Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Genética
  4. Cromossomos

Cromossomos

Os cromossomos são formados por longos fios de DNA associados a proteínas denominadas de histonas. Podem ser vistos no microscópio em células metafásicas.

Os cromossomos são longos fios de DNA associados a proteínas histonas em um arranjo complexo que pode ser visto no microscópio ótico em células na fase de metáfase da divisão celular. Essas estruturas ficam localizadas no núcleo e variam de uma espécie para outra. No homem, existem 46 cromossomos em cada célula somática.

Estrutura do cromossomo

Os cromossomos apresentam uma estrutura básica: uma molécula de DNA que apresenta porções enroladas em grãos formados por oito moléculas de uma proteína denominada de histona. Cada grão de histona com DNA enrolado recebe o nome de nucleossomo. Os nucleossomos próximos uns dos outros enrolam-se, formando uma espécie de mola, que é chamada de fibra cromossômica. Essa fibra associa-se a proteínas estruturais que garantem a sustentação, formando o cromonema. A condensação do cromonema leva à formação do cromossomo.

O cromossomo condensado apresenta uma região mais afilada denominada de centrômero, o local onde os microtúbulos prendem-se no momento da divisão celular. A posição dos centrômeros promove a divisão do cromossomo em duas partes: os braços cromossômicos. Assim sendo, um cromossomo simples possui dois braços e um centrômero.

Quando a célula prepara-se para a divisão celular, ocorre a duplicação dos cromossomos, originando uma estrutura idêntica que permanece conectada à outra pela proteína coesina. Essas cópias são chamadas de cromátides irmãs e continuam conectadas até o momento da divisão conhecido como anáfase.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Nas extremidades de cada cromossomo, há uma região denominada de telômero que protege o cromossomo da degradação, garantindo sua estabilidade estrutural.

Classificação dos cromossomos

Utilizando como base os braços cromossômicos, podemos classificar os cromossomos em quatro tipos:

  • Metacêntrico: O cromossomo apresenta seu centrômero localizado bem no centro, tendo, portanto, braços do mesmo tamanho.

  • Submetacêntrico: Os braços possuem tamanho desigual, mas o centrômero é pouco deslocado do centro.

  • Acrocêntrico: Os braços possuem tamanhos diferentes, pois um é bem maior que o outro em virtude do centrômero localizado perto de uma das extremidades.

  • Telocêntrico: Nesses casos, existe praticamente um único braço por causa da posição do centrômero, que se localiza bem na extremidade do cromossomo.

Cromossomos autossomos e cromossomos sexuais

Os cromossomos podem ser sexuais ou autossomos. Os cromossomos sexuais são os responsáveis pela determinação do sexo, e os autossomos ocorrem tanto em homens quanto em mulheres. A espécie humana apresenta 46 cromossomos, sendo 44 autossomos e dois sexuais. Na mulher, encontram-se dois cromossomos sexuais X; no homem, há um cromossomo X e outro Y.

Os cromossomos são fios de DNA associados a proteínas
Os cromossomos são fios de DNA associados a proteínas
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Lista de Exercícios

Questão 1

Os cromossomos são formados por:

a) DNA exclusivamente.

b) DNA e proteínas, como a proteína histona.

c) DNA e RNA.

d) RNA exclusivamente.

e) RNA e proteínas, como a proteína histona.

Questão 2

Quando queremos observar os cromossomos, qual a melhor fase da divisão celular para realizar essa tarefa?

a) Prófase.

b) Metáfase.

c) Anáfase.

d) Telófase.

e) Citocinese.

Mais Questões
Assuntos relacionados
As mutações são modificações no DNA
Mutação
Entenda o que é mutação, seus principais tipos e importância!
Os cromossomos apresentam genes que determinam nossas características
Homozigoto e heterozigoto
Entenda o significado dos termos homozigoto e heterozigoto e amplie seus conhecimentos em Genética, a ciência que estuda a hereditariedade.
A aneuploidia é um tipo de alteração numérica em que ocorre o aumento ou diminuição de um tipo de cromossomo
Aneuploidias
Entenda as aneuploidias, alterações cromossômicas numéricas que levam ao aumento ou diminuição de um tipo específico de cromossomo.
Alterações cromossômicas numéricas ocorrem quando o número de cromossomos em uma espécie apresenta-se maior que o normal
Euploidias
Compreenda o que são euploidias, seus principais tipos e como essas alterações numéricas surgem nos organismos.
A pelagem dos labradores é um exemplo de epistasia recessiva
Epistasia
Saiba mais sobre a epistasia, um tipo de interação gênica em que os alelos de um gene inibem ou mascaram a ação de outro gene.
Mais de um gene pode estar relacionado com a determinação de apenas uma característica
Interação gênica
Entenda o que é a interação gênica, sua importância na determinação do fenótipo e a diferença entre interações epistáticas e não epistáticas.
Nossos gametas são exemplos de células haploides
Células haploides, diploides e poliploides
Aprenda a diferença entre células haploides, diploides e poliploides e conheça quais delas estão presentes naturalmente em seres humanos.
O cromossomo pode sofrer modificações em sua estrutura
Alterações cromossômicas estruturais
Que tal aprender mais sobre as alterações cromossômicas estruturais? Clique aqui e descubra o que são essas alterações, quais fatores influenciam a sua ocorrência e a diferença entre os quatro tipos básicos de alterações cromossômicas estruturais: deleções, duplicações, inversões ou translocações.
Diferença entre células procarióticas e eucarióticas
Você sabe a diferença entre células procarióticas e eucarióticas? Clique aqui e amplie seus conhecimentos sobre esses dois tipos celulares e conheça suas diferenças.
O DNA é um acido nucleico que se relaciona com a hereditariedade
DNA
Saiba mais sobre o DNA (ácido desoxirribonucleico), um ácido nucleico que garante a transmissão da informação genética de um indivíduo para outro.
Os genes são porções de DNA contidas nos cromossomos
Genes e cromossomos
Aprenda mais sobre genes e cromossomos, dois conceitos que são relacionados entre si e essenciais para a compreensão dessa parte da Biologia.
Mão de uma criança com Síndrome de Down.
Alterações Cromossômicas
Síndromes ocasionadas por mutações cromossômicas.
O esquema da cadeia polinucleotídica (dupla fita complementar).
Replicação do DNA
Um mecanismo de duplicação semiconservativa das informações genéticas.
O duplo filamento complementar da molécula de DNA.
Ácidos Nucleicos
Saiba mais sobre o ácido desoxirribonucleico (DNA) e o ácido ribonucleico (RNA).
Genótipo e Fenótipo
Clique e entenda as particularidades e relações entre genótipo e fenótipo.