas gasosos são os maiores do Sistema Solar
Planetas gasosos do Sistema Solar
Clique aqui e saiba mais sobre os planetas gasosos do Sistema Solar, isto é, as principais características de Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.
Os Planetas Rochosos do Sistema Solar são os menores, com as temperaturas mais altas e os mais próximos do Sol
Planetas rochosos do Sistema Solar
Clique aqui e saiba mais sobre os planetas rochosos do Sistema Solar, isto é, Mercúrio, Vênus, Terra e Marte.
O nosso Sistema Solar
Sistema Solar
Conheça as características principais do nosso Sistema Solar, incluindo os planetas e demais corpos celestes que o compõem.