Whatsapp icon Whatsapp

Predicado verbal

O predicado pode ser classificado como verbal, nominal e verbo-nominal. No caso do predicado verbal, o núcleo do predicado é um verbo de ação ou uma locução verbal.
Conceito de predicado verbal e exemplo em frase escritos em folha de caderno.
O predicado verbal tem um verbo ou uma locução verbal como núcleo.

O predicado verbal é um dos três tipos de predicado. Nele, o núcleo é um verbo ou uma locução verbal. Ele é formado por um verbo de ação, que pode ser intransitivo, transitivo direto, transitivo indireto ou bitransitivo. Além disso, pode ser classificado como verbal, nominal ou verbo-nominal, dependendo do núcleo que tiver.

Leia também: Diferença entre sujeito e predicado

Resumo sobre o predicado verbal

  • O predicado verbal é aquele que possui um verbo ou locução verbal em seu núcleo.

  • Para identificá-lo, é necessário encontrar na frase um verbo de ação, já que ele nunca será formado por um verbo de ligação.

  • Ele pode ser formado por verbo intransitivo, transitivo direto, transitivo indireto e bitransitivo.

  • Difere-se do predicado nominal porque o núcleo deste é um verbo de ligação. Já o verbo-nominal apresenta dois núcleos: um verbal e outro nominal.

O que é predicado verbal?

O predicado é classificado como verbal quando seu núcleo é um verbo ou uma locução verbal.

O núcleo é o termo essencial para que se possa entender o predicado.

Sujeito + predicado verbal

Eu gastei muito dinheiro com comidas.

Nesse exemplo, o predicado “gastei muito dinheiro com comidas” tem um núcleo: o verbo “gastar”, que é a ação do sujeito no enunciado. O verbo “gastar” é o núcleo do predicado, que explica toda a relação do sujeito com o restante do predicado. Além disso, o restante do predicado verbal explica a ação do verbo, em vez de caracterizar o sujeito.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Exemplos de predicado verbal

Veja mais alguns exemplos de predicado verbal.

Sujeito + predicado verbal

Eles estudaram para o exame.

Nós nadamos no oceano.

O cachorro late alto.

Minhas irmãs assistirão ao filme recomendado.

Eu cozinho o jantar todas as noites.

Como identificar o predicado verbal?

O predicado verbal nunca será formado por um verbo de ligação, já que este caracteriza um predicado nominal. Diferentemente, o predicado verbal é formado por um verbo de ação. Veja a diferença a seguir.

Sujeito + predicado nominal

Meu peixe é dourado.

No exemplo anterior, o verbo “ser” é usado para caracterizar o sujeito, portanto, é um verbo de ligação e, assim, não se trata de um predicado verbal. O núcleo do predicado passa a ser o adjetivo “dourado”.

Sujeito + predicado verbal

Meu peixe mora no aquário.

Já nesse outro exemplo, o verbo “morar” representa uma ação do sujeito, tratando-se de um predicado verbal.

Predicação verbal

O predicado verbal pode ser formado tanto por um verbo intransitivo quanto por verbo transitivo direto, transitivo indireto e bitransitivo. Veja exemplos de cada caso a seguir.

Sujeito + predicado verbal

  • Predicado verbal com verbo intransitivo:

Eu cheguei.

  • Predicado verbal com verbo transitivo direto:

Eu li um livro de mistério.

  • Predicado verbal com verbo transitivo indireto:

Eu liguei para você.

  • Predicado verbal com verbo bitransitivo

Eu entreguei o relatório para a minha chefe.

Predicado verbal x predicado nominal x predicado verbo-nominal

A diferença entre esses três tipos de predicados está no seu núcleo. Veja a tabela a seguir.

Tipo de predicado

Núcleo do predicado

verbal

verbo/locução verbal

nominal

nome (substantivo, adjetivo)

verbo-nominal

há dois núcleos: um é verbal, outro é nominal

Agora, veja um exemplo de cada predicado.

Sujeito + predicado verbal

Vinícius deu um chocolate para Hugo.

Nesse caso, o núcleo do predicado é um verbo de ação do sujeito. Sem ele, não é possível entender a relação do predicado com o sujeito.

Sujeito + predicado nominal

Mariana vive alegre.

nesse outro caso, o verbo é de ligação, sendo que o predicado é uma caracterização do sujeito ou do estado do sujeito.

Sujeito + predicado verbo nominal (núcleo verbal + núcleo nominal)

As atletas desfilaram pelo campo vitoriosas.

esse outro caso, o predicado tem dois núcleos: um é o verbo de ação “desfilar”, enquanto o outro é o adjetivo “vitoriosas”, que caracteriza o sujeito. Portanto, é um predicado verbo-nominal.

Leia também: Quais são os tipos de sujeito?

Exercícios resolvidos

Questão 1

Assinale a alternativa em que a oração tem predicado verbal.

A) Minha vida está uma bagunça.

B) O meu pai parecia furioso comigo.

C) Ele continua triste pelo término?

D) Minhas primas vivem desiludidas com aquela cidade.

E) Alguém entendeu esse filme?

Resposta

Alternativa E. As demais orações apresentam verbo de ligação, configurando predicado nominal.

Questão 2

(Vunesp)

Texto para a questão.

O casamento infeliz da corrupção com cumplicidade e a resultante crise de autoridade na vida pública (com reflexos em toda sociedade, inclusive na família) trazem à tona a questão da moralidade. (Não estou usando, de propósito, a palavra ética: a pobre anda humilhada demais.) Não se confunda moralidade com moralismo, que é filho da hipocrisia.

Moralidade faz parte da decência humana fundamental. Dispensa teorias, mas é a base de qualquer convívio e ordem social. Embora não necessariamente escrita, está contida também nas leis tão mal cumpridas do país. Todos a conhecem em seus traços mais largos, alguns a praticam. Moralidade é compostura. É exercer autoridade externa fundamentada em autoridade moral. É fiscalizar rigorosamente o cumprimento das leis sem ser policialesco. É respeitar as regras sem ser uma alma subalterna. Moralidade pode ser difícil num país onde o desregramento impera. Exige grande coragem dizer não quando a tentação (de roubar, de enganar, ou de compactuar com tudo isso) nos assedia de todos os lados, também de cima. Num governo, é o oposto de assistencialismo, que dá alguns trocados aos despossuídos, em lugar de emprego e educação, que lhes devolveriam a dignidade. É lutar pelo bem comum, perseguindo e escancarando a verdade mesmo que contrarie grandes e vários interesses.

(Lya Luft, Veja, 20.09.2006)

Sobre a oração — ... a pobre anda humilhada demais. — afirma-se que

I. O sujeito é a expressão a pobre.

II. O predicado é verbal.

III. O núcleo do predicado é o termo “anda”.

Está correto apenas o que se afirma em:

A) I

B) II

C) III

D) I e III

E) II e III

Resposta

Alternativa A. Apenas o que se afirma em I é correto. O sujeito da oração é “a pobre”; porém o núcleo do predicado é “humilhada”, que é o predicativo do sujeito. Portanto, trata-se de um predicado nominal, o que torna incorreto o que se afirma em II e III.

Fontes:

AZEREDO, José Carlos de. Gramática Houaiss da Língua Portuguesa. São Paulo: Parábola, 2021.

BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. 38ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2015.

CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2020.

CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 7ª ed. Rio de Janeiro: Lexikon, 2016.

Publicado por Guilherme Viana
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Classificação do predicado
Analisando os elementos da oração: Clique e conheça a classificação do predicado.
Sujeito
Entenda o que é o sujeito. Saiba como ele pode ser identificado. Descubra quais são os tipos de sujeito de uma oração.
Sujeito e predicado
Descubra o que é sujeito e predicado e saiba quais são os seus tipos. Aprenda também a identificá-los nas orações.
Tipos de Predicado e Predicativo
O núcleo do predicado e sua classificação.
Verbos de ligação
Clique aqui, saiba como identificar um verbo de ligação, entenda por que ele recebe tal classificação e veja exemplos.
video icon
Professora ao lado do texto"Aposto".
Português
Aposto
Aposto é o nome que se dá ao elemento sintático que se junta a outro a título de explicação ou de apreciação. Assista a esta videoaula e aprenda um pouco mais sobre o emprego e a classificação desse termo acessório da oração.