Whatsapp icon Whatsapp

Descoberta da primeira partícula subatômica: o elétron

Thomson observa seu experimento com o tubo de raios catódicos, que o levaria à descoberta do elétron
Thomson observa seu experimento com o tubo de raios catódicos, que o levaria à descoberta do elétron

Há cerca de 2500 anos já se sabia da natureza elétrica da matéria. Por exemplo, o filósofo grego Tales de Mileto (640-546 a.C) observou que quando se atritava o âmbar com pelos de animais ou tecidos leves, ele atraía objetos leves.

O âmbar é uma resina fóssil excretada por algumas espécies de árvores, como proteção. Por exemplo, se algum inseto ou animal tentar adentrar a cerne da árvore, ela excreta essa resina que imobiliza o invasor. Com o tempo, ela perde água e se solidifica, aprisionando o ser dentro de si. Por isso, ela é uma resina fóssil.

A palavra âmbar vem da palavra grega eléktron.

O âmbar é uma resina vegetal fossilizada que ao ser atritada com pelos de animais e tecidos leves fica eletrizada.

No final do século XVIII, o cientista Benjamin Franklin conseguiu explicar que isso ocorria porque, quando dois objetos são atritados, eles ficam eletrizados com cargas de sinais opostos e que passam a se atrair, enquanto que cargas elétricas de mesmo sinal se repelem.

Na década de 1850 foi criada a ampola de Crookes, também chamada de tubo de raios catódicos: um tubo de vidro, preenchido por gases à baixa pressão e que possuíam eletrodos, isto é, um polo negativo (cátodo) e um positivo (ânodo), ligados a um gerador.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quando se submetia esse esquema a uma ddp muito elevada, observava-se um feixe de luz que saía do cátodo e ia para o ânodo; por essa razão, denominados raios catódicos.

Ampola de Crookes ou Tubo de raios catódicos.

O físico inglês J. J. Thomson (1856-1940) usou essa ideia e, em 1897, colocou um campo elétrico externo ao tubo de raios catódicos. Ele observou que o feixe era desviado no sentido da placa positiva, sendo, portanto, partículas negativas.

Ele observou também que podia repetir esse experimento com o mesmo resultado, pois mesmo se mudasse os gases que se encontravam dentro do tubo, o valor da carga elétrica sobre a massa seria sempre igual a 1,758805 . 1011 C. kg-1. Isso era significativo, pois mostrava que era uma característica de toda matéria e consequentemente do constituinte da matéria: o átomo.

Desse modo, descobriu-se a existência da primeira partícula subatômica: o elétron.

Assim, somente depois de mais de 2000 anos é que foi possível explicar o que Tales de Mileto observou: quando dois materiais são atritados, elétrons são transferidos de um para o outro e é por isso que um fica carregado positivamente (falta de elétrons) e o outro negativamente (excesso de elétron).

Publicado por Jennifer Rocha Vargas Fogaça
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Conceito e Características dos Gases
Saiba mais sobre as principais características que delimitam os gases ideais.
Separação de misturas heterogêneas
Filtração, decantação, ventilação, sublimação, separação magnética, misturas heterogêneas, filtro de algodão, filtro de papel, filtro de porcelana, limalha, pó de enxofre.
Transformações gasosas
Clique para entender o que são as transformações gasosas. Conheça os quatro tipos de transformações gasosas e suas características. Veja alguns exemplos.
video icon
Professora ao lado do texto"Verbos irregulares".
Português
Verbos irregulares
Sabendo que o estudo de verbos não é uma tarefa fácil, nesta videoaula esclareceremos as formas de flexão dos verbos irregulares, ou seja, aqueles que, ao serem conjugados, apresentam alteração em seu radical ou em sua terminação. Não deixe de assistir!