Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Curiosidades Químicas
  4. Dureza do diamante no tratamento odontológico

Dureza do diamante no tratamento odontológico

Existe algo mais duro que um diamante? Se você ainda não tem uma noção da dureza deste material, imagine-se sentado na cadeira de seu dentista. Ele pega uma broca para fazer restauração e começa a tocá-la na superfície de seus dentes, estes por sua vez, vão se esculpindo conforme o aparelho vai sendo usado.
Mas o que torna as brocas tão resistentes?

As brocas usadas no tratamento de seus dentes são diamantadas, possuem minúsculos cristais de diamante que permitem ao objeto, retirar porções careadas de seus dentes. Portanto, não há dente que resista à tamanha dureza. Vamos agora saber sobre a química dos diamantes?

Os diamantes são compostos formados unicamente por carbono (C), sendo que estes se ligam por meio de ligações covalentes. Como o carbono é tetravalente, quer dizer então que cada átomo de C se liga a outros quatro, covalentemente.

Os elétrons compartilhados neste tipo de ligação garantem que os átomos estejam fortemente estruturados, portanto, as ligações dificilmente serão quebradas, daí o porquê da dureza do material.
O diamante compõe utensílios usados pelos dentistas.
O diamante compõe utensílios usados pelos dentistas.
Publicado por: Líria Alves de Souza
Assuntos relacionados
Estádio Nacional.
Tecnologia contra o mau tempo em Pequim
Jogos Olímpicos de Pequim, poluição atmosférica em Pequim, chuvas artificiais, rendimento dos atletas, chuva nas olimpíadas de Pequim, tecnologia chinesa, iodeto de prata, catalisador usado para acelerar a reação, cartucho de nitrogênio.
Bombas de gás lacrimogêneo para acalmar manifestantes.
Gás Lacrimogêneo contra o vandalismo
Gás Lacrimogêneo contra o vandalismo, Spray de pimenta, protestos violentos, Primeira Guerra Mundial, classe dos Haletos, grupo dos Halogênios, lágrimas incessantes, o-Clorobenzilideno malononitrilo, agente incapacitante, sensação de queimadura.
Fotoquímica
Fotoquímica, energia química, Fotólise da Água, Fotofosforilação, NADP, Reação de claro, ATP, fotossíntese de plantas, fonte de energia, molécula de clorofila, energia luminosa, constituição celular, processo fotossintético das plantas, absorção de luz.
Antitranspirantes: por que são eficientes?
Cheirando bem com desodorantes
Qual a composição dos inibidores do mau cheiro? Saiba aqui.