Whatsapp icon Whatsapp

Fotoperiodismo e a floração dos vegetais

A ação do fotoperiodismo sobre a floração e frutificação dos vegetais (pequi).
A ação do fotoperiodismo sobre a floração e frutificação dos vegetais (pequi).

O comprimento de um dia é conhecido como fotoperíodo e as respostas do desenvolvimento das plantas ao fotoperíodo são chamadas de fotoperiodismo (Chang, 1974).

As plantas respondem a esses estímulos graças a uma proteína presente em suas células chamada de fitocromo, que é a responsável pela percepção luminosa nos vegetais. Existem dois tipos de fitocromo, o fitocromo vermelho, representado por Pr ou R (red), que é a forma mais estável, e o fitocromo vermelho longo, representado por Pfr ou F (far red), que é uma forma mais ativa.  Durante o dia, quando há grande incidência de luz solar, o fitocromo R se converte em fitocromo F, sendo que à noite, quando não há luz solar, ocorre o contrário. Assim, quando em dias longos, os fitocromos F se acumulam na planta, induzindo o florescimento das plantas de dias longos, enquanto que as de dias curtos não florescem. E o contrário ocorre quando os dias são curtos, pois o fitocromo R se acumula nas plantas, induzindo as plantas de dias curtos a florescerem e, consequentemente, inibindo as de dias longos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

É por esse motivo que algumas espécies vegetais florescem somente em determinadas épocas do ano.

Quanto ao fotoperiodismo, as plantas podem ser classificadas em:

Plantas de dias curtos – plantas que florescem quando os dias são mais curtos e o período de escuridão é maior. Exemplo: morango.

Plantas de dias longos – plantas que florescem em dias mais longos, quando as noites são mais curtas. Exemplo: alface.

Plantas indiferentes – florescem em qualquer época do ano, independente do período luminoso. Exemplo: tomate.

Publicado por Paula Louredo Moraes

Artigos Relacionados

Etileno
Descubra os efeitos do etileno em um vegetal e como esse gás pode ser usado economicamente.
Gimnospermas
Clique aqui e aprenda mais sobre as gimnospermas, plantas que apresentaram a semente como novidade evolutiva.
Partes da raiz
Compreenda as partes da raiz e como elas estão relacionadas com o crescimento do órgão.
Pteridófitas
Descubra mais sobre as pteridófitas lendo nosso texto. Apresentaremos aqui as características básicas desse grupo, sua reprodução e classificação.
Tecido meristemático
Tecido meristemático, Células vegetais, Parede celular, Vacúolos, Meristema apical, Ramos e raízes, Meristema intercalar, Meristema lateral, Meristema Primário, Crescimento vegetal, Parênquima, Colênquima, Esclerênquima, Meristema Secundário, Câmbio, Xilema e floema.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos
Nessa aula veremos a condição de existência de um triângulo utilizando um raciocínio lógico e em seguida formalizando esse conhecimento.