Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Biopirataria

Biopirataria

A biopirataria pode ser definida como a utilização de recursos naturais e conhecimento tradicional sobre esses recursos sem a autorização do Estado.

Biopirataria é o nome dado à exploração e utilização de recursos naturais ou conhecimento tradicional a respeito desses recursos de forma ilegal. O tráfico de animais, a extração de princípios ativos e a utilização do conhecimento da população indígena sem autorização são exemplos de biopirataria.

A biopirataria no Brasil teve início na época do descobrimento, quando ocorreu uma intensa exploração de pau-brasil, uma espécie de porte médio da família das leguminosas. Essa espécie, que era usada pelos indígenas para a fabricação de corantes, foi levada para a Europa pelos portugueses. Iniciou-se aí a exploração da planta e a utilização do conhecimento tradicional.

Por ter uma grande biodiversidade, ainda hoje há uma grande exploração dos recursos naturais sem autorização no nosso país. Com os avanços na área da biotecnologia, a exploração tornou-se ainda maior, uma vez que transportar material genético é mais “simples” do que transportar um animal ou uma planta, por exemplo.

A exploração ilegal dos recursos naturais e do conhecimento tradicional gera grandes prejuízos para um país, tanto econômicos quanto ambientais. No que diz respeito à economia, o país é prejudicado porque a comercialização dos produtos gera lucros que não são repartidos de forma justa para o país detentor do recurso e para as comunidades tradicionais.

A biopirataria também causa danos ao meio ambiente, pois coloca em risco a biodiversidade de uma área. Ao explorar fortemente uma espécie, sua população diminui e, consequentemente, elevam-se os riscos de extinção.

Convenção sobre Diversidade Biológica

Em 1992, durante a ECO-92, foi estabelecida a Convenção sobre a Diversidade Biológica, que tem como objetivo “ a conservação da diversidade biológica, a utilização sustentável de seus componentes e a repartição justa e equitativa dos benefícios derivados da utilização dos recursos genéticos, mediante, inclusive, o acesso adequado aos recursos genéticos e a transferência adequada de tecnologias pertinentes, levando em conta todos os direitos sobre tais recursos e tecnologias, e mediante financiamento adequado”.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

De acordo com essa convenção, também ficou estabelecido que cada país tem direito sobre seus recursos naturais, podendo explorá-los, desde que esse ato não cause danos ao meio ambiente que afetem outros países. Fica claro, portanto, que os recursos naturais não são patrimônio da humanidade e nenhum outro país pode explorar uma área sem a devida autorização.

Alguns casos importantes de biopirataria no Brasil

- Em 1746, o cacau foi levado da Bahia para a África e Ásia, onde o produto começou a ser utilizado e vários derivados foram produzidos. Diante do sucesso das plantações, a produção do cacau tornou-se uma das principais atividades econômicas nesses locais.

- Em 1876, várias sementes de seringueira foram levadas para Inglaterra e distribuídas para colônias asiáticas. Quando as árvores cresceram nesses locais, cerca de 40 anos depois, eles se tornaram os maiores produtores de látex.

- O cupuaçu, fruta típica da Amazônia e da mesma família do cacau, também foi alvo de exploração. Empresas japonesas patentearam o fruto e registraram um chocolate feito com o caroço de cupuaçu (cupulate). Diante disso, nosso país não podia exportar o produto utilizando o nome cupuaçu e cupulate sem o pagamento de royalties. Entretanto, esse produto já havia sido criado pela Embrapa e uma grande mobilização foi feita para quebrar a patente. Felizmente, a patente japonesa foi quebrada em 2004.

- Uma espécie de rã da Amazônia (Epipedobates tricolor) também foi alvo da biopirataria. Cientistas obtiveram rãs de forma ilegal, estudaram seu veneno e produziram um produto com propriedades analgésicas, o qual patentearam.

O cupuaçu, assim como várias outras espécies, foi alvo da biopirataria
O cupuaçu, assim como várias outras espécies, foi alvo da biopirataria
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Assuntos relacionados
Origem da vida
Entenda mais sobre a origem da vida por meio deste texto. Conheça as ideias do criacionismo, da panspermia e da hipótese criada por Oparin e Haldane.
A gravidez é marcada por sérias modificações físicas e psicológicas na mulher.
Gravidez
Aprenda um pouco mais a respeito da gravidez, um importante processo que ocorre no corpo da mulher e resulta na formação de um novo indivíduo.
A coloração das folhas de hortelã ocorre em virtude da presença de clorofila
Por que as plantas são verdes?
Compreenda por que algumas plantas são verdes e outras não.
Alcoolismo: um problema de dependência psicológica
Alcoolismo
Alcoolismo, Doenças crônicas, Dependência química, Depressão, Vício, Bebidas alcoólicas, Exclusão comportamental, Hábitos adquiridos e/ou transmitidos geneticamente, Tendência ao consumo de bebidas, Cirrose hepática, Abstinência, Alcoólicos Anônimos (AA), Reabilitação.
Chamado popularmente de verdura, e cientificamente como fruto.
Vegetais comestíveis
Canal que traz informações sobre diversas frutas, verduras, legumes, dentre outras peças vegetais.
Fisiologia
Aprenda mais sobre fisiologia clicando aqui! Neste texto falaremos um pouco mais sobre o estudo da fisiologia humana, animal e vegetal.
A ornitologia é a área da Biologia que estuda as aves. Fotografia: Fabrício Hiroiuki Oda
Algumas áreas da Biologia
Você sabe o que é Ornitologia? E Herpetologia? Ficologia, Micologia, Etologia, Entomologia...? Não? Saiba aqui a definição desta e de outras áreas da Biologia.
É injetado álcool puro na veia dos micos para que fiquem quietos.
Tráfico de animais
Tráfico de animais, o que é tráfico de animais, a captura dos animais silvestres, como os animais são transportados, o tráfico de animais no Brasil, perigos da criação de animais silvestres.
Armas biológicas são feitas com agentes patológicos.
Armas biológicas
Dependendo do agente patológico utilizado nas armas biológicas, elas podem matar a sociedade em cinco dias. Confira!
Tráfico de Animais no Brasil
Confira aqui como ocorre a prática do tráfico de animais no Brasil!