Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Genética
  4. Importância do Fator Rh

Importância do Fator Rh

O fator Rh, assim como o sistema ABO, foi descoberto pelo médico Karl Landsteiner com a colaboração do também médico Alex Wiener no ano de 1940. Essa descoberta se deu a partir de pesquisas feitas com macacos do gênero Rhesus. Durante as pesquisas, os médicos observaram que quando o sangue do macaco era colocado em contato com amostras de sangue humano, 85% dessas amostras se aglutinavam, enquanto que nos 15% restante não ocorria nada. Diante disso, concluiu-se que as hemácias do macaco Rhesus apresentavam um antígeno, também chamado de aglutinogênio, que eles batizaram de fator Rh. Ao entrar em contato com esse antígeno, o corpo respondia produzindo um anticorpo ou aglutinina, que os pesquisadores chamaram de anti-Rh, para combater esse antígeno.

Após essas primeiras amostras, os pesquisadores colheram o sangue de diversas outras pessoas. Todas as pessoas cujas hemácias se aglutinavam quando eram colocadas em contato com o anticorpo anti-Rh foram chamadas de Rh positivas ou Rh+, indicando que as hemácias dessas pessoas apresentavam o fator Rh como o encontrado nos macacos Rhesus. Já as pessoas cujas hemácias não se aglutinavam quando colocadas em contato com o anti-Rh foram chamadas de Rh negativas ou Rh-, indicando que elas não possuíam o fator Rh em suas hemácias.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Uma pessoa Rh+ que recebe sangue Rh- não terá a aglutinação de suas hemácias, pois o portador do sangue Rh+ não tem o anticorpo anti-Rh em seu sangue. Mas é muito importante lembrar que uma vez em contato com esse antígeno, o corpo responderá produzindo anticorpos. Se essa pessoa Rh+ receber novamente o sangue Rh-, seu organismo poderá desencadear um processo de aglutinação das hemácias muito perigoso e até fatal. Isso ocorre em uma doença chamada de Eritroblastose fetal, também conhecida como doença hemolítica do recém-nascido.

Olhando do ponto de vista genético, a determinação do fator Rh é condicionada por dois alelos, R (dominante) e r (recessivo), sendo que os genótipos RR e Rr definem a presença do fator Rh em suas hemácias, sendo essas pessoas Rh+. Se o genótipo de uma pessoa for rr, quer dizer que essa pessoa não apresenta fator Rh em suas hemácias, sendo ela Rh-.

O sinal de (+) ou (-) ao lado do tipo sanguíneo representa o fator Rh
O sinal de (+) ou (-) ao lado do tipo sanguíneo representa o fator Rh
Publicado por: Paula Louredo Moraes
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

(UNESP) Uma mulher com útero infantil, Rh+ homozigota, casa-se com um homem Rh-. Impedida de ter filhos, o casal decide ter um “bebê de proveta” e contrata uma “mãe de aluguel” para receber em seu útero o zigoto formado por aquele casal. O que o casal não sabia é que a “mãe de aluguel” tivera três filhos, e que o último apresentara a doença hemolítica do recém-nascido. A probabilidade de o “bebê de proveta” nascer com a doença hemolítica do recém-nascido é:

a) mínima, visto que seu pai é Rh-.

b) mínima, visto que sua mãe genética é Rh+.

c) alta, já que o “bebê de proveta”, com absoluta certeza, será Rh+.

d) nula, visto que a doença hemolítica do recém-nascido só ocorre quando a mãe é Rh- e o pai Rh+.

e) alta, pois a “mãe de aluguel” é Rh+.

Questão 2

Uma mulher pretende ter um filho e teme que seu filho tenha a doença hemolítica do recém-nascido. Essa mulher fez os exames necessários para descobrir qual seu tipo sanguíneo e descobriu que era O+. Qual a probabilidade do filho dessa mulher ter a doença?

a) A probabilidade dependerá do fator Rh do pai da criança.

b) 50% de chance de ter a doença, pois a mulher é Rh positiva.

c) Nenhuma, pois o sangue dessa mulher é O, o que impossibilita a doença.

d) Nenhuma, pois a eritroblastose fetal só ocorre em mulheres com Rh-.

c) 100% de chance de ter a doença, pois a mulher é Rh positiva.

Mais Questões
Assuntos relacionados
Os genes são porções de DNA contidas nos cromossomos
Genes e cromossomos
Aprenda mais sobre genes e cromossomos, dois conceitos que são relacionados entre si e essenciais para a compreensão dessa parte da Biologia.
Conjunto cromossômico da espécie humana.
Cariótipo
Cariótipo, Centrômero, Metacêntrico, Submetacêntrico, Acrocêntrico, Telocêntrico, Satélite, Metáfase, Condensação, Célula diplóide, Par alossômico, Par autossômico, Idiograma de cariótipo.
Falsos O têm, na verdade, sangue do tipo A, B ou AB.
Efeito Bombaim – Falso O
Exceção que ocorre em menos de 1% da população.
O esquema da cadeia polinucleotídica (dupla fita complementar).
Replicação do DNA
Um mecanismo de duplicação semiconservativa das informações genéticas.
Transfusão de sangue: um procedimento médico associado a um ato solidário.
Transfusão de sangue
Transfusão de sangue: um procedimento médico associado a um ato solidário.
Genótipo e Fenótipo
Clique e entenda as particularidades e relações entre genótipo e fenótipo.