Whatsapp icon Whatsapp

Revolução de Outubro

A Revolução de Outubro, realizada em 1917, foi um levante armado conduzido pelos bolcheviques que levou esse grupo ao poder da Rússia.
Parada bolchevique durante a Revolução de Outubro em 1917.
A Revolução de Outubro se deu por meio de um levante armado conduzido pelos bolcheviques em outubro de 1917.

A Revolução de Outubro, realizada em 1917, é o evento que concretizou a Revolução Russa, tornando a Rússia a primeira nação socialista da história. Por meio dessa revolução (que se deu por meio de um levante armado), os bolcheviques chegaram ao poder.

A Revolução de Outubro foi realizada em um contexto de enorme crise social, política e econômica. O país colhia as consequências do seu envolvimento na Primeira Guerra Mundial, o que abriu espaço para o fortalecimento dos socialistas.

Leia também: Revolução de 1905 e o Domingo Sangrento na Rússia

Resumo sobre a Revolução de Outubro

  • A Revolução Russa, realizada em 1917, transformou a Rússia na primeira nação socialista da história.

  • Esse evento se deu por meio de um levante armado liderado pelos bolcheviques em Petrogrado.

  • Os bolcheviques eram liderados por Lenin, que defendia inúmeras transformações na Rússia.

  • A Rússia vivia uma enorme crise econômica por causa da participação na Primeira Guerra Mundial.

  • Com a ascensão dos bolcheviques, os sovietes foram enfraquecidos e uma centralização do poder ocorreu nas mãos de Lenin.

Contexto histórico da Revolução de Outubro

Em 1917, a Rússia estava no auge da sua agitação revolucionária. O país enfrentava uma forte crise em razão do seu envolvimento na guerra e isso fortaleceu os movimentos revolucionários em curso no país, sobretudo os bolcheviques, ligados ao Partido Operário Social-Democrata Russo (POSDR).

A situação da Rússia em 1917, no entanto, tem um longo contexto a ser entendido. A Rússia era uma nação economicamente frágil, possuindo uma forte dependência da agricultura e tendo uma indústria nascente e muito pequena ainda. Em relação a outras nações europeias, havia um grande atraso econômico na Rússia.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O país era governado pela monarquia absolutista dos czares e quem exercia o poder eram os Romanov, uma dinastia que detinha o poder desde o começo do século XVII. Essa dinastia era conhecida por ser autoritária, perseguindo seus críticos e mantendo a Rússia como uma nação extremamente desigual.

A Rússia possuía duas classes sociais privilegiadas — nobreza e clero — enquanto uma enorme massa de camponeses e operários era explorada e detinha uma qualidade de vida miserável. A fome era um enorme problema para essa camada da população e essa situação se agravou quando a Rússia se envolveu em dois conflitos: a Guerra Russo-Japonesa (1904-1905) e a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).

Além disso, a popularidade do czar (imperador) Nicolau II foi dizimada quando ele autorizou o massacre de pessoas que protestavam pacificamente em São Petersburgo durante o Domingo Sangrento, em 1905. Essa impopularidade do czar e os problemas da Rússia e do czarismo deram forças para movimentos de oposição, em especial os socialistas.

Os socialistas se organizavam em torno do POSDR, partido surgido no final do século XIX, e atuavam na clandestinidade, pois eram bastante perseguidos pela monarquia czarista. Em 1903, o partido se dividiu em dois grupos: mencheviques (minoria) e bolcheviques (maioria). O primeiro defendia que a implantação do socialismo acontecesse por meio de reformas e pela via eleitoral, enquanto o segundo defendia que isso deveria acontecer pela via revolucionária.

Retornando ao ano de 1917, a Rússia estava em uma situação delicada porque acumulava derrotas na Primeira Guerra Mundial e o conflito gerava uma crise de abastecimento gigantesca, o que aumentava o sofrimento da população, pois faltava comida. Por fim, as derrotas traziam um risco de que o país pudesse ser invadido pelos alemães.

Em resumo, a posição do czar se abalou, abrindo espaço para a sua queda, em fevereiro de 1917. Isso aconteceu na Revolução de Fevereiro, quando trabalhadores invadiram a Duma, parlamento russo, para exigir mudanças no país. Isso deu origem a um novo governo, que ficou conhecido como Governo Provisório.

Nicolau II autorizou a repressão da população, mas quando percebeu que suas tropas estavam ficando do lado do povo, abdicou do trono. Assim, a Rússia, durante o Governo Provisório, passou a ser governada primeiramente por Georgy Lvov e depois por Aleksandr Kerensky. Foi nesse momento que os bolcheviques viram sua popularidade escalar.

Leia também: Afinal, o que é socialismo?

Principais causas da Revolução de Outubro

Entre as principais causas da Revolução de Outubro está a incapacidade do Governo Provisório de resolver os problemas mais graves que o país enfrentava. A atitude do Governo Provisório que mais gerou insatisfação foi a manutenção do país na guerra. Isso fez com que o cenário de crise se estendesse no país.

A falta de alimentos, de combustível, de empregos e a alta inflação foram problemas graves que atingiram gravemente a população russa. Essa situação fortaleceu os bolcheviques, que atuavam por meio dos sovietes (comitês de trabalhadores).

Em resumo, as principais causas para a Revolução de Outubro foram:

  • manutenção da Rússia na Guerra;

  • crise econômica (desemprego, desabastecimento e inflação);

  • desejo de implantação do socialismo pela via revolucionária pelos bolcheviques.

Líder da Revolução de Outubro

O grande líder da Revolução de Outubro foi o revolucionário Vladimir Lenin. Ele era um importante membro do POSDR, sendo o grande representante dos bolcheviques e da saída revolucionária para a Rússia. Durante o Governo Provisório, foi anunciada anistia para os crimes políticos, permitindo que Lenin pudesse retornar ao país e encabeçasse os bolcheviques no processo de tomada do poder.

Foi ele quem popularizou um importante lema dos bolcheviques e que se tornou a pauta das exigências populares na Rússia durante o Governo Provisório: “Paz, pão e terra”. Os bolcheviques de Lenin também popularizaram o lema “Todo poder aos sovietes”, numa demonstração de que eles defendiam a ideia de poder popular.

Vladimir Lenin, o líder da Revolução de Outubro.
Vladimir Lenin, o líder da Revolução de Outubro.

Principais acontecimentos da Revolução de Outubro

A Revolução de Outubro e a ascensão dos bolcheviques ao poder ocorreram por meio de um levante armado. Esse levante aconteceu em 25 de outubro de 1917 (no calendário juliano) e uma série de combates aconteceu nas ruas de Petrogrado (São Petersburgo) entre as forças armadas dos bolcheviques e as tropas do governo.

Os principais prédios governamentais foram atacados pelas tropas bolcheviques e tomados por eles. No dia seguinte, o Palácio de Inverno foi tomado e essa situação levou os bolcheviques a anunciarem que haviam tomado o poder em nome dos sovietes e que estabeleciam naquele momento um Governo dos Operários e Camponeses de caráter provisório.

O novo governo estabelecido não teve o apoio dos mencheviques, e Aleksandr Kerensky esboçou uma reação contra os bolcheviques. No entanto, logo após, Kerensky fugiu da Rússia, deixando o caminho livre para a consolidação dos bolcheviques no poder. Algumas das ações relevantes tomadas pelos bolcheviques após conquistarem o poder foram:

  • nacionalização das terras russas;

  • estabelecimento de uma reforma agrária;

  • abolição de todos os símbolos que remetessem ao czarismo;

  • censura aos jornais “burgueses” e “contrarrevolucionários”;

  • manutenção da burocracia estatal russa sob o nome de Conselho dos Comissários do Povo;

  • criação de uma polícia política;

  • saída da Rússia da Primeira Guerra Mundial

Leia também: Leon Trotsky — outra liderança destacada no contexto da Revolução Russa

Qual a importância da Revolução de Outubro?

A Revolução de Outubro é um dos acontecimentos mais importantes da história mundial no século XX. Isso porque foi responsável por estabelecer a Rússia como a primeira nação socialista da história. Isso teve um impacto enorme, incentivando movimentos revolucionários de inspiração socialista em diferentes partes do planeta, sobretudo na Europa.

Consequências da Revolução de Outubro

  • Popularização do socialismo como alternativa político-ideológica.

  • Nacionalização das terras russas.

  • Fim da propriedade privada.

  • Concentração de poder nas mãos de Lenin.

  • Criação de uma burocracia para administração do Estado.

  • Extinção dos sovietes.

  • Guerra Civil Russa.

Fontes

FREEZE, Gregory L. (org.). História da Rússia. Lisboa: Edições 70, 2017.

GILBERT, Martin. A História do Século XX. São Paulo: Planeta, 2016.

HOBSBAWN, Eric. A era dos extremos: o breve século XX. 1941-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

Publicado por Daniel Neves Silva

Artigos Relacionados

Bolcheviques x Mencheviques
As diferenças entre esses dois grupos de oposição ao regime czarista russo.
Domingo Sangrento e a Revolução de 1905
Clique aqui e entenda a relação que há entre o massacre que ocorreu em São Petersburgo, conhecido como Domingo Sangrento, e a Revolução de 1905 na Rússia.
O Império Russo no início do século XX
O Império Russo no inicio do século XX, era imenso e constituído por diferentes povos com diversas línguas e tradições diferentes. A industrialização se deu de maneira mesmo assim o Império Russo continuou a ser agrário e arcaico.
Os sovietes e o duplo poder
Os sovietes se opunham ao Governo Provisório como órgão de poder dos trabalhadores contra os exploradores. Conheça!
Revolução Russa – o processo revolucionário e o Governo Lênin
Revolução Russa, Socialismo, czarismo, queda do czarismo, processo revolucionário russo, mundo contemporâneo, Nicolau II, Lênin, Trotski, Stálin, Exército Vermelho, bolcheviques, mencheviques, guerra civil, Primeira Guerra Mundial, NEP, planos qüinqüenais.
Vladimir Lenin
Clique aqui e saiba aspectos importantes da vida de Vladimir Lenin. Confira como foi a sua juventude, como ele aderiu ao socialismo e como foi o seu governo.
video icon
Escrito"A representação indígena na literatura brasileira" próximo à imagem de um índigena com cocar virado de costas.
Português
A representação indígena na literatura brasileira
A figura do indígena sempre esteve presente na literatura brasileira. Mas de que forma essa cultura foi representada? Quais são as implicações dessas imagens na construção do imaginário e da identidade cultural do povo brasileiro?