Nomenclatura dos álcoois

A nomenclatura oficial dos álcoois segue as mesmas regras estabelecidas pela IUPAC para os hidrocarbonetos, com apenas uma diferença: como o grupo funcional é diferente, o sufixo é “ol” no lugar de “o”, que é o usado para os hidrocarbonetos.

Esse sufixo indica a presença do grupo funcional dos álcoois (OH) ligado a um ou mais carbono(s) da cadeia. Assim, as regras a serem obedecidas são:

Componentes principais da nomenclatura de álcoois

Por exemplo:

H3C — OH: met + an + ol = metanol

H3C — CH2 — OH: et + an + ol = etanol

Observe que nesses casos o grupo OH só tinha uma opção de ligação, portanto não foi preciso numerar a cadeia. No entanto, se o álcool apresentar três carbonos ou mais em sua cadeia principal, é necessário numerar sua posição. É importante lembrar que essa numeração deve começar a partir da extremidade mais próxima do grupo OH. Vejamos como isso se dá em três casos diferentes:

1.      Nomenclatura de monoálcoois:

Monoálcoois são aqueles compostos que apresentam apenas um grupo OH em sua estrutura.

1.1.Exemplos de nomenclatura para monoálcoois não ramificados:

H3C — CH2 — CH2 — OH: propan-1-ol

           OH
            |
H3C — CH —CH3: propan-2-ol

           OH
            |
H3C — CH — CH— CH3: butan-2-ol

                                   OH
                                   |
H3C — CH2 — CH— CH —CH2 — CH3: hexan-3-ol

1.2.Exemplos de nomenclatura para monoálcoois ramificados:

Nesse caso é necessário numerar as posições das ramificações também e citá-las no início do nome do composto:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Exemplo de monoálcool com uma ramificação

Se houver mais de uma ramificação, elas são todas citadas em ordem alfabética:

Exemplo de monoálcool com mais de uma ramificação

Note que a ordem alfabética é mantida sem a interferência do sufixo “di”. Além disso, se o monoálcool for insaturado, isto é, se houver uma ou mais ligações duplas ou triplas entre carbonos, deve-se numerar também o lugar da insaturação*:                

                              OH
                               |
H3C — CH = CH — CH — CH2 — CH3: hex-2-en-3-ol

2.      Nomenclatura de poliálcoois:

Poliálcoois são aqueles compostos que apresentam mais de um grupo OH em sua estrutura. Nesses casos, basta acrescentar os sufixos que indicam a quantidade, como: di, tri, tetra, etc.

Veja o exemplo:

    OH   OH
     |      |
H2C — CH2: etanodiol

3. Nomenclatura de álcoois cíclicos:

Basta acrescentar a palavra ciclo no início. O restante é igual, porém a cadeia principal sempre será o ciclo.

Exemplos:

           OH  
            | 
H2C — CH
     |      |      : ciclobutanol
H2C — CH2

    OH  
     |   
HC — CH—CH3
    |       |            : 2-metil-ciclobutanol
H2C —CH2


* Se o grupo OH estiver ligado diretamente ao carbono que está realizando a dupla ligação, essas regras não se aplicam, pois esse composto não faz parte do grupo dos álcoois; na realidade ele é um enol.

O etanol (usado como combustível) recebe esse nome por conter apenas dois átomos de carbono em sua estrutura
O etanol (usado como combustível) recebe esse nome por conter apenas dois átomos de carbono em sua estrutura
Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça
Assista às nossas videoaulas
Assuntos relacionados
O principal representante dos álcoois é o etanol
Álcoois
Conheça o grupo funcional dos álcoois, sua nomenclatura e principais utilizações no cotidiano.
Anilina
Fenilamina, Anilina, compostos aromáticos, líquido oleoso incolor, solúvel em álcool e éter, substância venenosa, alcatrão mineral, coramento de células para serem vistas ao microscópio, azul-de-metileno, sais de diazônio, Otto Unverdorben, destilação seca do anil ou do índigo.
Estruturas químicas dos cloretos de ácidos carboxílicos: cloreto de etanoíla e cloreto de benzoíla.
Cloretos de ácidos carboxílicos
Conheça os derivados de ácidos carboxílicos denominados cloretos de ácido ou cloretos de acila.
O 3-metilbutan-1-tiol está no líquido que o cangambá utiliza como arma de defesa. Esse é um exemplo do odor desagradável que os tiocompostos possuem!
Tiocompostos ou Compostos Sulfurados
Sabe aqueles cheiros desagradáveis como o do gambá, do alho e do gás de cozinha? Todos esses casos estão ligados à presença de tiocompostos. Saiba mais aqui!
Fórmula estrutural do etanol, álcool que pode ser obtido por hidratação de alceno
Hidratação em alcenos
Conheça como ocorre a hidratação de um alceno e seus principais produtos. Clique já!
Estrutura em 3D do enol chamado but-2-en-2ol
Nomenclatura dos enóis
Aprenda os passos necessários para realizar a nomenclatura dos enóis!
Um tioálcool é adicionado ao gás do botijão para que detectemos vazamento
Tioalcoóis
Clique e conheça as características e a nomenclatura da função orgânica Tioalcoóis!
Representação de uma molécula de álcool etílico
Nomenclatura usual para álcoois
Conheça a regra de nomenclatura usual para álcoois e aprenda a utilizá-la por meio de alguns exemplos.
O xilitol é utilizado como adoçante de um grande número de produtos
Xilitol
Clique e saiba mais sobre o principal adoçante do momento, o xilitol, conhecendo suas características, formas de obtenção e utilizações diversas.
Aminas são produzidas na decomposição de peixes.
Aminas
Bases orgânicas, amônia, Aminas alifáticas, trimetilamina, putrescina, cadaverina, diaminas alifáticas saturadas, alcalóides, vulcanização da borracha, preparação de corantes, fabricação de sabões, produção de medicamentos, Amina terciária, Amina secundária, Amina primária, reação com ácido nitroso.
Representação dos átomos presentes na molécula de THC
THC: composição química do principal componente da maconha
Conheça a composição química do principal componente da maconha: o THC!