Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Botânica
  4. Tecidos vegetais

Tecidos vegetais

Os tecidos vegetais formam o corpo da planta e podem ser classificados em diferentes grupos, como os meristemas, os tecidos primários e secundários.

Os vegetais, assim como alguns animais, possuem um corpo formado por tecidos. Esses tecidos podem ser divididos em cinco grupos: meristemas apicais, tecidos meristemáticos primários, tecidos primários, meristemas secundários ou laterais e tecidos secundários.

Meristemas

São tecidos com grande capacidade de sofrer divisão celular. Eles não possuem células diferenciadas e são responsáveis por originar todos os tecidos maduros da planta.

Os meristemas chamados de apicais ou promeristemas são encontrados na extremidade do caule e da raiz. Eles produzem células que originam o corpo primário do vegetal. Logo abaixo do meristema apical, encontram-se os tecidos meristemáticos primários.

Os tecidos meristemáticos primários são a protoderme, o meristema fundamental e o procâmbio. A protoderme é o meristema que origina a epiderme. Já o meristema fundamental origina o parênquima, o colênquima e o esclerênquima. O procâmbio é responsável pela formação dos tecidos vasculares primários, ou seja, o xilema e o floema.

Os meristemas secundários ou laterais promovem o crescimento da planta em espessura. Eles são o felogênio e o câmbio. Responsável pelos tecidos vasculares secundários, o câmbio produz xilema e floema secundários, enquanto o felogênio origina a periderme, que substitui a epiderme, e é formado pelo súber e feloderme.

Epiderme

Presente na parte mais externa de um vegetal em crescimento primário, a epiderme é responsável, principalmente, pela proteção. Suas células são vivas, encontram-se justapostas e podem apresentar várias substâncias, tais como taninos e pigmentos. Na epiderme, existem células especializadas, como as células-guarda dos estômatos e tricomas. Em plantas com crescimento secundário, esse tecido é substituído pela periderme.

Parênquima

O parênquima, tecido do sistema fundamental, é formado por células vivas, que possuem paredes primárias delgadas e vacúolos bem desenvolvidos. O formato dessas células é geralmente descrito como isodiamétrico. O tecido parenquimático pode ser classificado em parênquima de preenchimento, clorofiliano e de reserva.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Colênquima

O colênquima, assim como o parênquima, é um tecido do sistema fundamental que apresenta células vivas na maturidade. Ao serem observadas no microscópio fotônico, as paredes dessas células apresentam coloração branca e brilhante e espessamento irregular, características que podem ser usadas para classificar esse tecido. Os tipos básicos de colênquima são: angular, lamelar, lacunar ou anelar.

Esclerênquima

É um tecido do sistema fundamental que garante resistência ao corpo do vegetal. As células que o compõem apresentam paredes secundárias espessadas, que podem ou não ser lignificadas. [O espessamento, diferentemente do colênquima, é regular.] Geralmente, essas células não são compostas por protoplasto vivo na maturidade. Destacam-se dois tipos celulares importantes: as fibras e as esclereides.

Floema

O floema compõe o sistema vascular no vegetal e sua função é garantir o transporte de materiais orgânicos e inorgânicos em solução. Esse tecido complexo é formado por células de condução (células crivadas e elementos do tubo crivado), células parenquimáticas, fibras e esclereides. Entre as células parenquimáticas, destacam-se algumas especializadas, como as companheiras e as albuminosas. O floema primário origina-se do procâmbio, e o secundário é gerado a partir do câmbio.

Xilema

Parte do sistema vascular, destaca-se por sua capacidade de conduzir água e solutos para todas as partes da célula. Esse tecido também garante a sustentação e o armazenamento de algumas substâncias. Considerado complexo, ele é formado por elementos condutores (traqueides e elementos de vaso), células parenquimáticas e fibras. O xilema primário é formado a partir do procâmbio, enquanto o secundário é formado a partir do câmbio.

As plantas são formadas por diferentes tipos de tecidos
As plantas são formadas por diferentes tipos de tecidos
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

Alguns tecidos vegetais permanecem com sua capacidade de divisão e multiplicação por toda a vida de um vegetal. Esses tecidos são chamados de:

a) permanentes.

b) primários.

c) secundários.

d) meristemáticos.

Questão 2

Sabemos que os meristemas podem ser classificados em primários e secundários. Como exemplo desse último tipo, podemos citar o(a):

a) meristema apical da raiz e do caule.

b) meristema apical da raiz e o procâmbio.

c) felogênio e câmbio vascular.

d) periderme e procâmbio.

e) câmbio vascular e protoderme.

Mais Questões
Assuntos relacionados
A epiderme, um dos tecidos de revestimento das plantas, é encontrada em órgãos com crescimento primário.
Tecidos de revestimento
Clique aqui e descubra mais sobre os tecidos de revestimento, importantes tecidos que envolvem a planta. Neste texto, abordaremos sobre as principais características da epiderme e da periderme. Além disso, falaremos sobre as funções desses tecidos vegetais.
Os tecidos vegetais de sustentação garantem suporte mecânico à planta.
Tecidos de sustentação vegetal
Clique aqui e amplie seus conhecimentos sobre os tecidos de sustentação vegetal. Neste texto, abordaremos o que são tecidos de sustentação e falaremos as principais características do colênquima e do esclerênquima. Além disso, apresentaremos um quadro comparativo com as principais diferenças entre eles.
Células do parênquima amilífero contendo amiloplastos.
Tecidos parenquimáticos
Um tecido vegetal com função de preenchimento, e armazenamento.
Tecido meristemático vegetal.
Tecido meristemático
Tecido meristemático, Células vegetais, Parede celular, Vacúolos, Meristema apical, Ramos e raízes, Meristema intercalar, Meristema lateral, Meristema Primário, Crescimento vegetal, Parênquima, Colênquima, Esclerênquima, Meristema Secundário, Câmbio, Xilema e floema.
Corte transversal numa raiz de uma dicotiledônea. A: xilema; B: floema.
Tecidos condutores: xilema e floema
Sobre estes dois tecidos condutores, responsáveis pelo transporte e distribuição de substâncias na planta: suas características, suas células e tipos de condução.
O colênquima é encontrado em regiões mais periféricas do órgão
Colênquima
Compreenda mais sobre o colênquima, um tecido de sustentação da planta.
Observe o xilema no corte anatômico
Xilema
Amplie seus conhecimentos sobre o xilema, um tecido de condução encontrado em alguns vegetais.
O floema é um tecido de condução dos vegetais
Floema
Saiba mais sobre o floema, um dos tecidos de condução presentes nos vegetais!
O esclerênquima é um tecido vegetal que garante, entre outras funções, a sustentação do vegetal
Esclerênquima
Saiba mais sobre o esclerênquima, um tecido vegetal que apresenta células com paredes lignificadas.