Ácidos graxos

Os ácidos graxos são compostos orgânicos que possuem apenas um grupo carboxila em uma de suas extremidades (são monocarboxílicos), de cadeias abertas, longas, com 4 a 22 átomos de carbono (geralmente um número par), que podem ser saturadas ou insaturadas.

Esses compostos são ácidos provenientes de óleos e gorduras vegetais e animais. A seguir temos os principais exemplos:

Principais ácidos graxos saturados e insaturados

Os ácidos graxos insaturados costumam ser divididos em monoinsaturados (que possuem apenas uma insaturação em sua cadeia carbônica) e poli-insaturados (que possuem duas ou mais insaturações). O ácido oleico é insaturado, e os demais mencionados são poli-insaturados.

Todos os ácidos graxos saturados são de cadeia linear, enquanto os insaturados não são, pois conforme se pode observar no nome oficial deles, eles realizam isomeria cis-trans nas ligações duplas. Acima temos apenas os isômeros cis, porque somente eles são essenciais para a nutrição animal, sendo predominantes na natureza, pois sua ocorrência natural é de 90% em relação aos isômeros trans. Os isômeros trans ocorrem em pequena quantidade nos animais e não estão presentes nos vegetais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Estruturas dos ácidos linolênico e linoleico, que são, respectivamente, o ômega-3 e ômega-6

A gordura trans, além de não ser essencial para o organismo, pode causar problemas de saúde, pois seu consumo pode aumentar o colesterol no sangue e levar a doenças coronárias. Por outro lado, o consumo de alimentos ricos nos isômeros cis mencionados diminui o risco de doenças do coração.

Os ácidos graxos essenciais ômega 3  podem ser encontrados em peixes gordurosos e em óleos de linhaça, canola e nozes

Os ácidos graxos com mais de dez carbonos na cadeia são chamados de ácidos graxos superiores.

Quando três moléculas de ácidos graxos superiores ligam-se à glicerina, são formados os glicerídeos, por serem triésteres chamados de triglicerídeos e também são óleos e gorduras de origem vegetal e animal. A diferença é que os óleos vêm de ácidos graxos insaturados e as gorduras de ácidos graxos saturados.

Exemplos de alimentos que são fontes de ácidos graxos ômega 3: linhaça, peixes gordurosos, alface, abóbora, sementes de abóbora, azeite e feijão
Exemplos de alimentos que são fontes de ácidos graxos ômega 3: linhaça, peixes gordurosos, alface, abóbora, sementes de abóbora, azeite e feijão
Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça
Assista às nossas videoaulas
Assuntos relacionados
Muitos aromatizantes e flavorizantes usados em balas e doces são produzidos por meio de reações de esterificação
Reações de esterificação
Conheça as reações de esterificação que produzem essências usadas na indústria alimentícia.
Fóssil de um Dinossauro Rex.
Datação de fósseis
Datação de fósseis, arqueologia, idade de um fóssil, Carbono 14, Carbono 12, bombardeio de raios cósmicos, carbono radioativo, radioisótopo, meia-vida do carbono.
O buna-N e o buna-S são copolímeros empregados na fabricação de pneus de automóveis
Copolímeros
Entenda como se dá a formação dos copolímeros por mais de um tipo de monômero. Veja também os principais copolímeros utilizados e produzidos atualmente.