Whatsapp icon Whatsapp

Segunda Guerra sino-japonesa

A Segunda Guerra Sino-Japonesa foi um confronto entre China e Japão em consequência das ambições imperialistas japonesas sobre territórios chineses.
Tropas japonesas são recebidas por japoneses que moravam em Pequim durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa.
Tropas japonesas são recebidas por japoneses que moravam em Pequim durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa.

A Segunda Guerra Sino-Japonesa foi um conflito entre Japão e China iniciado em 1937 como consequência da expansão imperialista dos japoneses sobre o território chinês. Esse conflito, iniciado no Incidente da ponte Marco Polo, estendeu-se até 1945 com a rendição incondicional dos japoneses aos Aliados. O saldo dessa guerra foi cerca de 15 milhões de mortos ao longo de oito anos de conflito.

Antecedentes

Os conflitos do Japão com a China foram consequência de uma postura imperialista surgida no governo de Tóquio a partir do século XIX. Até a segunda metade do século XIX, o Japão era um país semifeudal e economicamente isolado do mundo. Esse quadro alterou-se com a Restauração Meiji de 1868. A partir da Restauração Meiji, o país sofreu grande modernização e desenvolvimento econômico.

O desenvolvimento econômico do Japão levou-o à ambição por novas terras para a exploração econômica. Isso aconteceu no contexto do avanço imperialista das nações europeias sobre o continente africano e asiático. A China, enfraquecida após uma sucessão de crises internas resultantes da interferência estrangeira, transformou-se no alvo do Japão.

As ambições do Japão sobre a China levaram a dois conflitos em um pequeno espaço de tempo. O primeiro desses conflitos foi a Primeira Guerra Sino-Japonesa (1894-1895), que resultou da disputa entre os dois países pela influência sobre a Coreia. Ao final dessa guerra, os japoneses venceram e garantiram o controle sobre Taiwan, eliminando qualquer influência econômica da China sobre o país. Além disso, o Japão impôs pesada indenização sobre a China.

O segundo conflito foi a Guerra russo-japonesa (1904-1905), em que foi disputado o controle da Península Liaotung (parte da Manchúria) e de Port Arthur (importante porto da região). A vitória do Japão sobre a Rússia foi vista com surpresa, pois os observadores internacionais acreditavam em uma vitória russa. A vitória assegurou aos japoneses o controle sobre as regiões disputadas.

As conquistas japonesas levaram a uma onda de euforia e entusiasmo no Japão, que, aliado a uma doutrinação extensiva, desenvolveu um forte nacionalismo defensor de ambições imperialistas. Ao longo das décadas de 1920 e 1930, houve no Japão um regime autoritário de extrema-direita que alimentou o militarismo nacionalista e o imperialismo japonês.

Esse discurso nacionalista e imperialista do Japão afirmava que a missão na China era única e exclusivamente civilizatória, mas sabe-se que os interesses japoneses eram motivados por questões econômicas. Durante a década de 1930, dois incidentes levaram à invasão japonesa da Manchúria (região nordeste da China) e, por fim, ao início da guerra.

Primeiramente, ocorreu o Incidente Mukden em 1931, no qual um ataque forjado a uma ferrovia japonesa na Manchúria foi usado como pretexto pelo Japão para invadir o território. Após a invasão, foi criado o Império de Manchukuo, um Estado fantoche do Japão, que determinava as ações de acordo com seus interesses.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O outro acontecimento foi o Incidente da Ponte Marco Polo em julho de 1937. Nesse incidente, um confronto entre tropas chinesas e japonesas ocorreu após um desentendimento. Esse confronto levou ao rompimento das relações entre o Japão e a China. Assim, ao atacar a China, o Japão deu início à guerra.

Segunda Guerra Sino-Japonesa

A Segunda Guerra Sino-Japonesa foi marcada, principalmente, pela extrema violência demonstrada pelos exércitos japoneses contra os chineses. A resistência chinesa ficou a cargo de dois grandes grupos:

  • nacionalistas, liderados por Chiang Kai-shek;

  • comunistas, liderados por Mao Tsé-Tung.

Apesar da ação desses grupos, a resistência chinesa foi considerada bastante ineficaz, pois acumulou derrotas para os exércitos japoneses ao longo da guerra, mesmo com apoio estrangeiro. Acerca da violência, o historiador Max Hastings afirma que a brutalidade do exército japonês era uma característica institucionalizada dos altos escalões para os soldados. Esse historiador mencionou ainda inúmeros relatos sobre a violência cometida pelo Japão durante a guerra, como o seguinte:

Os camponeses chineses chamavam os ocupantes japoneses de “YaKe”, que significa “mudo” porque poucos se dignavam a aprender ou a falar chinês. “O tratamento YaKe” descrevia a perfuração de pernas de um homem ou de uma mulher com um bambu afiado, castigo costumeiro para supostas desobediências chinesas|1|.

Além desses atos de violência, destacou-se o grande massacre promovido na cidade de Nanquim entre 1937 e 1938. Nesse período, os japoneses realizaram estupros sistemáticos e indiscriminados contra as mulheres chinesas em Nanquim. Acredita-se que o número de mortos em Nanquim possa ter chegado aos 300 mil, e o de mulheres estupradas, a aproximadamente 20 mil. Esse episódio ficou conhecido como o Grande Estupro de Nanquim.

A Segunda Guerra Sino-Japonesa foi encerrada em 1945 com a rendição incondicional do Japão aos Aliados (a China fazia parte dos Aliados junto das principais forças: EUA, URSS e Reino Unido). A rendição japonesa aconteceu em 14 de agosto de 1945 após o lançamento de duas bombas atômicas sobre o Japão.

Com a derrota japonesa, a China recuperou todas as terras que havia perdido para o Japão ao longo dos anos. Os crimes cometidos pelo exército japonês durante a guerra foram julgados no Tribunal Militar Internacional para o Extremo Oriente, que contou com representantes de onze países. O representante chinês chamava-se Mei Ju-ao.

|1| HASTINGS, Max. O mundo em guerra 1939-1945. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2012, p. 449.

Publicado por Daniel Neves Silva
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Bomba nuclear: uma arma explosiva com alto poder destrutivo
A história do surgimento da bomba atômica
A criação da bomba atômica marcou a história da humanidade.
Imagem de soldados soviéticos que atuaram na Batalha de Khalkhin Gol em 1939*
Batalha de Khalkhin Gol
Você já ouvir falar da Batalha de Khalkhin Gol? Essa batalha aconteceu entre soviéticos e mongóis contra os japoneses em 1939, pouco antes da Segunda Guerra Mundial. Veja a importância histórica dessa batalha vencida pelos soviéticos e por que ela afetou os rumos da Segunda Guerra.
Monumento construído no Rio de Janeiro em homenagem aos soldados brasileiros que lutaram na Segunda Guerra *
Brasil na Segunda Guerra Mundial
Entenda a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial com o envio de 25 mil soldados da Força Expedicionária Brasileira.
Soldados americanos desembarcando na praia de Omaha, na Normandia, durante o Dia D, em 1944
Fases da Segunda Guerra Mundial
Conheça a trajetória da Segunda Guerra Mundial no continente europeu em suas duas fases.
Memorial vietnamita em homenagem à vitória obtida na Batalha de Dien Bien Phu *
Guerra da Indochina
Conheça o processo de descolonização da Indochina Francesa a partir da Guerra da Indochina, conflito que se estendeu de 1946 a 1954.
Guerra do Vietnã
Acesse o site e veja como se desenvolveu a Guerra do Vietnã. Acompanhe de que forma a opinião pública norte-americana se comportou durante o conflito.
Imagem do cerco japonês a Port Arthur na fase final da guerra *
Guerra russo-japonesa
Clique e entenda como a disputa pelo controle da Manchúria resultou no conflito entre Japão e Rússia, que ficou conhecido como Guerra russo-japonesa.
O general Douglas MacArthur liderou a ocupação americana no Japão
Japão após a Segunda Guerra Mundial
Entenda como o Japão conseguiu garantir Hirohito como Imperador após a rendição na Segunda Guerra Mundial.
Na imagem, o xogum Keiki, o último xogum existente no Japão
Restauração Meiji
Clique e entenda a Restauração Meiji, processo responsável pela modernização e desenvolvimento econômico do Japão.
Wu Lien-teh
Acesse este texto para saber da vida de Wu Lien-teh. Veja o papel do médico no combate a uma epidemia de peste pneumônica na Manchúria, entre 1910 e 1911.
video icon
História
Primavera Árabe
Assista a nossa videoaula para conhecer a história da Primavera Árabe. Confira também no nosso canal outras informações sobre a Idade Contemporânea e o Oriente Médio.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas.